quarta-feira, 30 de julho de 2008

Quadros competitivos só mudam em 2009/2010

Uma informação que interessará a todos os farenses, é sem dúvida esta, numa altura em que os Leões de Faro estão a encetar a recuperação do seu lugar no seio dos maiores de Portugal. Assim, os moldes em que se disputam a Terceira Divisão e Segunda B, ainda serão nesta temporada, mantidos na forma inicialmente prevista pela FPF o que pode ser um pau de dois bicos para a ambição do SC Farense. A palavra cabe agora ao clube da capital algarvia e essa é só uma: GANHAR!

Della Pasqua no Farense

O Farense, de acordo com a notícia publicada hoje no Record, acaba de assegurar os préstimos do avançado Fábio Della Pasqua, argentino que nas últimas 3 épocas alinhou na equipa do Louletano, sendo então um "velho conhecido" de Jorge Portela. Gorada a transferência de Edalberto para o plantel do clube da capital algarvia, o Farense colmata assim uma das lacunas do plantel, com um jogador experiente, fazendo companhia na frente de ataque a Everson, Bruno e Edinho.

Principal aquífero do Algarve em risco

O aquífero Querença – Silves, um dos mais importantes do Algarve, pode estar ameaçado pela construção do empreendimento turístico da Quinta da Ombria, alertam os ambientalistas.

O alerta é da Associação Almargem que ontem, numa visita para assinalar o dia Nacional da Conservação da Natureza, anunciou ainda que irá enviar à Comissão Europeia esclarecimentos sobre os riscos inerentes ao avanço de construções naquele local do município de Loulé.
Recorde-se que em 2004 a Liga para a Protecção da Natureza (LPN) apresentou uma queixa junto da Comissão Europeia, questão que a Almargem quer retomar por considerar que os factos ainda não estão todos esclarecidos
Luís Brás, da Associação Ambientalista, defende que a nova Declaração de Impacto Ambiental, emitida após a queixa da LPN e já assinada pelo Ministério do Ambiente, “não é mais do que uma espécie de branqueamento do projecto”.
“Por um lado, para nós, não responde às dúvidas da Comissão e, por outro lado, contém uma série de falsos argumentos”, justifica.
Em causa está o impacto que o projecto de 104 hectares pode ter sobre os habitats de espécies protegidas como o Bufo Real e o impacto sobre os recursos hídricos em particular os cursos subterrâneos.
“O projecto incide parcialmente sobre o aquífero Querença – Silves, o mais importante do Algarve, e algumas das componentes do mesmo (a parte urbanística e o campo de golf) vão ser construídos ou sobre o aquífero directamente ou então na sua orla”, critica Luís Brás.
“Tendo em conta que existe um processo em aberto vamos prestar esclarecimentos à Comissão, retirando as dúvidas que a Comissão já tinha e reforçando uma série de aspectos que nós continuamos a achar que não foram acautelados”, conclui o dirigente da Almargem.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Agora que se decida a Terceira Divisão, Dr. Madaíl!

Depois de resolver este problema, será que é agora, já no fim de Julho que se vai decidir quem joga na Terceira Divisão, Sr. Dr. Gilberto Madail? É que no meio desta confusão criada por si, há centenas de pessoas pendentes da sua decisão...

Número interessante

23.935

foi o número de divórcios decretados em Portugal no ano de 2006. Na prática, houve 48 divórcios por cada 100 casamentos celebrados

Portimonense goleia Farense e vence Torneio

O Portimonense venceu a III Edição do Torneio Cidade Lagoa sem grandes dificuldades ao cilindrar o Farense, por 6-0. A entrada de rompante dos pupilos de Vítor Pontes (Gonzalo abriu o activo ao minuto 3) atordoou o adversário que não conseguia ter fio de jogo suficiente para tentar travar o adversário. Como tal, não é de surpreender que ao intervalo os de Portimão já vencessem por 3-0. Após o descanso, o Farense ainda tentou remar contra a maré, mas o poderio ofensivo do Portimonense voltou a evidenciar-se. De registar, ainda, o golo de Hugo Santos, aos 18 minutos: um remate a mais de 40 metros da baliza à guarda de Kula.No outro jogo, o Lagoa ganhou (1-0) ao Beira Mar de Monte Gordo, tendo, por isso, terminado em terceiro lugar.
Ficha de Jogo: Estádio Josino da Costa (Lagoa)
19 horas, 27/07/2008
FARENSE 0-6 PORTIMONENSE
Golos: 0-1 Gonzalo 11' 0-2 Hugo Santos 23' 0-3 Gonzalo 34' 0-5 Raphael Freitas 54' 0-5 Rui Pedro 67' 0-6 Henrique 89'

Farense: Kula; Amilcar, Nê, Rui Graça e Duarte; Barão, Luís Afonso e Toni; Paulinho, Hernâni e Edinho. Treinador: Jorge Portela
Jogaram ainda: Libânio, Brasa, Everton, Bruno, Caras e David Luís

* Crónica com colaboração de Record e O Jogo


domingo, 27 de julho de 2008

Farense bate Beira Mar e joga final hoje com o Portimonense

O Farense iniciou na tarde de ontem a sua participação no Torneio de Lagoa e ao contrário do ano passado, logrou vencer um adversário teoricamente mais apetrechado, o Beira Mar de Monte Gordo por 1-0.
Desinibido e com vontade de ganhar o Farense cedo mostrou a sua ambição e começou a criar dificuldades ao reduto mais recuado da equipa de Monte Gordo, dispondo de algumas ocasiões para golo através de David Justo e Barão e mesmo num ressalto no inicio da partida que quase traiu o guarda redes contrário. A aposta dos comandados de Jorge Portela era em jogadas rápidas e flanqueadas à procura da cabeça de Bruno, ou da entrada dos extremos que, em diagonais, se aproximavam da baliza e a visavam com perigo. O Beira Mar também não se “envergonhou” e gradualmente foi também assentando o seu jogo dispondo mesmo duma bola no poste esquerdo da baliza de Kula, situação que poderia ter levado a equipa do beira mar para as cabines por 1-0, situação algo injusta dado o equilíbrio a que assistimos no computo geral da primeira parte.
Na segunda parte o Farense promoveu algumas alterações o seu “onze”, e conseguiu controlar a partida, logrando mesmo chegar à vantagem aos 58 minutos num cruzamento esquerda, em que surge muito bem Rui Graça a marcar facilmente o golo da vantagem para os homens da capital algarvia. Com a entrada de mais algumas unidades na equipa de Faro, muitas delas ainda desconhecidas dos adeptos farenses, e pouco identificadas com a filosofia de jogo de Jorge Portela, o Farense foi perdendo a capacidade de segurar “bolas” a meio campo e apostou num jogo muito directo na tentativa que Edinho pudesse avolumar o marcador, e o Beira Mar, compreensivelmente foi criando mais perigo, e desperdiçando algumas situações de golo que poderiam ter levado a partida para os penaltys, o que felizmente não aconteceu, apurando os Leões de Faro para a final, hoje com o Portimonense que bateu o Lagoa por 1-0, graças a um golo de Philco.
Boa arbitragem.

Ficha de Jogo: Estádio Josino da Costa (Lagoa)
17 horas, 26/07/2008
Assistência: 150 espectadores
FARENSE 1-0 BEIRA MAR
(58 mn, por Rui Graça, na sequência dum cruzamento da esquerda, onde Rui Graça aparece solto na pequena área e marca facilmente o golo da vitória Farense)

Farense: Kula; Amílcar, Rui Graça, Wilson, Caras; Libânio, Barão, Everson, Justo, Brasa; Bruno. Treinador: Jorge Portela
Jogaram na segunda parte: Edinho, Paulinho, Hernâni, Duarte, Né, Luís Afonso, Litera, n.º 7, n.º 17, n.º 30.

sábado, 26 de julho de 2008

Melomeno-Rítmica: Provavelmente a melhor banda farense de todos os tempos

Ria Formosa: Autarcas aplaudem levantamento de casas a demolir

A maioria dos autarcas dos municípios da Ria Formosa defende um novo levantamento das habitações ilegais na zona, à excepção do presidente da Câmara de Tavira, para quem a medida avançada pelo Governo revela "falta de coragem".

O secretário de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades, João Ferrão, anunciou, em entrevista à agência Lusa, a realização de um novo levantamento das habitações a demolir ou a requalificar na Ria Formosa."Neste momento não há um levantamento que garanta com precisão aquilo que vai ser a intervenção final", disse João Ferrão, adiantando que "em pormenor não se sabe ainda o que vai ser demolido".Um dos últimos levantamentos nacionais de casas a demolir, realizado pelo Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB), contabilizava mais de três mil construções ilegais em áreas protegidas e colocava o parque da Ria Formosa a liderar a contagem, com mais de 1.800 situações. No entanto, antes e depois do levantamento, o próprio governo, as autarquias e associações de moradores realizaram outras contagens de casas para demolir, todos com critérios e números divergentes.~Em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Faro, José Apolinário (PS), explicou que este levantamento está previsto no Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC), prevendo-se para Setembro o lançamento do concurso para a realização deste estudo, "núcleo a núcleo", com a colaboração das autarquias envolvidas - Faro, Loulé, Olhão e Tavira - e das associações de moradores.O início do levantamento não tem ainda data prevista, referiu o autarca socialista.Para José Apolinário, "o que é importante é salvaguardar os direitos dos pescadores, viveiristas e as situações de primeira habitação", casos que podem ser mantidos ou deslocados para outros núcleos, segundo o POOC.Na opinião do presidente da Câmara de Faro, os números - "falam em mil" casas clandestinas - "pecam por exagero e por uma desaquação e distanciamento em relação à realidade".Para o autarca, o levantamento vai permitir "uma avaliação mais rigorosa sobre os impactos ambientais" dessas casas, algumas construídas sobre o cordão dunar."Há casas em zonas consideradas ilegais por razões puramente administrativas - por estarem em terrenos tutelados pelos portos - e não ambientais", argumentou José Apolinário, que sublinha que a intervenção na Ria Formosa deve centrar-se "na requalificação e não na demolição"."Não faz sentido apenas e só a demolição", defendeu.Também o presidente da Câmara de Olhão, Francisco Leal (PS), é a favor da elaboração de um "plano actualizado e sério para tomar depois as medidas adequadas".Segundo o autarca, que acredita que a realidade "não está suficientemente analisada, até porque a situação evolui", o levantamento vai permitir avaliar "dentro do que existe, o que é susceptível de ser mantido e o que pode não ter condições para isso".O presidente da autarquia de Olhão sublinha que as casas degradadadas devem ser "imediatamente demolidas", destino semelhante para as habitações alugadas para turismo, uma situação que considera "revoltante".Mas, salientou, "não tem de ir tudo abaixo, mas não significa que tenha de ficar lá tudo"."Esta é uma oportunidade que a Ria Formosa tem de se requalificar e de se olhar para esta zona com uma perspectiva séria", disse Francisco Leal.O presidente da Câmara de Olhão defende que o "grande objectivo" da requalificação deverá ser o reforço do cordão dunar e a abertura das barras e dos canais, de forma a permitir "a manutenção e desenvolvimento das actividades económicas".O reforço das dunas e a conservação das ilhas-barreira são as intervenções essenciais, na opinião do presidente da Câmara de Loulé, Seruca Emídio (PSD), dado o avanço do mar que se tem registado nos últimos anos e que obriga a reposições de areia que, contudo, são apenas soluções "temporárias". O autarca de Loulé defende ainda ser necessário "um levantamento e ter em consideração o aspecto humano, nomeadamente se se trata de uma primeira ou segunda habitação"."Uma situação é uma família que vive ali e trabalha em actividades ligadas à Ria, outra é quem usa a casa como segunda habitação", disse à Lusa.O autarca afirmou que as construções existentes na ilha de Faro na zona ainda abrangida pelo concelho de Loulé não foram alvo de qualquer licenciamento municipal.Ao contrário dos seus colegas de Olhão, Loulé e Faro, o presidente da Câmara de Tavira, Macário Correia (PSD), contesta a realização de novos levantamentos."Há 20 anos que os vários governos andam a fazer levantamentos. Há levantamentos mais que suficientes", sustentou, em declarações à agência Lusa.Para Macário Correia, a realização destes estudos é um recurso "para quem não tem coragem"."É uma forma de adiar o problema e a solução", disse, referindo que em Tavira não há qualquer habitação clandestina: "se houvesse, já teria sido demolida".

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Autodromo do Algarve é inaugurado a 2 de Novembro...

Quando faltam pouco mais de 3 meses para a inauguração oficial do Autódromo Internacional do Algarve, que será palco do Mundial de SuperBikes já no dia 2 de Novembro, é esta a imagem (datada de 9 de Julho) que vos oferecemos, para melhor se perceber o decorrer das obras e também a sua contextualização no terreno. Semelhanças no desenho são evidentes com o Autódromo do Estoril... Prometo para breve, uma crónica com a minha visão sobre o sucesso do projecto que está a ser erguido pela Parkalgar.

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Que alívio! Este ano já não vamos "aturar" os comentários de Valdemar Duarte na TVI nos jogos da Superliga... Isto porque a RTP acaba de assegurar os direitos de transmissão do Campeonato, o que já não acontecia à 4 anos e após a saída de Nuno Santos do canal estatal. Coincidências?

3º Torneio Cidade de Lagoa-E.Leclerc - Farense procura a vitória

Portimonense, Farense, Beira Mar de Monte Gordo e a equipa da casa, Lagoa, participam, no próximo fim-de-semana (26 e 27), no 3º Torneio Cidade de Lagoa-E.Leclerc, torneio que serve de preparação a todos os intervenientes. No sábado jogam Farense-Beira Mar (17h00) e Lagoa-Portimonense (19h00). Domingo à tarde são as finais.
Depois de, no passado fim-de-semana, se ter realizado o torneio AFAlgarve, cujos jogos serviram de preparação ás equipas intervenientes, sábado dia 26 e domingo dia 27, vamos ter, em Lagoa, a 3ª Edição do Torneio Cidade de Lagoa-E.Leclerc que este ano conta, para além do clube organizador, Lagoa, com a presença de Portimonense, Farense e Beira Mar. A equipa de Portimão é totalista, uma vez que tem vindo a participar em todas as edições. O Farense repete a presença do ano passado e o Beira Mar é estreante, substituindo o Olhanense que, apesar de ter aceite o convite, acabou por declinar, uma vez que vai defrontar o Recreativo de Huelva, sábado em Olhão, em jogo de apresentação à sua massa associativa.
O torneio lagoense tem os jogos marcados para as 17h00 e 19h00 tanto de sábado (1ª jornada) como de domingo (finais) e as entradas são gratuitas. "O torneio serve de preparação para todas as equipas e ao mesmo tempo oferecemos uma oportunidade aos adeptos das equipas que aceitaram o nosso convite, de poderem observar os jogadores em competição. Com entradas livres torna-se mais apetecível vir ao estádio" disse o vice-presidente do Lagoa, Luís Tito, esperançado numa boa presença de adeptos nos dois dias do torneio. Nas duas anteriores edições, os triunfos foram para Portimonense (2006) e Olhanense (2007). Como a equipa de Olhão este ano não vem, o Portimonense pode bisar no torneio. Lagoa, Farense e Beira Mar têm a responsabilidade de contrariar o favoritismo que é, naturalmente, atribuído à equipa da Liga de Honra.
3º Torneio Cidade de Lagoa-E.Leclerc
Jogos:
Sábado, dia 26
17h00: Farense-Beira Mar

19h00: Lagoa-Portimonense
Domingo, dia 27
17h00: Apuramento de 3º e 4º classificados
19h00: FINAL

terça-feira, 22 de julho de 2008

Cabecinha a sonhar!

Depois da farense Ana Dias, agora é a atleta do Clube Oriental de Pechão, Ana Cabecinha, nova recordista nacional dos 10.000 metros em marcha, carimbar o passaporte para Pequim 2008. Sem dúvida mais um motivo de regozijo para a Região. Força Ana's!

O fim do menino de Ouro, o início de um novo João Pinto

Foi indiscutivelmnte, um dos jogadores que mais admirei, e por diversas razões, até mesmo extra desportivas. Um grande profissional e um fora-de-série nos relvados foi ao contrário de outros, Bi Campeão Mundial de Juniores e acredito que se tivesse a ambição de sair do nosso País poderia estar equiparado a "outros" da "geração de ouro" que tiveram outra projecção a nível internacional e puderam também progredir como profissionais ao mais alto nível. Lamento a sua personalidade algo irreflectida em alguns momentos da carreira, mas João Pinto, devido à sua compleição física e ao potencial técnico era um alvo vulnerável para quem não lhe conseguia "tirar"a bola, acumulando algumas expulsões no tempo em que o Porto dominava ainda mais vincadamente os meandros da arbitragem nacional, fruto de análises erradas dos homens de preto, aos quais este respondia de forma precipitada, um pouco à imagem do que aconteceu também na sua mancha mais negra da carreira, no Mundial 2002 em que agrediu Angel Sanchez... Poderia optar por colocar aqui imagens do 6-3 ou da magnífica cabeçada que deu golo frente à Inglaterra em 2000, golo este considerado um dos mais bonitos de sempre em Europeus, mas aproveito a oportunidade para relembrar um lance em que driblou seis dos melhores defesas do mundo... Lembram-se?

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Faro'2008 foi um sucesso

Caiu o pano sobre a 27.ª Edição da Concentração Internacional Motard de Faro, organizada pelo Moto Clube de Faro. Contrariando a minhas expectativas, muito condicionadas na sequencia da crise internacional sobre o preço dos combustíveis e dos bens essenciais de alimentação, a “Concentração" deste ano foi sem dúvida um sucesso, superando mesmo, segundo fontes do MCF a afluência do ano anterior. Juntando aos 23500 inscritos, os milhares de visitantes que passaram pelo recinto, não estaremos muito longe das 35/40 mil pessoas, o que traduz a grandeza deste evento, inigualável no Sul da Europa nesta vertente e mesmo no sul do País se falarmos de ajuntamentos de pessoas. Sem dúvida que o Algarve e a cidade de Faro em particular agradecem ao MCF, a projecção que este lhe proporciona devido à exposição mediática da Cidade e à lufada de ar fresco que traz ao comércio local nesta semana de Julho, que ao invés de outras cidades algarvias têm vindo a perder a relevância nos roteiros turísticos dos que nos visitam em época balnear. Mas tudo isto, acontece porque o MCF têm habituado os participantes a uma exemplar organização, que vai ao pormenor e nada deixa ao acaso, procurando melhorar a cada ano, o que pode estar menos bem. Ao MCF e a toda equipa, um Bem Haja. Faro agradece.

P.S. - Só espero que seja resolvido da melhor forma, o problema que está prestes a "rebentar" com a possível alienação por parte do proprietário de parte do terreno da "Concentração". Segundo se diz, a Diocese do Algarve pretende vender um terreno que é legitimamente seu, mas para fins pouco aceitáveis na zona (urbanização), contrariando o próprio PDM e mesmo o POLIS. Felizmente, José Apolinário já veio a terreiro defender os interesses dos farenses, que passa pela preservação do espaço, situação que acompanharemos com atenção.

domingo, 20 de julho de 2008

Farense conquista 3.º lugar no Torneio da AFA

O Farense terminou da melhor maneira a sua participação no Torneio da AFA, ao vencer na noite de hoje o Louletano por 1-0, graças a um golo de Rui Graça aos 30 minutos de jogo. Num jogo mal jogado, o Farense dispôs-se em campo com dois pontas de lança lado a lado, Edinho e Bruno, sendo apoiados por um meio campo em losango, onde os jogadores trocaram de posições durante os 45 minutos da partida, ainda antes de Portela alterar ligeiramente o esquema após a inclusão de mais três unidades em campo para esse sector. O Farense iniciou bem o jogo com uma bela jogada pela esquerda, onde Bruno apareceria na sequência a cabecear com muito perigo, e Barão teria outra soberana ocasião, ao aparecer isolado ante André Pereira que se opôs bem ao remate do médio farense. Por seu turno o Louletano ia criando perigo, essencialmente à base de jogadas de bola parada, nas quais Kula se revelou seguro entre os postes (e fora deles), e intensificando a pressão já após ter sofrido o golo, em busca do empate na partida.
Farense 1-0 Louletano
(Rui Graça, 30 minutos, na sequência dum livre da direita, este eleva-se marca de cabeça o único golo do jogo)

sábado, 19 de julho de 2008

Taça AFA, Farense obtém dois empates e joga 3.º posto amanhã

Jogou-se na tarde/noite de hoje a primeira fase do Torneio da AF Algarve, no qual o SC Farense, na sua primeira aparição da época, logrou empatar as duas partidas (de 45 minutos) com equipas teoricamente mais fortes, em virtude do degrau competitivo em que militam. No primeiro jogo da tarde os Leões de Faro, apresentando um misto de jogadores da época passada e reforços, averbou um nulo diante do Lagoa, num jogo algo equilibrado e confuso, onde a equipa barlaventina teve uma ligeiro domínio, e onde apenas se sentiu a força Farense nos minutos finais, após a entrada de Bruno.
Seguiu-se então a fase das grandes penalidades, onde o Farense saiu vencedor por 4-3, e onde Kula esteve em particular evidência, deixando a equipa da capital Algarvia com tudo em aberto para o apuramento da final. No jogo que daria a decisão, o Farense jogou então com o Portimonense, que está duas divisões acima, mas nem mesmo isso lhe serviu, à imagem da época passada, para ultrapassar os Leões de Faro, que estiveram em vantagem no marcador até aos 45+4, graças a um golo de Bruno, até que o Portimonense acabou por empatar nessa altura por Narcisse, terminando o jogo logo de seguida com o aziago 1-1. Seguiu-se novamente a fase de penaltis e o Farense acabou por sair derrotado por 3-4, sendo afastado de forma infeliz da final da prova, e jogando assim com o Louletano, amanhã na atribuição do 3.º e 4.º lugar, o que para já podemos considerar positivo, tendo em conta o historial desportivo recente da equipa de Faro, que agora vai se reerguendo no intuito de regressar ao patamar que merece por direito próprio.
Grupo A
Farense 0-0 Lagoa (4-3 g.p.)
Portimonense 1-1 Lagoa (5-6 g.p.)
Farense 1-1 Portimonense (3-4 g.p.)
Classificação
1º Portimonense 2 pts (2-2 gm/gs, 9-9 penaltys)
2º Farense 2 pts (1-1 gm/gs, 7-7 penaltys)
3º Lagoa 2 pts(1-1 gm/gs, 9-9 penaltys)

O Farense... Memórias que não se apagam!

Chega o Verão e as estradas a caminho da praia enchem, tal como as bancadas do saudoso S. Luís dos tempos de ribalta - vamos ao Algarve. De Faro sempre chegaram lufadas de ar fresco no que concerne à cromologia.
Sobejamente conhecidos os méritos de Paixão, de personalidade escarrapachada no nome; de Hassan, a enorme referência no ataque, com ou sem Ramadão, assim como de Hajry, mais atrás no campo; ou de Pereirinha da escovinha, de Jorge "Judas" Soares, da lenda King; ou ainda de Pitico, espécimen de velocidade felina - iria depois fixar-se no Algarve e consta que ainda faz miséria em peladinhas de praia.Na retaguarda desta linha de generais, um pelotão de bravos cromos ousou a sua própria sorte em determinados momentos da história recente da sempre conturbada colectividade que era o Sporting Clube Farense. Os exemplos seguem-se.Foi quase um par romântico da altura, lembramo-nos bem: a relação Paixão - Miguel Serôdio. Uma marca indelével na defesa algarvia, estes dois rapazes. Falava-se em Paixão e logo se acrescentava: Miguel Serôdio, como se de um par de cerejas se tratasse. A justaposição de dois seres num só. Uma sociedade perfeita. Serôdio, no entanto, sempre foi mais conservador do que Paixão, impetuoso índio algarvio, perfil esquerdista emprestado da América Latina. Isso trouxe problemas a Serôdio, mais preocupado com questões práticas da vida - ele deixava o cabelo crescer desgrenhadamente e a pêra por aparar apenas para colocar a bola fora do S. Luís ou, pelo menos, parar o jogador adversário com uma violenta placagem. Serôdio mandava as bolas para o quintal enquanto Paixão definia como alvo a 6ª cadeira a contar da esquerda da última fila das bancadas; Serôdio batia onde podia, Paixão gritava com o árbitro após cirúrgica entrada ao joelho; Serôdio esgotava-se no campo, Paixão pirateava cassettes e arrotava junto do plantel nos balneários, para risota geral. Por isso, Serôdio acabou por ficar um pouco ofuscado em relação a Paixão, com augúrios por confirmar na plenitude. Ainda assim, esteve numa fase bonita da vida do Farense - tendo mais sorte do que, por exemplo, o espanhol Fernando Porto.
Nas laterais, Eugénio e Raul Barbosa. Era tormentoso para Eugénio encontrar portentos de força pela frente, do género de um Vinha ou Serifo; mesmo o mais desajeitado dos altos avançados, Miguel Barros, autêntica curiosidade futebolística, causava dificuldades a Eugénio. Tudo porque Eugénio estabilizou a sua altura nos iniciados e tudo para ele era gigantesco, hercúleo. Raul Barbosa, cabelo louro à surfista, passeava os caracóis no relvado e deixava a arte futebolística na gaveta, junto ao pente e aos óculos escuros.
Raul Iglésias, na baliza, não sendo como Julio a cantar, até se dava melhor com microfones do que entre os postes, onde a sua longilínea figura não escondia a dificuldade em captar bolas matreiras. Também passaram por lá um rugoso Peter Rufai e um Lemajic no início da sua epopeia frango-lusitana, que dispensam mais comentários.Na zona central do campo, houve o Ademar em final de carreira, como o ex-FCP Quim; Hugo, jovem promessa de singelo nome e pequena estatura, cujo futuro se revelou ainda mais medíocre que um livre directo do alentejano Paulo Banha Torres (de preferência, se este último estivesse ainda com aquele estilo de cabelo a que se convencionou chamar "mullet"), e um gordito Paulo Pilar, estilo baixista de hard-rock anos 80, a ocupar o campo como podia. Só para não falar do Punisic, Besirovic, Helcinho, Carlos Costa (beijou os calcanhares da imortalidade), Tozé, João Oliveira Pinto e Sérgio Duarte, que tantas tardes de prazer proporcionaram às bancadas do S. Luís, com as superiores cheias, os South Side Boys a incentivar e a música do clube a debitar no equipamento de som.
A marcar golos, ou quase isso, foi difícil atingir o nível patenteado por Hassan. Fernando Cruz, nos derradeiros raios de sol da moda do bigode, Moussa N'Daw, nome lindo numa cara não tão bela, e o persistente, alto e terrivelmente desengonçado Djukic bem tentaram. Talvez Curcic tenha chegado a patamares mais próximos de Hassan, com a sua figura de jugoslavo convertido em alemão de leste a infernizar as redes adversárias defendidas por guardiões do calibre de José Nuno Amaro (se este fenómeno tivesse a sorte de jogar). Curcic, porém, cedo preferiu outras areias que combinassem bem com o dourado dos seus caracóis e foi cheio de esperanças para o Estoril, depois de Belém, onde encontrou Mladenov em final de carreira e juntos beberam umas imperiais perto da Marginal.
Uma palavra para o "mijter" Paco Fortes, o mais algarvio dos catalães, que com uma inebriante personalidade briguenta, mola no banco, gritos descontrolados, braços cruzados com vigor inaudito e bigode resistente a quase todas as promessas, escreveu as mais lindas páginas da instituição farense, as suficientes para votar ao esquecimento quem lhe seguiu, um ou outro treinador ou dirigente espanhol - alguém se lembra do nome deles? O Farense morreu; viva o Farense!
Imagens in "A Defesa de Faro"
Imagens in "Farense em Imagens"

É evidente que não posso corroborar de algumas ideias neste texto, como por exemplo, da afirmação de que o Farense morreu, o que me obriga a dar o grito de revolta e dizer: O Farense Renasceu! Contudo, não podia ignorar este texto, que apesar do tom brincalhão, nos faz ficar mais novos uns bons anos e recordar com saudosimo o Clube que trazemos no coração. Farense Sempre

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Ivan Litera no Farense!?

Segundo o blog dos nossos rivais de Portimão, é uma forte hipótese...

Farense quer voltar ao que era

Edição impressa de A Bola em 17/07/2008


quarta-feira, 16 de julho de 2008

40 mil motos vão invadir Faro

Cerca de 40 mil motociclistas são esperados entre quinta-feira e domingo na 27ª Concentração Internacional de Motos, na capital algarvia, numa organização do Moto Clube de Faro orçada em um milhão de euros e envolvendo quase mil voluntários.

