segunda-feira, 30 de junho de 2008

Vitória de Filipe Campos, Miguel Barbosa desiste

Baja Serra de Monchique aziaga para Campeão Nacional
Filipe Campos venceu a Baja Serra de Monchique e com a desistência de Miguel Barbosa (ler em separado) destacou-se no campeonato, que lidera agora com treze pontos de vantagem sobre o piloto do Proto Dessoude, que tem agora só três provas para recuperar o significativo atraso que permitiu ao seu adversário.Na segunda posição ficou Ricardo Leal dos Santos, que assim ascende à terceira posição do campeonato, atrás de Miguel Barbosa.

Filipe Campos destaca-se no campeonato
Apesar do intenso calor que se fez sentir, a dupla do BMW X3cc esteve irrepreensível ao longo dos 341 quilómetros de percurso, com nenhum dos adversários a ousar contestar a liderança conquistada logo no primeiro dia de prova.
Três anos depois da última subida ao primeiro lugar do pódio, a dupla Filipe Campos/Jaime Baptista voltou a saborear o champanhe da vitória, a primeira aos comandos do BMW X3cc.
Este foi o 10º triunfo da carreira do piloto do Porto, um resultado particularmente importante, pelo facto de ter permitido ampliar a liderança do campeonato de três para 13 pontos...
Na hora da consagração, a dupla Filipe Campos/Jaime Baptista, reconheceu que "se tratou de uma prova muito difícil, devido à dureza do percurso e ao intenso calor que se fez sentir. No entanto, não fomos vítimas do mais pequeno problema, com muito do mérito a pertencer à X-Raid, pelo nível de competitividade e fiabilidade do carro que disponibilizaram". Depois da vitória na super-especial de abertura, a formação do BMW X3cc reconhece que "no primeiro sector selectivo, ainda imprimimos um ritmo rápido, mas sem correr riscos. Mas em função da vantagem adquirida e dos problemas que afectaram os mais directos adversários, no segundo sector selectivo limitámo-nos a rodar para chegar ao fim". Um furo e os cerca de cinco minutos para mudar o pneu foram a excepção a um dia isento de problemas.
Com 13 pontos de vantagem em relação ao segundo classificado no campeonato, Filipe Campos e Jaime Baptista reconhecem que "demos um passo importante em relação ao título, mas as contas estão longe de estar feitas. Ainda faltam cumprir três provas e tudo pode acontecer... Mas é claro que estamos numa posição privilegiada".
A Baja Cidade de Beja/Montes Alentejanos é a próxima prova do calendário (a sexta), a disputar entre os dias 6 e 7 de Setembro.
Miguel Farrajota em terceiro
O piloto algarvio Miguel Farrajota, aos comandos do DePieres Proto inscrito pelo LC-Loulé Concelho Team, terminou na 3ª posição a Baja Serra de Monchique, a quinta etapa do Campeonato de Portugal de Todo o Terreno, depois de ter conseguido ser o mais rápido no mais longo dos sectores selectivos.
Problemas na fase inicial da corrida impediram-no, todavia, de poder lutar por uma, ainda melhor, classificação.
"Na primeira especial do dia fomos obrigados a parar por duas vezes, para colocar água no radiador, pois a temperatura do motor estava a subir demasiado. Na segunda paragem tivemos de ir buscar água a uma represa, já que tínhamos esgotado toda a que estava dentro do carro. Para além disso houve ainda um problema com um tubo de travão. Para a parte da tarde fui obrigado a fazer uma gestão da temperatura soltando mais o carro quando ela teimava em subir", explicou.
"A máquina respondeu de forma excelente à dureza do percurso e estou naturalmente muito satisfeito pelos progressos que continuamos a alcançar e por esta magnífica vitória ainda para mais conquistada numa prova algarvia", concluiu Miguel Farrajota.

CLASSIFICAÇÃO: 1º Filipe Campos/Jaime Baptista (BMW X3cc), 5h25m49,4s; 2º Ricardo Leal dos Santos/João Luz (BMW X5), a 5m07,1s; 3º Miguel Farrajota/Nelson Ramos (Proto Depiéres Rav4), a 11m56,8s; etc...CAMPEONATO: 1º Filipe Campos, 57 pontos; 2º Miguel Barbosa, 44; 3º Ricardo Leal dos Santos, 26; ...7º Bernardo Moniz da Maia, 13; etc...In AutoSport

Foi sem dúvida uma bela jornada de TT, a que tivemos a oportunidade de acompanhar no Sábado. A tarde estava abrasadora, e devido a tal facto a SuperEspecial acabou por ser atrasada em sensivelmente 60 minutos. Tal facto não impediu uma boa presença de público na Zona Espectáculo definida pela organização, sítio espectacular e muito técnico, tendo em conta que se tratava de um TT. Assim, os pilotos desciam uma encosta duma colina, e chegando bem perto dum vale tinham um gancho bem apertado, terminando a descida numa ribeira, que proporcionou momentos de rara beleza, enfrentando depois na saída, uma ligeira viragem è esquerda até à conclusão do troço. Parece-nos que nesse local, o melhor piloto foi mesmo Filipe Campos, que passou "sem espinhas" e pouco espalhafato, contrastando com Miguel Campos, que, no seu Proto Dessoude, entrou com muito impacto na ribeira, mas levando uma condução pouco harmoniosa.

Sem comentários: