segunda-feira, 31 de maio de 2010

Farense foi recebido na Câmara Municipal


O executivo da Câmara de Faro recebeu esta tarde, nos Paços do Concelho, uma comitiva constituída por dirigentes, equipa técnica e plantel do Sporting Clube Farense, para os congratular pela «façanha de assegurarem a promoção deste centenário emblema algarvio» à II Divisão Nacional.

«O Farense está hoje mais perto do lugar que é seu por direito. Oxalá, no futuro, com ponderação e sentido de responsabilidade, trilhe um percurso que lhe granjeie feitos desportivos que notabilizem o concelho e a região, par a par com as melhores práticas de gestão e com o seu necessário saneamento financeiro», salienta a Câmara de Faro, em comunicado.

A autarquia afirma que, «no quadro das suas consabidas dificuldades, está disponível, como o tem abundantemente demonstrado, a procurar viabilizar soluções que nos sejam apresentadas».

A Câmara diz ainda que «foi uma época desportiva coroada de êxito que culminou numa inolvidável romaria ao Estádio de São Luís e que selou a recuperação de muitos que se tinham afastado da instituição e que, hoje mais do que nunca, sabem que a devem apoiar como um símbolo de Faro e da nossa identidade».

«A todos quantos, denodadamente, com espírito de sacrifício e perseverança, trabalharam para o êxito obtido, a Câmara de Faro reconhecida prestou uma justa homenagem», acrescenta a autarquia.

O Sporting Clube Farense garantiu no domingo a subida à II Divisão B, um feito que foi festejado pelos mais de dez mil adeptos presentes no estádio de São Luís com muita festa e uma invasão de campo, após o apito final.

Um golo de Bruno aos 67 minutos bastou para garantir uma vitória pela diferença mínima sobre o Cova da Piedade, numa partida em que o Farense foi a equipa que teve mais bola e procurou mais o golo.

In Barlavento Online

domingo, 30 de maio de 2010

12º jogador leva Farense ao colo em jogo de nervos...




Quando entrei no Estádio São Luís, pouco passava das 16h30, não queria acreditar no que estava a ver... As bancadas das sombras estavam já esgotadas e o movimento em torno do Estádio São Luís, indiciava uma enchente memorável.


De facto, mesmo com entradas à borla, só um grande clube é que movimentas massas desta natureza, e se o Farense hoje não tivesse subido, só a presença de público seria já uma vitória para todos os que têm regenerado o Farense nesta nova fase, mas também para todos os que desde o Distrital nunca deixaram o Clube da capital algarvia sozinho, sendo evidente que a cidade hoje respondeu "SIM" à chamada direccionada ao coração, e demonstrou o que é ser Farense. Em presença volumosa e que não há memória desde os tempos da Liga Sagres, extravazando uma paixão incontida, e justificando de sobre maneira o porquê do título deste post... Porque num jogo de nervos, foi decisiva a acção do público na entrega dos três pontos aos Leões de Faro!


Apesar de o Farense estar obrigado a vencer e ao Cova da Piedade bastar um empate, o jogo até começou repartido, parecendo que o "Cova" estava em Faro com intenção de não se remeter à defesa. Apesar das dificuldades, a equipa da margem sul estava bem organizada, e tinha homens na frente muito rápidos, que por algumas vezes criaram autênticos calafrios à defensiva algarvia. Numa primeira fase o jogo foi equilibrado, saltando na retina a intenção de Joaquim Mendes em colocar Ró-Ró à frente da defesa, como box-to-box, nalgumas ocasiões fazendo uso da sua rapidez para imprimir mais intensidade às transições da equipa. Embora com muitos passes transviados o Farense foi assumindo o comando da partida, registando-se o primeiro remate perigoso, na sequência duma tabela entre Alvarinho e Norberto na esquerda, cruzando para Bruno, que de cabeça enviou a bola para as mão de Osvaldo, aos 30 minutos de jogo.


Notava-se as indicações de Joaquim Mendes em proporcionar mobilidade aos homens mais leves da frente para baralhar as marcações contrárias, sobressaindo mais uma vez a aplicação de Norberto e os raídes de Alvarinho, mas sem grandes consequências para a baliza contrária, não obstante alguns lances na área, onde num deles se reclamou mesmo grande penalidade.


Até ao fim do primeiro tempo, destaque para duas perdidas clamorosas do Cova de Piedade, realçando um contra ataque venenoso entre Nuno Dias e Tiago Meira, em desmarcações cruzadas, no qual Nuno Dias, perante Edgar, falhou o golo, graças a uma intervenção corajosa do habitual suplente de Gonçalo, seguindo-se outra jogada em que a bola beijou mesmo o poste direito da baliza sul, na sequência duma jogada em que a passividade da defesa algarvia poderia ter deitado por terra as ambições da equipa. E chegávamos ao intervalo com a sensação de que a sorte que havia sido madrasta em muitos jogos, poderia ser compensada neste jogo decisivo, em que o Farense dominava a partida, mas pertencia ao adversário directo as melhores ocasiões.


Na segunda parte, o Farense continuou a carregar no acelerador, algumas vezes atabalhoadamente, mas sempre com muita garra e intensidade, embora a toada de jogo fosse cada vez mais quebrada pelo anti-jogo do adversário. Com uma hora de jogo queimada, era tempo de lançar Pintassilgo para o lugar de Pablo, e curiosamente, passados três minutos e duma substituição no Cova da Piedade em que o jogador adversário gozou literalmente com os adeptos farenses ao retardar a saída de jogo, Bruno daria o mote para a explosão nas bancadas.


Com o golo no papo, foi tempo de solidificar o meio campo e permitir a troca entre o debilitado Ró-Ró e Luís Lopes para reforçar a defesa e estancar o perigo do Cova da Piedade que por duas ou três vezes esteve perto do empate. Mas, num jogo tão intenso, os próprios jogadores adversários foram perdendo as estribeiras e com o decorrer do mesmo alimentaram quezílias desnecessárias que os desconcentraram e permitiram investidas perigosas dos algarvios, que terminaram a partida em superioridade numérica, fruto da expulsão de Adimar, numa jogada em que Pintassilgo se isolava.


O jogo foi se encaminhando para o fim e a ansiedade era cada vez maior nas bancadas, mas o apito final após 95 minutos de jogo, serviu de alívio, descompressão e festejos pelos adeptos algarvios que comemoraram a vitória com os jogadores no relvado e seguiram em cortejo por diversas artérias na cidade. Amanhã, pelas 19horas a equipa e todo o Staff serão recebidos nos Paços do Concelho pelo Presidente da Câmara Macário Correia como reconhecimento da autarquia pelo feito histórico conquistado, e que se espera seja a continuação duma caminhada iniciada à quatro anos, e que só terminará com a promoção à Liga Sagres!



3ª Divisão Série F - 10ª Jornada da Fase Final
Estádio S. Luís (Faro)
Assistência: 8000 espectadores
17 horas, 30/05/2010
Árbitro: João Constantino (Beja)

FARENSE 1-0 COVA DA PIEDADE


(63 mn, por Bruno, aproveitando uma segunda vaga de ataque na sequencia de um canto, Ró-Ró tira a bola da trajectória do guarda redes endereça para Bruno que, na pequena têm tempo para a dominar a fazer o golo com o pé direito)

Farense: Edgar; Pablo (Pintassilgo, 60 mn), Arlindo, Idalécio, Caniggia; Ró-Ró (Luís Lopes, 73 mn), Luís Afonso, Alemão; Norberto, Alvarinho e Bruno. Treinador: Joaquim Mendes

Não estou em mim... Já estamos na Segunda B!



Foto do dia - etapa 3

O que faz milhares de pessoas estarem a ver carros a passar e a deixá-las cheias de pó às 6.50 da manhã?


E o discípulo emancipou-se e derrotou o mestre...

Foto Ralis Online




Portugal será por certo o inicio duma longa série de êxitos do jovem Sebastien Ogier no WRC. Depois de Olivier Quesnel ter confirmado que Ogier seria piloto oficial da Citroen na próxima época, este ainda mais motivado que nas corridas anteriores mostrou toda a sua categoria e com muita maturidade segurou a vantagem que trazia de ontem sobre Loeb, (21,1 s). Mesmo perdendo cerca de 11 segundos nas duas primeiras passagens pelos troços de Felizes e Loulé, Ogier, à semelhança de ontem segurou-se nas segundas passagens e diminuiu ao máximo as diferenças, vencendo a prova portuguesa com 7,9 segundos de vantagem sobre Loeb.


Sordo, o segundo piloto da Citroen, parece cada vez mais conformado com o terceiro lugar na hierarquia, pois mesmo fazendo um dia razoável contentou-se no final da prova com o terceiro lugar, resignado pela superioridade demonstrada pelos colegas e... adversários. À margem disso quem mais ganhou foi a Citroen que preencheu os três lugares do pódio com os seus pilotos. E não fez melhor porque o "privado" de Petter Solberg capotou na super especial do Estádio Algarve que encerrava o rally, perdendo o quarto posto para Mirko Hirvonen...


A Ford teve uma jornada aziaga e terá que repensar muito a sua estratégia e moldes organizativos durante a temporada, se quer mesmo fazer frente à armada francesa, pois neste momento o maior rival de Loeb no campeonato já é Ogier...


Destaques no dia de hoje para o abandono de Henning Solberg, o crescendo de Villagra, que até venceu a super especial, subindo ao oitavo lugar à geral e para as prestações dos portugueses. Armindo Araújo (14º) à frente de grande parte da armada SWRC, inclusive Bernardo Sousa (15º) e da magnifica prestação de Pedro Peres em 18º, e segundo melhor português do CPR no seu ano de estreia no Rally de Portugal.



Mais informações em www.WRC.com

sábado, 29 de maio de 2010

Foto do Dia - etapa 2

Não! Não é o C4 de Loeb no Dakar... È Loeb no deserto de Almodôvar...



Foto retirada de http://www.ralisonline.net/

Loeb atacou mas jovem Sebastien Ogier geriu vantagem... Domingo de decisões!

Sebastien Loeb ao ataque na PEC 10, S Brás 1 Foto Algarve Farense


Dia duríssimo para os pilotos este sábado. Como havíamos vaticinado a dureza dos pisos condicionou a prestação de todos, uns mais do que outros em virtude estilo de condução agressivo, regular ou cuidadoso de cada um deles. A juntar a isso, o dia de calor que se fez sentir nas serras algarvias e alentejanos deixou o piso muito seco e propenso à aglomeração de pó, situação a que não têm sido alheio o cuidado da organização em paenas fazer partir os pilotos de três em três minutos, por forma a que o rasto não seja apanhado por algum piloto que parta atrás.


E se ontem apostava-mos numa luta principal entre Ogier, Loeb e Hirvonen, em parte não nos enganamos embora o homem da Ford tenha saído da carroça dos líderes, tendo um dia apagado e condicionado por problemas com os pneus. Na verdade, os homens da Citroen, quer os oficiais (Loeb e Sordo), como os da equipa júnior (Ogier) e do privado Petter Solberg têm dominado o Rally de Portugal, tendo no dia de hoje ganho as 6 PEC's em disputa com vantagem para Sebastien Loeb que ganhou quatro, deixando para Petter Solberg e Sebastien Ogier uma cada.



Contudo, face ao período da manhã em que o campeoníssimo francês reduziu para metade a diferença para Ogier, esperava que consumasse o assalto à liderança na parte da tarde, algo que não aconteceu, devido à mestria do jovem Ogier que se defendeu bem e guardou uma vantagem de 21,1 segundos para os restantes 90 kilómetros do rally a disputar amanhã nos troços de Felizes e Loulé, guardando-se para a Super Especial de encerramento do Estádio Algarve alguma dúvida mínima em relação a diferenças de tempos.



E se a Citroen tem estado em grande, a Ford mais uma vez se pode queixar de si própria e da inconsistência exibicional dos seus pilotos oficiais com destaque mais uma vez para Latvala, o único dos top 10, que saiu do mesmo, em virtude dum acidente aparatoso na primeira passagem do Vascão. Como havíamos dito, ele estava obrigado a atacar forte para reduzir diferenças, e correndo mais riscos, colheu o amargo fruto duma saída de estrada...


Quanto aos portugueses, Armindo Araújo é o melhor piloto, ao volante do Mitsubishi Lancer Evo X, ocupando o 17º posto da classificação. O campeão do PWRC contou com problemas a nível da suspensão da parte da manhã, mas na secção vespertina, já com os problemas resolvidos, Armindo Araújo pôde adoptar uma toada mais rápida, guardando uma vantagem confortável sobre Bernanrdo Sousa, o líder do CPR, e que tudo indica, ganhará a corrida particular dos "Tugas" pois Armindo Araújo não está inscrito no CPR. Nota positiva para Pedro Peres e Vítor Sá, que ultrapassarem Vítor Pascoal na tabela e assim se preparam para subir ao pódio nesta prova do Campeonato Português.

Mais informações em: http://www.rallydeportugal.pt/

ÉS DE FARO, ÉS FARENSE!

Será a maior enchente desde o mítico Farense X Olhanense em 2003!

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Foto do Dia - etapa 1

Henninh Solberg na PEC 6 - Ourique - ZE 8


Foto retirada de WWW.RalisOnline.net

Sebastien Ogier (Citroen C4) vence etapa 1 e vai abrir caminho para duelo infernal este sábado

Sebastien Ogier na PEC 6 - ourique Foto Algarve Farense



Disputou-se hoje a primeira etapa do WRC Vodafone Rally de Portugal, com as duplas passagens pelos troços de Santa Clara Ourique e Silves, saindo como líder para o duríssimo dia de amanhã o francês da equipa júnior da Citroen, Sebastien Ogier.


O piloto francês foi o homem lançado por Olivier Quesnel, director desportivo da equipa Citroen para limpar a estrada amanhã, dia que promete ser bem mais duro do que o de hoje, em virtude do piso duro e carregado de xisto nos troços do Vascão e S.Brás. Mas o facto é, que não basta querer, pois o míudo da Citroen tem mesmo enormes qualidades e não se fez rogado, aproveitando o facto de hoje ser apenas o quarto piloto na estrada, para ganhar cinco dos seis troços em disputa, acumulando uma vantagem de 26,6 segundos para o espanhol Dani Sordo, o segundo piloto da equipa oficial da Citroen, o único que conseguiu acompanhar Ogier na liderança do rally, perdendo um pouco a embalagem na ultima especial do dia, em Silves, onde perdeu 18,1 segundos.



No terceiro posto está o hexacampeão do mundo, "o Michael Schumacher dos rallyes" , Sebastien Loeb, que embora não tenho ganho nenhuma PEC no dia de hoje, não se afastou consideravelmente liderança e geriu o facto de ser o homem a abrir a estrada, limpando-a para os adversários, estando a 44,8 segundos de Ogier, mas em boas condições de lutar amanhã com Mirko Hirvonen, o primeiro piloto da Ford e rival na luta pelo título mundial, que o segue no quatro posto a 2.1 segundos. O facto é que o piloto da Ford, hoje geriu cirurgicamente a corrida, mantendo uma diferença mínima para o favorito (Loeb), mas partindo atrás dele amanhã, e deixando essa permissa a seu favor na luta pela vitória.


Perto deste duo está Peter Solberg, ex-campeão mundial, a tripular outro Citroen C4 mas numa equipa privada. Este norueguês esteve muito bem ao longo da prova, junto de Ogier e Sordo mas um furo nos últimos troços da tarde obrigou a perder preciosos segundos mas não encerrando de vês as hipóteses pela vitória.


Quase obrigado a comer a gravilha está Jari Mari Latvala, segundo piloto da Ford, que não entrou bem na corrida e teve problemas com a degradação precoce dos seus pneus, estando já a 1.20 segundos da liderança, tendo que arriscar muito amanhã para se poder chegar à frente.


Quanto aos portugueses, a vantagem vai para Armindo Araújo (22º lugar a 8.02.0 segundos do líder), que vai fazendo uma corrida calculista, em virtude do seu troféu do PWRC não ter efeito em Portugal, o que não o impede de estar à frente de Bernardo Sousa, num Ford Fiesta S2000 (24º Lugar a 8.42.9 segundos) e de Vítor Pascoal (30º a 12.22.5 segundos).


A luta promete ter o seu clímax amanhá, quando os pilotos enfrentarão três duros e perigosos troços, em Almodôvar, Vascão e S. Brás de Alportel, e onde se jogará muito na decisão da prova.


Lá estaremos!


Mais informações em: http://www.rallydeportugal.pt/

Gustavo da Cunha é o homem que quer liderar o projecto urbanístico do Estádio São Luís




Faro, 28 Mai (Lusa) - O arquiteto Gustavo da Cunha assegura ter financiamento para o projeto urbanístico no Estádio de São Luís, em Faro, uma verba que permitirá ao clube algarvio arrecadar verbas para pagar dívidas de 10 milhões de euros.

O projeto urbanístico e comercial foi apresentado à Câmara de Faro no início de março, depois de dois concursos de venda do recinto desportivo, localizado no centro da capital algarvia, terem fracassado.

"Lideramos um sindicato de investidores, fundos de investimento imobiliário sedeados em Portugal, cujas posições estão já consolidadas neste projeto", revelou Gustavo da Cunha, em declarações à agência Lusa.

Embora o presidente da autarquia, Macário Correia, tenha recebido em março a maqueta - que contempla pelo menos um hotel de cinco estrelas, clínicas, cinemas e apartamentos de luxo nos terrenos com quase 20 mil metros quadrados ocupados atualmente pelo estádio - e considere tratar-se de "uma solução, uma luz ao fundo do túnel", o autarca mostra-se cético em relação aos promotores.

"Até hoje não vi ninguém com uma proposta concreta, não preciso de papel e de tábua", adiantou.

Gustavo da Cunha garante, todavia, estar "em condições para avançar" e confirma a existência de "conversações" entre a autarquia, dona do estádio, e a direção do Sporting Clube Farense.

"A bola, neste momento, não está do nosso lado, aguardamos que o advogado ou o presidente do Farense façam chegar até ao nosso advogado uma série de documentos que permitam o início da negociação e a elaboração de minutas de contrato", fez notar.

António Barão, presidente do clube, admite o atraso e até diz estar "esperançado" quanto ao sucesso do negócio, pois entende que "o futuro do Farense depende do pagamento do seu passivo".

Tal como Macário Correia, António Barão também quer saber "quem efetivamente está a aplicar o dinheiro neste projeto".

Segundo Gustavo da Cunha, os gestores dos fundos de investimento que representa têm "intenções firmes" de aplicar as verbas necessárias à execução do projeto, que, na sua opinião, "será o mais importante da capital algarvia".

"Estamos a fazer intervenções deste tipo em vários clubes do país, nomeadamente com o União de Coimbra, uma vez que é útil para os clubes e para as cidades", fez notar.

No caso de Faro, revelou, "foi o próprio presidente da Câmara que nos contactou no início do ano".

Há mais de um ano que o Farense tenta a venda do Estádio de São Luís para pagar as dívidas e tentar recuperar da suspensão da equipa profissional de futebol, decretada em 2005 pela então Sociedade Anónima Desportiva.

A competir agora na série F da III Divisão Nacional, a equipa principal do clube algarvio joga, neste domingo, no Estádio de São Luís, uma partida decisiva frente ao Cova da Piedade, na qual uma vitória poderá carimbar a subida à II Divisão.


JYT.

***Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico***

In Lusa/Fim



Depois de lido este artigo e dado a conhecer o rosto que lidera o famigerado projecto que poderá permitir saldar o passivo do SC Farense, o mais lógico foi imediatamente perceber quem é o Arquitecto Gustavo da Cunha.
Apesar de neste País, muitas vezes os currículos pouco significarem, parece do ponto de vista de conhecimentos uma pessoa muito bem formada.

Agora o resto, quiçá o mais importante, ou seja quem entregou nas mãos deste senhor o serviço de tratar deste negócio continua oculto, como é realçado no artigo por António Barão e Macário Correia.

Escolas de Formação 2010/2011 - O Teu futuro é aqui !! És de Faro, ÉS FARENSE !!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Hirvonen deixa Loeb a 1,5s na SuperEspecial do Estádio Algarve

Foto Algarve Farense

Depois dos preparativos está já na estrada o WRC Vodafone Rally de Portugal 2010, no qual se disputou no dia de hoje o shakedown na zona de Vale Judeu, tendo oficialmente sido dada a partida no multifacetado Estádio Algarve, casa de muitas emoções ao longo do ano, mas que ao invés do habitual futebol, tráz mais uma vez as emoções do Campeonato do Mundo de Rallys à nossa Região.


Com a armada lusitana este ano amputada de muitos nomes sonantes como os do algarvio Ricardo Teodósio, Bruno Magalhães, Fernando Peres, Miguel Campos ou Adruzilo Lopes, o interesse principal da prova é ainda mais insistente na luta pelo Mundial onde Loeb, à partida para a 6ª prova (de 13) tem 36 pontos à maior sobre o segundo classificado, o finlandês da Ford Jari-Matti Latvala. Sabendo que uma vitória vale 25 pontos, ainda nada está decidido mas a Ford não pode perder mais corridas para o campeoníssimo Sebastien Loeb, e, desta feita não foi de modas, e embora simbolicamente deu hoje um ar da sua graça, com Hirvonen, o terceiro do actual campeonato, e vice-campeão mundial a bater a concorrência, secundado pelo piloto Federico Villagra (Ford Focus RS) a 0,1s e do projecto privado de Petter Solberg, a 0,7 s, enquanto Loeb se quedou pelo oitavo lugar a 1,5s e Latvala, contrariamente ao habitual jogou à defesa e ficou em 11º lugar a 2,3 s, num percurso simbólico de 2,03 km disputado no interior e exterior do Estádio Algarve. Nota final para o tempo de Armindo Araújo, em 20º lugar, a 11,3 de Hirvonen.

Amanhã sim, se iniciará propriamente o rally a sério, com a 1ª etapa a disputar-se nas zonas de Santa Clara, Ourique e Silves, podendo se já ir tirando algumas ilacções sobre os favoritos para a vitória nesta prova. Lá estaremos!

Mais informações em: http://www.rallydeportugal.pt/

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Vitória do Farense pode não chegar para garantir subida?

Lesões de jogadores do Beira Mar de Monte Gordo podem ditar falta de comparência em Lagos

À margem da enorme euforia que reina nas hostes farenses tive conhecimento no dia de hoje duma situação que pode por em causa toda a época desportiva do Farense. Como se sabe, o Beira Mar só tem 12 jogadores incluídos no grupo de trabalho, fruto dos abandonos que a débil situação financeira do Clube originou em grande parte do plantel.


Realizando os últimos jogos com 12 jogadores disponiveis, o facto é que no domingo passado dois deles se lesionarem com gravidade e neste momento estão inaptos para defrontar o Esperança de Lagos o que deixa a equipa reduzida a 10 jogadores, não podendo formar uma equipa completa para se apresentar a jogo. Sabendo-se que a equipa de Monte Gordo não tem Juniores nem tão pouco Juvenis, a única solução será convencer os jogadores que abandonaram, a fazer o último jogo da época por forma a não desvirtuar a classificação do campeonato.


Isto porque, segundo uma fonte próxima do clube montegordino, a não comparência a um jogo na fase final de subida, dita a exclusão automática do campeonato, e a soma dos pontos roubados aos adversários, reverterá para os mesmos, sendo que o Beira Mar ganhou 5 pontos ao Cova da Piedade e 2 ao Farense. Com essa diferença pontual, o segundo lugar será inatingível...


Actualizado às 23.37 de 27 de Maio de 2010


Após ter lançado esta situação para a mesa, algo se têm sido a discutido em torno deste "hipotético caso". Cumpre-me dizer que, faço mea culpa em relação ao facto de não ter lido os regulamentos da FPF acerca destas situações, mas a forma como me foi explicado o caso e a proximidade da pessoa em causa, para com o clube montegordino, leva-me a crer em que estamos perante uma situação pouco explícita, e que até intervenientes directos na situação tem interpretações diferentes.


Porque a situação é grave, não podia deixar de lançar este tema para debate, até como forma de pressão para que o desfecho não seja em prejuízo de terceiros. Na minha opinião, até acredito que o o Beira Mar irá mesmo a jogo no domingo, primeiro porque a consequência automática seria a desclassificação da prova e consequente e suspensão por duas épocas consecutivas, além duma multa pecuniária ao clube envolvido e depois porque no seio do Clube montegordino há jogadores umbilicalamente ligados ao SC Farense, que tudo têm feito para terminar com dignidade esta fase de subida.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Farense e Quarteirense acreditam


Os resultados do passado domingo abrem boas perspectivas para que Farense (Grupo de Promoção) e Quarteirense (Grupo de Manutenção) atinjam os seus objectivos. Ambos, na próxima jornada, terão jogos que valerão toda uma temporada. O Farense precisa de ganhar ao Cova da Piedade e ao Quarteirense basta um empate com o U. Montemor.


A 3ª Divisão Nacional-Série F caminha para o final e, com apenas 90 minutos por jogar, tanto Farense como Quarteirense só dependem de si próprios para concretizar os objectivos a que se propuseram.


No caso do Farense - subida à 2ª Divisão Nacional - o jogo com o Cova da Piedade, a ter lugar, no próximo domingo, será determinante mas como o mesmo se realiza no mítico estádio S. Luís é de crer que os leões da capital algarvia consigam o triunfo, de resto o único resultado que lhes garante a promoção. Ganhar é determinante. O empate não serve ao emblema algarvio.


Para o Quarteirense o empate chega. Como a equipa de Quarteira parte no 3º lugar com mais 3 pontos que o seu opositor União de Montemor, quando o primeiro apito do árbitro soar (estará 0-0) a manutenção está garantida.


Depois será esperar pelo derradeiro sopro, sendo certo que, ao longo dos 90 minutos, haverá muita emoção. Em suma, o Quarteirense reúne todas as condições para evitar a despromoção ao distrital algarvio e, para o efeito, contará com o apoio do seu público até porque joga em casa.

In AlgarveDesporto

Imaginavam a dimensão deste escândalo?

Muita massa!!!



CASO BPN: ESCÂNDALO E IMPUNIDADE



A burla cometida no BPN não tem precedentes na história de Portugal !!!



O montante do desvio atribuído a Oliveira e Costa, Luís Caprichoso, Francisco Sanches e Vaz Mascarenhas é algo de tão elevado, que só a sua comparação com coisas palpáveis nos pode dar uma ideia da sua grandeza.



Com 9.710.539.940,09 € (NOVE MIL SETECENTOS E DEZ MILHÕES DE EUROS.....) poderíamos:

Comprar 48 aviões Airbus A380 (o maior avião comercial do mundo).

Comprar 16 plantéis de futebol iguais ao do Real Madrid.

Construir 7 TGV de Lisboa a Gaia.

Construir 5 pontes para travessia do Tejo.

Construir 3 aeroportos como o de Alcochete.

Para transportar os 9,7 MIL MILHÕES DE EUROS seriam necessárias 4.850 carrinhas de transporte de valores!



Assim, talvez já se perceba melhor o que está em causa.



Distribuído pelos 10 milhões de portugueses,

caberia a cada um cerca de 971 € !!!



Então e os Dias Loureiro e os Arlindos de Carvalho onde andam?!
E que tamanho deveria ter a prisão para albergar esta gente?!






P.S. - E mais…Tínhamos a crise resolvida!!!!!!


Artigo enviado por Mário Alexandre

Palmarés do Rali de Portugal - Nomes que ficam na história


Palmarés do Rali de Portugal, cuja edição de 2010 se disputa entre quinta feira e domingo no Algarve:

1967: 1 - Carpinteiro Albino/Silva Ferreira, Por (Renault)

1968: 1 - Tony Fall/Ron Crellin, Ing (Lancia)

1969: 1 - Francisco Romãozinho/João Canas Mendes "Jocames", Por (Citroen)

1970: 1 - Simo Lampinen/John Davenport, Sue/Ing (Lancia) - Pontuável Europeu de ralis

1971: 1 - Jean-Pierre Nicolas/Jean Todt, Fra (Renault)

1972: 1 - Achim Warmbold/John Davenport, Ale/Ing (BMW)

1973: 1 - Jean Luc Therier/Jacques Jaupert, Fra (Renault) - Pontuável Mundial ralis

1974: 1 - Rafaelle Pinto/Arnaldo Bernacchini, Ita (Fiat)

1975: 1 - Markku Alen/Ilka Kivimaki, Fin (Lancia)

1976: 1 - Sandro Munari/Silvio Maiga, Ita (Lancia)

1977: 1 - Markku Alen/Ilka Kivimaki, Fin (Fiat)

1978: 1 - Markku Alen/Ilka Kivimaki, Fin (Fiat)

1979: 1 - Hannu Mikkola/Arne Hertz, Fin/Sue (Ford)

1980: 1 - Walter Rohrl/Christian Geistdorfer, Ale (Fiat)

1981: 1 - Markku Alen/Ilka Kivimaki, Fin (Fiat)

1982: 1 - Michele Mouton/Fabrizia Pons, Fra/Ita (Audi)

1983: 1 - Hannu Mikkola/Arne Hertz, Fin/Sue (Audi)

1984: 1 - Hannu Mikkola/Arne Hertz, Fin/Sue (Audi)

1985: 1 - Timo Salonen/Seppo Harjanne, Fin (Peugeot)

1986: 1 - Joaquim Moutinho/Edgar Fortes, Por (Renault)

1987: 1 - Markku Alen/Ilka Kivimaki, Fin (Lancia)

1988: 1 - Massimo Biasion/C. Cassina, Ita (Lancia)

1989: 1 - Massimo Biasion/Tiziano Severo, Ita (Lancia)

1990: 1 - Massimo Biasion/Tiziano Severo, Ita (Lancia)

1991: 1 - Carlos Sainz/Luis Moya, Esp (Toyota)

1992: 1 - Juha Kankkunen/Juha Piironen, Fin (Lancia)

1993: 1 - François Delecour/Daniel Grataloup, Fra (Ford)

1994: 1 - Juha Kankkunen/Nicky Grist, Fin/Gal (Toyota)

1995: 1 - Carlos Sainz/Luis Moya, Esp (Subaru)

1996: 1 - Rui Madeira/Nuno Rodrigues Silva, Por (Toyota)

1997: 1 - Tommi Makinen/Seppo Harjanne, Fin (Mitsubishi)

1998: 1 - Colin McRae/Nicky Grist, Esc/Gal (Subaru)

1999: 1 - Colin McRae/Nicky Grist, Esc/Gal (Ford)

2000: 1 - Richard Burns/Robert Reid, Ing (Subaru)

2001: 1 - Tommy Makinen/Risto Mannisenmaki, Fin (Mitsubishi)

2002: 1 - Dider Auriol/Thierry Barjou, Fra (Toyota)

2003: 1 - Armindo Araújo/Miguel Ramalho, Por (Citroen)

2004: 1 - Armindo Araújo/Miguel Ramalho, Por (Citroen)

2005: 1 - Daniel Carlsson/Mattias Andersson, Sue (Subaru)

2006: 1 - Armindo Araújo/Miguel Ramalho, Por (Citroen)

2007: 1 - Sebastien Loeb/Daniel Elena, Fra/Mon (Citroen)

2008: 1 - Luca Rosseti/Matteo Chiarcossi, Ita (Peugeot)

2009: 1 - Sebastien Loeb/Daniel Elena, Fra/Mon (Citroen)

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Sébastien Loeb e Dani Sordo no Refúgio Aboim Ascensão


O desporto automóvel também pode cumprir uma função social, e isso foi o que sucedeu com a visita de Sebastien Loeb e Dani Sordo, os dois pilotos da equipa ofical da Citroen que estiveram presentes no Refúgio Aboim Ascensão, uma das instituições de solidariedade social mais conhecidas do país e uma das mais importantes no Algarve.

A visita foi aproveitada por Carlos Barbosa, Presidente do Automóvel Clube de Portugal, para entregar a Luís Villas Boas, o responsável máximo da instituição, um cheque no valor de 2 500 euros, retirado do custo da inscrição do campeão do Mundo no Vodafone Rali de Portugal.

Após as explicações dadas por Luís Villas Boas, que contou história com várias dezenas de anos relativas ao Refúgio Aboim Ascensão, houve ainda tempo para uma marcante visita guiada às instalações, situadas no centro da cidade de Faro, com os pilotos a mostrarem uma disponibilidade enorme para as crianças, alguns dos quais chegaram a andar ao seu colo, apesar de não se aperceberem que estavam frente ao hexa campeão do mundo e do seu companheiro de equipa, o que só acontecerá daqui a uns anos quando virem as imagens da visita.

O Refúgio Aboim Ascensão conta, no momento actual, com 88 crianças, cujas idades vão até aos cinco anos, jovens abandonados pelas famílias, com a instituição a cuidar delas até encontrar, preferencialmente, alguém da família, para tomar conta delas, ou, caso isso não aconteça, uma família que as adopte.

No final, os dois pilotos fizeram questão de sublinhar a importância do trabalho ali desenvolvido, bem patente no ar feliz das crianças, embora algumas estranhassem toda a confusão mediática em seu redor provocada pelas câmaras de filmar, máquinas fotográficas e por tantas pessoas, quando, habitualmente, o ambiente é bastante mais tranquilo...

In AutoSport

WRC Rally de Portugal 2010 com cobertura diária exaustiva no "Algarve Farense"









Estamos na semana do Rally de Portugal, e hoje, à margem dos inúmeros testes disputados na zona de Tavira por estes dias, passei pelo estádio Algarve e verifiquei que a azáfama é grande, com muitas das equipas já sediadas nos parques do recinto, e com as equipas das organização a construir e embelezar todo o recinto, bem como de todos os sponsor autorizados a integrar os stands no recinto.