Espectáculos, concertos, exibições de motos, concursos, tatuagens, stands e comércio fazem parte do programa da já tradicional Concentração de Motos que todos os anos decorre na Quinta do Vale dos Almas, próximo do aeroporto de Faro, um dos maiores eventos do género a nível mundial, adiantou o presidente do Moto Clube de Faro, José Amaro, durante a apresentação do encontro à comunicação social.
A principal novidade deste ano é o espaço "Custom Farm/Bike Show", um espaço que recria o aspecto de um castelo, com enormes gárgulas a dar as boas-vindas aos motociclistas, onde vai decorrer uma prova a contar para o campeonato do Mundo de construção de motos "custom" AMD. "Aqui vão estar em exposição as melhores máquinas transformadas por construtores europeus", explicou aos jornalistas Armando Serro, da direcção do Moto Clube, adiantando que a moto vencedora irá participar na final mundial, em Sturgis, nos Estados Unidos, uma iniciativa que a organização espera fazer aumentar "significativamente" os participantes no evento, além de ser um "excelente meio de divulgação da cidade de Faro, da região do Algarve e de Portugal".
O recinto, com 320.000 metros quadrados, inclui zonas de acampamento, cozinhas, a "tenda VIP" (um espaço coberto com dezenas de mesas corridas e "onde se junta mais gente"), o espaço "Oásis" (um local onde está montado o segundo palco e com um espelho de água, "um espaço muito restrito para os motociclistas com espírito"), além de 210 WC químicos e 25 ligados à rede, 100 duches e 10 lavatórios, cada um com 12 torneiras.
No palco principal, com 450 metros quadrados, vão decorrer os concertos que compõem o cartaz deste ano: Led On e Queen On Fire (quinta-feira), Babylon Circus, The Gift, Mojinos Escozios (sexta-feira) e Jake & Elwood, Xutos & Pontapés e Gary Moore (sábado), espectáculos intercalados com "shows surpresa". Os mais novos não foram esquecidos pela organização, que reservou um espaço - o "Bar dos Putos" - para os filhos dos motociclistas, com jogos, casas-de-banho próprias e "baby-sitters".
A limpeza do local é assegurada em permanência pelos voluntários, existindo no recinto 100 contentores de lixo e quatro grupos de ecopontos, já que a ecologia é um ponto de honra da organização: "a limpeza é feita 24 sobre 24 horas, tudo é reciclado", sublinha Armando Serro. O evento abre portas quinta-feira às 09h00 - apesar de hoje já muitos motociclistas estarem a chegar ao local - e termina domingo de manhã, com o habitual desfile na cidade. No recinto será instalado um hospital de campanha, que inclui recepção e salas de espera, de triagem e atendimento, de directos e reanimação, de pequena cirurgia, observação e internamento, além de uma central-rádio com duas redes, duas "moto-quatro", duas ambulâncias medicalizadas e três ambulâncias de socorro. Os cuidados de saúde são assegurados pela Cruz Vermelha Portuguesa, que destacará para o local mais meios que no ano passado, envolvendo um total de 325 pessoas (mais 113 que em 2007): 38 médicos, 81 enfermeiros, 47 técnicos de socorrismo, 67 socorristas, 83 motoristas e nove centralistas. O combate a incêndios estará a cargo dos bombeiros voluntários de Faro, com 17 homens e sete viaturas. À semelhança dos últimos anos, a inscrição custa 40 euros, que permite o acesso ao recinto, acampamentos, duches e WC e refeições.
Também a campanha de prevenção rodoviária "ZerOKilled" regressa às estradas pelo terceiro ano consecutivo, com o lema "Todos Vivos - Ir a Faro... e voltar!", esperando-se que não ocorram acidentes, à semelhança dos "belíssimos resultados" dos anos anteriores. "Não são permitidos 'raters', cavalinhos ou outras situações nefastas: Pedimos o respeito dos motociclistas", destacou Armando Serro. A Administração Regional de Saúde do Algarve vai realizar rastreios de VIH/SIDA durante a concentração, disponibilizando um "teste rápido" anónimo e gratuito, em duas unidades móveis. A organização espera nesta edição 25 mil inscritos, mas acredita que o número de participantes possa alcançar os 40 mil. Questionado sobre se a crise poderá levar este ano menos motociclistas ao Algarve, José Amaro, presidente do Moto Clube de Faro, admitiu recear impactos negativos na adesão, mas afirmou contar "com a paixão das pessoas pelas motos".
O presidente da Câmara de Faro, José Apolinário (PS), destacou que a Concentração Internacional de Motos é um evento emblemático para os amantes do motociclismo e para a região". Para promover a visita dos motociclistas a Faro, (o Vale das Almas situa-se a cerca de cinco quilómetros da capital), a organização disponibiliza um autocarro gratuito, estando garantida animação na baixa da cidade na sexta-feira e sábado. "Os comerciantes dizem que os motociclistas já não vão tanto à cidade, mas há mais barreiras de polícia e as pessoas preferem ficar no recinto sem ser chateadas", disse Apolinário, recordando que para promover as visitas ao centro de Faro são disponibilizados os autocarros. José Amaro destacou que "não há nenhuma organização assim em Portugal, que reúna tantos estrangeiros", comentando a falta de apoios para a promoção do evento. "Fazer uma grande organização com muito dinheiro é bestial, como o Rock in Rio ou o Algarve com dois "l". Mas aqui pertencemos ao Algarve com um 'l'", disse José Amaro, sublinhando que o Moto Clube de Faro "não é uma organização profissional nem com fins lucrativos". "O que ganhamos é o gozo de fazermos isto. Quando acabar a paixão, a concentração acaba", afirmou.
Por incrível que pareça, os dois maiores eventos realizados em Faro anualmente(Semana Académica e Concentração Motard), são fruto do trabalho de associações fora do erário público, e embora contem com o apoio da autarquia farense, são sem dúvida, exemplos a seguir nessa vertente pelas autoridades do Concelho, que da sua autoria pouco ou nada fazem por si, no que toca a eventos desta grandiosidade.