Desde a logística impressionante da Citroen e Ford, as duas maiores equipas oficiais do Campeonato, passando pelas equipas dos portugueses Armindo Araújo ou Nuno Barroso Pereira, o que se constacta é que mais uma vez o Estádio Algarve se transforma por estas alturas numa enorme "feira", onde pessoas das mais variadas partes do planeta se concentram para disputar a mais um prova do Campeonato do Mundo de Rallys.

Quer queiram, quer não, é a prova automobilística mais importante que decorre no nosso país, com a felicidade de estar sediada no Parque das Cidades, na fronteira entre o concelho de Faro e Loulé... Depois de conseguido o mais difícil, falta potenciar este evento, com maior aproveitamento económico directo, não só no Algarve, mas especificamente no Concelho de Faro e Loulé...

Portas abertas no jogo com o Cova da Piedade


No próximo Domingo, dia 30, às 17 horas, o Sporting Clube Farense joga no Estádio de S. Luís uma partida decisiva contra o Cova da Piedade.

Só a vitória interessa ao Farense, para subir de divisão.

Assim, a Direcção do clube decidiu que esse jogo terá entrada gratuita.

Apela-se assim a todos os farenses para participarem no apoio à equipa do Sporting Clube Farense.

Passem a palavra. Vamos encher o S. Luís.


SCF – Gab. de Imprensa

domingo, 23 de maio de 2010

A semana de maior ansiedade dos últimos 8 anos...


Por motivos de ordem familiar não pude deslocar-me hoje ao Campo de Jogos do Beira Mar de Montegordo. Depois dos relatos que ouvi, digo-vos com toda a sinceridade: "Ainda bem que não fui!" - pois, pela minha saúde, parece ter sido cruel a forma como nos deixámos empatar, sabendo que um golo do Cova da Piedade deitaria por terra o sonho da subida...

Embora não tenha a certeza de que a subida, numa fase tão débil das finanças do SC Farense possa ser benéfica, deixo essa análise para outra altura, pois como Farense só admito à partida um resultado em todos os jogos que disputemos, enquanto não estivermos no nosso lugar por estatuto no futebol português, a Liga Sagres... E esse resultado é a vitória!

Por tudo, isto esta será a semana de maior ansiedade de todos os Farenses desde que o Clube baixou da Primeira Divisão, na época 2001/2002, pois só a vitória, essa única permissa possível, nos fará subir mais um degrau na escalada da esperança... Depois, não mais haverá margem de manobra, este é mesmo o jogo do tudo ou nada... E sabem, depois de tantas desilusões e infelicidades, pressinto que, como nas séries do MacGyver, o final será feliz!!

Aguenta Coração!

Assembleia Geral Extraordinária aprovou 3ª divisão de Futebol de 11 e Futsal

Assembleia Geral Extraordinária A Assembleia Geral Extraordinária da Federação Portuguesa de Futebol aprovou, este sábado, a manutenção do actual sistema competitivo do Campeonato Nacional da 3ª Divisão do Regulamento de Provas Oficiais e o Regulamento de Provas Oficiais do Futsal – Campeonato Nacional da 3ª Divisão.

Propostas de alteração de Estatutos adiada
A proposta apresentada pela Comissão de Revisão dos Estatutos, assim como a proposta apresentada pelas Associações de Futebol do Porto, Lisboa e Braga para a alteração de Estatutos da Federação Portuguesa de Futebol, foram rejeitadas.

A primeira proposta contou proposta contou com apenas 180 votos a favor (os votos da Associação Nacional de Treinadores, da Liga Portuguesa de Futebol Profissional , do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol), enquanto que a segunda proposta foi rejeitada com os mesmos votos contra, uma vez que para existir a alteração de estatutos tem que haver uma maioria de três quartos. Os 180 votos dos três sócios federativos são superiores a um quarto dos votos, que, no caso, era de 123.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Grupo de cidadãos critica retirada do estacionamento nos passeios de avenida em Faro

A associação Cidadãos com Faro no Coração (CFC) acusa a autarquia de promover um "embuste eleitoral" ao proibir o estacionamento nos passeios de uma das principais artérias da cidade, mas o presidente diz estar a "cumprir a lei".

A retirada das viaturas que costumavam ocupar os passeios da Avenida 5 de Outubro, em Faro, foi ordenada pela autarquia em meados de Abril, à qual se seguiu a colocação de pinos para impedir a passagem de viaturas.

A associação CFC, cujo principal rosto é um antigo presidente da Câmara de Faro, José Vitorino, acusa o atual executivo de não ter pedido parecer à Junta de Freguesia da Sé e de não conceder alternativas aos moradores.

Segundo aquele grupo de cidadãos, a construção de um parque de estacionamento naquela avenida em simultâneo com a proibição do estacionamento seria uma das promessas eleitorais do atual presidente, Macário Correia.

"Prometeram diálogo e participação e agora usam a prepotência", dizem os CFC em comunicado, acusando Macário Correia de estar a promover um "embuste eleitoral" por não cumprir o que teria sido prometido.

Em declarações à Lusa, Macário Correia optou por não se alongar em comentários, dizendo apenas que está a "cumprir a lei" e a dar seguimento a deliberações que já vinham do mandato anterior, liderado por José Apolinário.

Naquela artéria concentram-se diversos serviços - entre os quais o Tribunal de Faro e as Finanças -, o que, segundos os moradores, agrava o problema do estacionamento devido à grande afluência de pessoas.

Um morador queixou-se à Lusa de a decisão ter sido tomada pela Câmara de Faro "à revelia" dos residentes, que não foram convocados para nenhuma reunião nem ouvidos pela autarquia, o que está a gerar descontentamento.

"Sou a favor de que os passeios sejam para os peões, mas devia haver alternativas", reclama, sugerindo que sejam atribuídos alguns lugares de estacionamento autorizado aos residentes que não possuam garagem.

O mesmo morador acrescenta que essas pessoas poderiam ter acesso a um cartão de residente, já que alguns prédios daquela avenida não possuem garagem, estrutura cuja inclusão não era antes obrigatória nos edifícios.

Outra moradora com quem a Lusa falou concorda com a decisão da autarquia em retirar os carros dos passeios, uma vez que assim aquele espaço pode ser usado para andar de bicicleta, passear e mesmo para as crianças brincarem.

"Agora só falta colocarem bancos como havia antigamente para as pessoas poderem usufruir daquele espaço", diz, sublinhando que, como não usa o carro diariamente, não tem sentido os efeitos da proibição.

In Barlavento Online

Ria Fest em contagem decrescente...



A Associação Recreativa e Cultural de Músicos orgulha-se de apresentar a primeira edição do Festival RIA FEST a decorrer em Faro já no próximo mês de Junho.

Esta primeira edição marca o arranque de uma nova etapa na vida desta humilde Associação que faz parte de todos nós e que nos traz uma maior aproximação daquele que já era um dos maiores eventos algarvios dos últimos anos: o Guadiana Fest!

Num âmbito em defesa do meio ambiente, esta primeira edição do festival ocorre no Passeio Ribeirinho, junto ao Teatro Municipal de Faro."

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Palavra de quem já tomou conta do barco...

In Jornal O Algarve, Edição Impressa de 20/05/2010

Palavra de quem já liderou a CMFaro e em quatro anos não resolveu o propalado e "cartaziado" espaço de estacionamento no Largo das Mouras Velhas, mas, acima de tudo foi o rosto duma força política que liderou a autarquia em dezasseis dos últimos vinte anos e não conseguiu em tempo útil criar condições para evitar o caos de estacionamento e trânsito em que cidade está metida..

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Acreditas?

Aconselho vivamente o pessoal a visitar esta página do FaceBook e, em consciência, mostrar neste espaço de abrangência planetária a dimensão do nosso Farense!!

Autarquias vão continuar com espaços noturnos de verão apesar da constestação das discotecas

As Câmaras de Portimão e Vila Real de Santo António vão continuar a apostar em espaços noturnos de verão, apesar de a Associação de Discotecas do Sul e Algarve ameaçar contestar o que chamam de "concorrência desleal".


As duas autarquias recusaram comentar a hipótese avançada à Lusa pela Associação em avançar com providências cautelares para evitar o funcionamento do Sasha (Portimão) e Manta Beach (Manta Rota, Vila Real de St.º António).

"Não vou pronunciar-me relativamente a essa matéria porque se trata efetivamente de negócios da noite. O que quero dizer é que o município tudo fará para ser um destino turístico diversificado, como outras zonas turísticas do Algarve, não são uns filhos e outros enteados", disse o presidente da câmara do Sotavento algarvio, Luís Gomes.

O presidente da câmara de Vila Real de Santo António disse ainda que a autarquia não abdica de apostar em eventos noturnos.

Por seu lado, também a autarquia de Portimão não quis fazer comentários sobre a posição manifestada pela Associação de Discotecas do Sul e Algarve, que acusa as duas câmaras de "licenciarem ilegalmente" os dois espaços nos meses fortes de verão, favorecendo uma concorrência desleal.

A filosofia de eventos criados no "Sacha Beach Club" é para manter e está a ser estudado um "conjunto de eventos que serão tornados públicos no futuro", explicou à Lusa o assessor da Câmara de Portimão, Pedro Poucochinho, observando que o Sacha "trouxe muito valor para a economia de Portimão".

José Manuel Trigo, proprietário da discoteca Trigonometria e do T Clube e dirigente da Associação de Discotecas do Sul e Algarve, disse que pondera avançar brevemente com providências cautelares para impedir a "concorrência desleal" de espaços noturnos "licenciados ilegalmente" e financiados por autarquias no verão.

Trigo considera que exemplos como o Manta Beach e o Sasha, licenciados pelas Câmaras de Vila Real de Santo António e Portimão, respetivamente, para funcionarem em julho e agosto, são "um roubo" aos contribuintes e lesam os empresários que investem milhares de euros para funcionarem legalmente todo o ano.




E em Faro, com tanta regulamentção nas esplanadas dos Cafés e Bares como seria tratada uma situação deste género caso houvesse?

terça-feira, 18 de maio de 2010

São Sete Voltas pr'à Muralha cair...

Trata-se duma das canções da nova música portuguesa mais aclamadas no momento.

O intérprete é Tiago Guillul (com a participação de Joaquim Albergaria), pastor da Igreja Baptista, mas também ele, à imagem dos Pontos Negros e de Samuel Úria, com uma carreira musical em espiral positiva, traduzindo este hit na música que mais rivalidade oferece ao hino escolhido pela FPF para acompanhar a Selecção Nacional até à África do Sul.

O já repetitivo (e pimba) "I Gotta Feeling", que pouca identidade tráz às nossas raízes lusitanas, é para mim superado por esta bela canção, à base duma letra rica e duma melodia acústica, que deixa sempre no ouvinte um toque intimísta a que se junta no conjunto este video clip muito original...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Faro e Benfica de regresso ao Distritalão!



Foi de festa a tarde de sábado para as gentes da capital algarvia, pois o Faro e Benfica, clube quase centenário, culminou uma espectacular recuperação de 8 vitórias seguidas na prova, ascendendo à segunda posição final no campeonato e carimbando desta forma o regresso à Divisão maior da região algarvia.

Num clube com curtos recursos, vivendo à base dos habituais carolas e abnegados jogadores oriundos da cidade de Faro e arredores, que fazem este emblema respirar a cada dia que passa tornando em glória o suor derramado a cada minuto com a camisola vermelha e branca envergada, foi com alegria que tive conhecimento desta promoção. Embora este ano não tenha tido oportunidade de presenciar a um único jogo lembro-me da última vez que estive na Horta da Areia onde testemunhei à cerca de um ano, à anunciada descida de divisão.

Desta forma a nossa Capital estará novamente representada no "Distritalão", sem esquecer a outra equipa do concelho, o Culatrense que acabou por registar uma campanha muito positiva, terminando a prova em 6º lugar, mesmo atrás dos "tubarões" desta competição.

Elidérico Viegas: Incerteza no tráfego aéreo é "pistola apontada à cabeça dos hoteleiros" algarvios

O presidente da Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), Elidérico Viegas, considerou hoje que a incerteza provocada nos transportes aéreos pela nuvem de cinzas vulcânica é "uma pistola apontada à cabeça dos hoteleiros".

"Num ano já de si muito complicado em termos de taxas médias de ocupação, com descida muito significativa relativamente ao pior ano dos últimos 15, que foi o ano passado, (esta situação) deixa os hoteleiros à beira de um ataque de nervos perante esta pistola permanentemente apontada à cabeça", afirmou Elidérico Viegas, em declarações à Lusa.

O presidente do Turismo do Algarve Nuno Aires também disse à Lusa que a situação está a afetar "toda a operação turística" e, se persistir, irá provocar "sérios problemas e danos graves sob o ponto de vista económico para o Algarve enquanto melhor destino turístico português".

"Até ao meio-dia [de hoje] foram cancelados 26 voos para Faro. São notícias preocupantes porque não temos um horizonte temporal para o fim do problema, que tem sido intermitente mas recorrente, o que nos está a prejudicar a operação", afirmou Nuno Aires, frisando que a incerteza na realização de voos "provoca ansiedade e insegurança" nas pessoas.

Sobre os prejuízos económicos para a região, Nuno Aires garantiu que o Turismo do Algarve continua a acompanhar e a avaliar as perdas, "mas para já, para além do levantamento que foi feito numa primeira fase, que rondou entre os 9 e 9,5 milhões, nove milhões e meio de prejuízos" para a região, "não existe ainda um número exato"

"É um fenómeno natural que não controlamos. Resta-nos esperar que problema não entre pelo verão dentro, porque se isso acontecer estamos a falar de um problema muito, muito complexo, muito grave, para a indústria hoteleira, mas não só, para toda a indústria de turismo do Algarve", frisou.

O responsável da AHETA considerou, por seu turno, que "a grande preocupação" dos hoteleiros algarvio aquando da primeira crise provocada por toda a Europa pela nuvem de cinzas libertada pelo vulcão da Islândia era a de "esta situação se manter intermitentemente ao longo da época turística".

"Além dos transtornos normais, causa a desmotivação das pessoas em vir de férias, por não saberem, primeiro, se podem vir e, depois, se podem regressar", acrescentou.

Viegas sublinhou que "a grande maioria de voos que o aeroporto de Faro acolhe são provenientes ou para os primeiros países afetados, que são o Reino Unido e Irlanda".

A nuvem vulcânica proveniente da Islândia voltou hoje a provocar o cancelamento de mais de duas dezenas de voos no aeroporto de Faro devido ao encerramento de várias estruturas aeroportuárias no Reino Unido.

No início da semana passada, o aeroporto de Faro também teve que encerrar devido à nuvem vulcânica ter atingido o espaço aéreo português, isto depois de, em abril, quase toda a Europa ter ficado sem voos devido a impossibilidade de realizar voos nessas condições.

In Barlavento Online


Como se já não bastasse a crise nos mercados internacionais, e também alguma desraticulação do produto "Algarve" em competição com outras alternativas turísticas, agora é o vulcão islandês a depauperar ainda mais o sector mais importante da economia. Como dizia o meu pai, "Quanto mais magro está o cão, mais carraças lhe pegam"...

domingo, 16 de maio de 2010

Nulo deixa os algarvios mais longe da subida

Pescadores da Costa da Caparica 0-0 SC Farense



O jogo nada dizia aos Pescadores, em termos classificativos, mas, nem por isso, os locais deixaram de ser uma equipa muito digna, que se bateu beJogo da primeira fase no Estádio São Luís, onde se registou um empate 1-1m e que conseguiu contrariar um Farense a precisar de ganhar para continuar a sonhar com a subida. Contudo, tal ficou mais longe depois da vitória do Cova de Piedade em Lagos.

Quanto ao jogo, a primeira parte ficou marcada pelo equilíbrio e pela toada ofensiva de ambos os conjuntos. Pescadores e Farense mostraram vontade de marcar cedo, mas tal não sucedeu, devido à ineficácia dos atacantes. Carlitos, aos 20 minutos, desperdiçou a mais flagrante oportunidade para os locais. Os algarvios não se intimidaram e responderam, mas sem resultados práticos.

Após o intervalo, o Farense surgiu mais pressionante. Porém, os Pescadores sacudiram a pressão e o equilíbrio voltou. Apenas nos últimos 20 minutos existiu alguma movimentação, com duas ocasiões desperdiçadas, uma para cada equipa. (mais aqui)
In O Jogo Online

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Mulheres, nada de homens mais novos...

Casar com homens mais novos pode ser um risco para a saúde das mulheres. Um estudo do Max Planck Institute for Demografic Research, na Alemanha, mostra que a taxa de mortalidade das mulheres aumenta 20% quando se casam com homens entre sete a nove anos mais jovens.

O casamento faz bem à longevidade, garantem os investigadores, mas convém que o homem tenha a mesma idade. Curioso é que o estudo revela diferenças importantes entre os dois sexos. É que enquanto a taxa de mortalidade de um homem sete a nove anos mais velho do que a sua mulher cai 11%, a de uma mulher nas mesmas condições sobe 20%.

Os investigadores não sabem explicar estas diferenças. Desconfiam, ainda assim, que a justificação possa estar no facto de as mulheres terem mais relações de amizade fora do casamento. “Um marido mais jovem não irá ajudar a sua mulher a ter uma vida mais longa ao cuidar dela, ao passear com ela. Ela já tem amigos com quem fazer isso. O homem mais velho não tem”, afirma Sven Drefahl, um dos investigadores.
O estudo analisou dois milhões de casais dinamarqueses.



Pois é... Esta notícia deixou em estado de depressão, um colega meu que é fã da Ana Salazar... HAHAHAHAH!!!

E olhando para ela, quem não entraria em depressão?

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Tavira sem Hospitais e sem... INEM!

Família acusa INEM de recusar assistência

A família de Gonçalo Santos, 27 anos, árbitro de andebol, acusa o INEM de recusar assistência ao jovem, em situação de emergência.


O meu filho chegou casa cerca das 20h45, muito branco e, de repente, caiu inanimado no solo", explicou ao CM Luís Santos, pai do jovem desportista. Apesar dos esforços dos familiares, o jovem não recuperava e tremia muito. "Liguei para o CODU e, depois de responder a uma série de perguntas, disseram-me que não se tratava de uma emergência, pelo que devia conduzi-lo de carro ou numa ambulância dos bombeiros de Tavira ao hospital", disse Luís Santos, que afirma ter esperado uma hora por uma ambulância da Cruz Vermelha. "Vinham dois miúdos sem qualquer formação, optei por transportar o meu filho no meu carro a uma clínica, realizou exames e está em observação", referiu.

O INEM explicou que, por decisão médica, "o doente não carecia de transporte de emergência".



Respeito imenso o INEM, pelo trabalho louvável que genericamente oferece aos que, numa situação de emergência recorrem, mas o facto é que em Portugal, depois do fecho de várias Urgências hospitalares, também o bom nome desta instituição corre o risco de ficar denegrido em virtude dos cada vez menos recursos para funcionamento disponibilizados pelo Estado, arriscando-se a população a situações como esta que acima evidenciamos.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Novos ventos em África...


Não me vou alongar muito em relação à convocatória de Carlos Queirós para disputar o Mundial 2010 na África do Sul... Porque há opiniões e mais opiniões acerca destas decisões por pessoas bem mais instruídas do que eu na matéria... Salta à vista é que depois de Carlos Queiróz ter avançado 50 nomes, os reduziu ontem para 24 devido à situação de Pepe, mas mais incrível que isso, hoje mudou de opinião repentinamente e colocou o "esquecido" Manuel Fernandes à frente de 26 jogadores previamente convocados...

Por muito que pense e repense não me lembro de alguma vez um campeão nacional ceder mais jogadores à selecção brasileira do que à portuguesa, sinal de que ou o futebol português está muito forte em termos financeiros para que o campeão nacional possa gastar em "produto nacional" ou a selecção brasileira está algo debilitada... Poderá não ser nem uma coisa nem outra, mas olhando para as escolhas de Dunga, me parece que este Brasil não é o Brasil dominador e mágico de outras épocas, faltando-lhe um homem golo indiscutível, bem como extremos de qualidade ao nível de Messi ou Ronaldo... Sem falar em Ronadinho, estranho como jogadores do nível de Alexandre Pato, Marcelo ou mesmo David Luiz podem estar afastados duma prova desta natureza...

Das convocatórias e pré-convocatórias que se vão conhecendo meteoricamente nos últimas horas, parece que à imagem de Carlos Queiróz, outros seleccionadores de equipas tradiiconalmente habituadas a posições de topo numa prova como o Mundial, os jogadores experientes e em última instância veteranos caíram em desgraça, numa razia não antes vista destas dimensões nas ultimas edições destas provas de selecções. Nomes como os de Ronaldinho Gaúcho, Nuno Gomes, Totti, del Piero, Micolli, Cassano, Luca Toni, Patrick Vieira, Rud Van Nistelrooy, Javier Zanetti, Cambiasso, Lucho Gonzalez fariam muito jeito em posições deficitárias de selecção portuguesa, muito deles jogando ao mais alto nível na presente época...

Nomes de jogadores em ascensão como os de Nasri, Benzema, Balotelli, Neymar, Pato ou mesmo do já algo maduro Lisandro Lopez também eles foram preteridos, muitos deles com capacidades indiscutiveis e com um potencial ainda por descobrir bem relevante...

Com tanto nome grande de fora, fico com a ideia que iremos assistir a um Mundial um pouco desvirtuado e em que alguns jogadores desconhecidos se poderão valorizar imenso, proporcionando negócios da china aos habituais empresários de futebol... Será que eles não tiveram também algum dedo nas escolhas?

segunda-feira, 10 de maio de 2010

“Farenses” ajudam U. D. Messinense na Subida


O futebol nacional teve neste último fim de semana o mais importante de todos, pois decidiu que o Benfica é o novo campeão nacional e o Algarve passou a ter mais uma equipa na 1ª Liga que neste caso é o Portimonense …

Também neste fim de semana mas no nosso “distritalão” também já se conhece o campeão do Algarve, a U.D. Messinense que também subiu à III Divisão Nacional mas com a curiosidade de esta equipa ser formada por alguns “farenses”, a saber:

Equipa Técnica – Luís Dores, Tozé e Roque

Fisioterapeuta / Massagista – Casaca

Director Desportivo – Luís Silva

Jogadores –
Jaca,
Cabeleira (Formação F.C.S.Luis),
Cadinhos,
Marco Benje (Formação S.C.Farense),
Eugénio (Ex. Júnior S.L.Benfica – também passou pela Formação Farense),
Piçarra (Ex. Júnior Farense)
e Libânio (Formação S.C.Farense).

A todos muitos parabéns e felicidades!


Artigo enviado por Fernando Agostinho

domingo, 9 de maio de 2010

As Notas do Farense 0-1 Juventude de Évora



Notas Positivas:
  • Da tarde desportiva de hoje, a nota mais positiva acaba por ser o tropeção do rival Cova da Piedade. A jogar em casa, perante o seu público e contra uma equipa cheia de problemas, reduzida a 13 jogadores, o Cova da Piedade não consegiu melhor que um empate a uma bola, resultado que deixa os homens da margem sul ainda com uma vantagem alcançável por parte do Farense.

  • Para a presença de público no Estádio Algarve, numa resposta positiva que a população farense deu ao Clube, respondendo às campanhas de marketing e acorrendo para apoiar o Leão de Faro. Cerca de 1000/1200 pessoas estiveram presentes e vibraram intensamente com as incidências da partida, muitos deles trajados a rigor. Pena que, quando o publico acorre em bom número, o Farense não oferece a vitória.



Notas Negativas:

  • Para a exibição global do Farense. Embora o jogo tenha começado com um remate ao poste direito da baliza eborense, após um ressalto de bola, tal situação não significou qualquer ascendente farense na partida, pois o jogo foi dividido na primeira parte, escasseando os lances verdadeiros de perigo, notando-se claramente que o Juventude Évora estava em faro para pontuar. A qualidade da equipa alentejana era bem patente na troca de bola entre os jogadores e também na sua organização, priviligiando a pressão sobre o detentor da bola, fechando os espaços e ganhando a maior parte das bolas divididas.

  • Passada a primeira parte, o lance de jogo acaba ser ditado por um dos erros da defensiva algarvia neste jogo, onde um defesa falha uma intercepção de bola e permite a Márcio Madeira, o melhor elemento atacante do Juventude, fazer o único tento da partida, suficiente para enervar os pupilos de Joaquim Mendes e consequentemente permitir ao Juventude garantir virtualmente a promoção à Segunda Divisão B.

  • Com o resultado adverso Joaquim Mendes mexeu na equipa, colocando numa primeira fase Pintassilgo e depois Paulinho para os lugares dos jogadores com menor nível exibicional da defesa, Arlindo e Pablo. Se o Farense denotava nervosismo e incapacidade em circular a bola a meio campo, com a equipa partida, obrigando muitas vezes a corridas de jogadores atacantes para vir buscar jogo, e dessa forma mais directo o jogo se tornou, muitas vezes mal jogado, resumindo os lances de perigo farense a lances de bola parada...

  • Para o anti-jogo do Juventude Èvora, equipa que infelizmente já nos habituou a isso nas últimas passagens por Faro, e que, nos parece não precisa dessas atitudes para ser um justo vencedor na partida. Foi a melhor equipa em campo globalmente, mostrando segurança a defender, organização a meio campo e talvez algo perdulária na hora de matar definitivamente a partida.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Grupo Desportivo de Lagoa vence a Taça do Algarve, mas Farense protesta


O Grupo Desportivo de Lagoa venceu a Taça do Algarve em futebol, ao derrotar por 1-0 o Farense, em jogo disputado no passado dia 28 de Abril, no Estádio da Bela Vista, no Parchal (Lagoa). O golo dos lagoenses foi marcado por Douglas.

No entanto, a final da Taça acabou por não ser uma festa, com o treinador do Farense Joaquim Mendes a ser expulso logo na primeira parte.

Os protestos dos farenses continuaram depois de terminado o jogo.

Em comunicado, a direção do Farense salientou que «não obstante o Sporting Clube Farense ter anuído e compreendido as razões invocadas pela Associação de Futebol do Algarve para que a Final se realizasse nesse campo – praticamente “em casa do adversário” – sempre esperou que a organização se revestisse de neutralidade, como deve ser a realização de uma final».

Na sua opinião, o que aconteceu «foi totalmente o contrário, com os adeptos do SC Farense a serem descriminados e literalmente encostados a um canto do estádio, ficando toda a bancada central para os adeptos do clube adversário».

Pedro Gregório, presidente do Grupo Desportivo de Lagoa, contesta as alegações do Farense, salientando que as «medidas de segurança» tomadas em relação aos adeptos do clube de Faro se justificavam «em função de outras situações anteriores», como as que aconteceram em Odiáxere, onde houve distúrbios violentos.

«A Câmara de Lagoa, que foi quem cedeu o Estádio da Bela Vista para esta final, ao ser informada pela direção do Farense de que viriam ao jogo uns sete autocarros, com 300 a 400 adeptos, resolveu tomar medidas de segurança, colocando esses adeptos num dos lados das bancadas e até criando dois bares, para minimizar eventuais problemas», acrescenta Pedro Gregório.

«Se o senhor presidente da direção do Farense acha que isto foi mal feito eu pergunto-lhe quantos petardos ele ouviu os seus adeptos a mandar durante o jogo...São estes adeptos do Farense dignos de ficar numa bancada central?», interrogou o dirigente do Lagoa.

«Quando as pessoas não se comportam em família, como deveria ser o espírito de uma final de taça, têm de ser excluídas», concluiu Pedro Gregório, presidente do GD Lagoa, perante as críticas do clube de Faro.

Mas o Farense, no mesmo comunicado, considerou que também no campo desportivo «se notou uma tendenciosa ação no intuito de prejudicar» o clube de Faro.

Em protesto, a direção do Farense informou que não vai «inscrever o clube» na próxima edição da Taça do Algarve.



Não é nova esta "repulsa" e inimizade para com o Farense, mas daí a se tornar públicas posições sobre matérias, revestidas de argumentação falaciosa para explicar o sucedido, por pessoas com relevância no futebol algarvio, é de todo triste e lamentável.

Porque justificar a discriminação pura e total de todos os adeptos do Farenses, repito todos, com a postura violenta dos adeptos do Farense no passado, em especial no jogo de Ódeáxere sem saber o que de facto se passou e em que circunstâncias foi, e é injusto para as gentes de Faro.

Contudo, se tal aconteceu e se há relatos da situação como pode a polícia ignorar tais situações e não agir em conformidade para com os adeptos em causa, não prejudicando os "outros adeptos"?

Com também é triste verificar que este senhor com responsabilidades no futebol algarvio, desconhece o que são petardos, quando a polícia assistiu a esses inofensivos objectos sem mostrar qualquer apreensão a atitude activa para evitar novas explosões.

Por muito que custe, o correcto seria dividir a bancada central ao meio e distribuir os adeptos por cada um dos lados, trazendo neutralidade a uma final disputada em terreno supostamente neutro. Vide o exemplo do jogo Lusitano Vila Real x Farense, jogo determinante e de rivalidades disputado em 2008, ditando a ascenção do Farense à 3ª Divisão, no qual a atitude tomada foi esta, não havendo quaisquer distúrbios entre claques e adeptos, ambos mais preocupados em apoiar a sua equipa, do que em se provocarem entre si...

Custa muito perceber??

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Tamos kinados!!




TVI transmite jogos da Liga Sagres em sinal aberto nas próximas 2 épocas


A TVI vai transmitir os jogos da Liga Sagres em sinal aberto nas próximas duas épocas. A oferta da estação de Queluz foi aceite esta quinta-feira pela Sport TV, que detém os direitos sobre todos os jogos da competição.


A RTP, que transmitiu o futebol nas últimas duas temporadas, era a outra estação envolvida nas negociações. A SIC não chegou a formalizar uma proposta.


A TVI tansmitirá um jogo por semana, sendo que o contrato prevê a difusão em sinal aberto de dez jogos de cada um dos três grandes, cinco deles em casa. Os clássicos entre Benfica, FC Porto e Sporting continuam a ser um exclusivo da Sport TV.


Isto de voltar a aturar os comentários de Valdemar Duarte numa parceira com Luís Sobral entre outros senhores pseudo entendidos da bola até me dá azia...

Câmara de Faro quer atribuir 1030 camas turísticas nas NDT Litoral e Barrocal/Campina

A Câmara de Faro aprovou, em reunião do executivo, a alteração nos termos de referência, de acordo com as entidades intervenientes no PROT-Algarve, bem como os programas de procedimentos e os cadernos de encargos para a criação dos dois Núcleos de Desenvolvimento Turístico (NDT) no concelho.

Na elaboração dos termos de referência, segundo salienta a autarquia em comunicado, «foram devidamente ponderados documentos base como o PROT Algarve, o PDM de Faro, as Bases Gerais para a Implementação de NDT, bem como o ordenamento jurídico em vigor que regula este instrumento».

Por isso, dos trabalhos resultou a proposta de criação de dois NDT, com implantação até 515 camas cada.

Propõe-se, deste modo, a criação do NDT Litoral, que compreende o perímetro territorial da freguesia do Montenegro, e do NDT Barrocal/ Campina, que abarca as freguesias de Estoi, Santa Bárbara de Nexe e Conceição.

Os concorrentes nas suas propostas deverão promover o reforço das valências do local, a compatibilização com os valores ambientais e patrimoniais, bem como as relações com o turismo cultural da cidade e do núcleo de Estoi.

Deverão também, em função da freguesia respetiva, promover diferentes produtos turísticos: na freguesia da Conceição, a relação com a Campina de Faro, em Estoi, a componente cultural de Milreu e o centro histórico da aldeia, em Santa Bárbara de Nexe, a relação com a paisagem e o quadro panorâmico existente, e na freguesia de Montenegro, a Ria Formosa, o turismo de natureza e o turismo de investigação.

«A consecução dos núcleos turísticos propostos constituirá um indispensável instrumento de afirmação turística do concelho, e emerge como um vetor estratégico de relançamento económico, promoção de emprego, criação de riqueza e reconversão da base económica local a um vasto horizonte de oportunidades que se avizinham. O concelho tem que se afirmar e por cobro à escassez de unidades hoteleiras aqui sediadas», sublinha a Câmara de Faro, em comunicado.

A autarquia afirma ainda que a sua atuação «visa harmonizar as assimetrias de oportunidades entre a área urbana e o espaço rural, favorecendo a implantação de unidades hoteleiras e conexas que primem pela qualidade, qualifiquem a oferta turística e originem um efeito multiplicador que se reproduza por todo o concelho».

«É um passo no presente, a pensar no ordenamento territorial e nos sustentáculos estratégicos de desenvolvimento futuro que o progresso do concelho deve e vai acompanhar», acrescenta a Câmara.

A autarquia termina dizendo que aguarda agora «as propostas de grupos empresariais que desejem concorrer, apresentando projetos de investimento para as referidas zonas e que poderão consultar as peças processuais em www.cm-faro.pt ou, presencialmente, solicitar esclarecimentos aos serviços da autarquia».

O período de formalização das candidaturas decorrerá por 90 dias, a partir da publicação desta decisão, o que sucederá nos próximos dias.

In Barlavento Online


É evidente que, se Faro se quer assumir com uma cidade de futuro, para além da aposta no binómio cultura/turismo de natureza, têm que também fixar ao máximo os visitantes, proporcionando condições para que possam ter alojamento junto da cidade e no interior do Concelho, direccionado-as assim para consumir nas lojas/restaurantes do Concelho. Dessa forma, o Concelho de Faro ganhará também mais receitas e assim poderá investir cada vez mais na melhoria das infra extruturas ao dispor dos munícipes...


Tudo isto é um ciclo com efeitos positivos, com o grande "senão" de entrelinhas se perceber que a separação das camas para um Núcleo de Desenvolvimento Turístico exclusivo para a freguesia do Montenegro, num total de 515 camas, pressupor que a faixa da mata do Ludo, Pontal e Gambelas, será o alvo puro e duro para construção desse pólo hoteleiro...


Espero estar enganado mas tenho a vaga ideia que estava prometido um parque ambiental para essa zona...