Michele Brito não para!

Admito que sou um fã da menina prodígio do tênis nacional, o que também não é razão para menos.... Auguro-lhe um futuro brilhante, como Portugal nunca teve numa odalidade onde os resultados são escassos no nosso País... Agora, a tenista de quinze anos ultrapassou mais uma marco na sua carreira e prepara-se para defrontar nesta madrugada, Serena Williams, ex número um mundial e finalista do último torneio de Wimbledon... Mesmo que saia derrotada, chegar a esta fase já é uma vitória, contudo o céu é o limite! Força Michele!

segunda-feira, 14 de julho de 2008

A televisão só mostrou a vitória de Tiago Monteiro, mas nós mostramos o resto

Com a "ventania" que soprava da serra de Sintra, não imaginam o que as meninas que seguravam as placas com os números dos pilotos sofreram durante os trinta minutos que antecediam cada corrida... E olhem que só foram umas 9 provas...

“Bom Polis” vai ser trunfo eleitoral de José Vitorino

Sem demolições e com uma nova ponte para a ilha
O vereador da câmara de Faro e anunciado candidato à presidência nas próximas autárquicas, José Vitorino, apresentou hoje um plano alternativo ao Polis Ria Formosa, que servirá, dentro de um ano, depois de recolhidos os contributos da população, como trunfo eleitoral. O Polis Litoral Ria Formosa, apresentado em Maio último, é um programa de requalificação e valorização que envolve cinco autarquias algarvias e um investimento superior a 87 milhões de euros. Já o “bom Polis”, como o denomina o líder do grupo “Autarcas com Faro no Coração”, não prevê a demolição de casas nas ilhas-barreira, ao contrário do plano apresentado recentemente, que aponta para a destruição de um milhar de habitações nos vários núcleos. “Não haverá demolições nem a construção de novas habitações, excepto para os descendentes de pescadores. E é preciso regularizar a situação das casas que não estão em áreas desafectadas do domínio hídrico”, afirma José Vitorino, em defesa do seu plano. O vereador assegura que é preciso “acabar de vez com este fado” e lembra que “há casas a crescer todos os dias”. “Estão 20 milhões de euros em cima da mesa para demolições, quando há coisas mais prioritárias. Este é um Polis penalizador para Faro”, critica. A alternativa ao Polis Ria Formosa propõe ainda uma nova ponte para a ilha de Faro, com duas faixas (uma para transportes públicos e outras para particulares), uma vez que a actual “corre o risco de ruir”.
Além da “renovação dos acessos e um novo parque de estacionamento exterior”, outra das medidas avançadas é “o acesso limitado à praia”, quando a capacidade do parqueamento dentro da ilha estiver lotada. “Casar Faro com a Ria Formosa e o mar” é outro dos eixos estratégicos do documento alternativo, designadamente com o fim da linha férrea dentro da cidade. “Tem sido um garrote estrangulador que tem sufocado e matado a vitalidade farense”, diz José Vitorino, que propõe uma estação multimodal fora da cidade. Com essa medida, o espaço actualmente ocupado pela estação da CP seria destinado à criação das “Docas de Faro”, bares, restaurantes e zona de lazer. A promoção da pesca, marisqueio e aquacultura “a actividades estratégicas” – com a construção de portos de abrigo e ancoradouros onde há núcleos piscatórios; um Parque Ambiental do Pontal de “nível internacional”; e um porto de recreio na zona das salinas, são outras ideias incluídas no “bom Polis”.
Sem baixar os braços O Polis Ria Formosa está em pleno andamento mas José Vitorino crê que pode fazer valer a sua força, prometendo apresentar o seu plano alternativo como trunfo nas autárquicas. “Não vamos baixar os braços. As leis mudam-se, todos os dias”, salienta. O documento estará seis meses em “discussão pública” e depois de “fechado”, com os contributos entretanto recebidos, será apresentado como “proposta eleitoral”. “Estamos convencidos de que teremos os farenses connosco. Com a vitória nas autárquicas, isso dará força para negociar o plano e o governo – qualquer que seja – terá de sentar-se à mesa connosco”, afiança, confiante, o vereador independente.

Sem dúvida, boas ideias de José Vitorino, embora não acredite que o Polis vá avante sem a demolição de casa nas ilhas-barreira. Depois há sempre a ter em conta a questão orçamental, pois tenho dúvidas que o programa Polis disponiblize verbas para todos estes projectos, que sendo interessantes para a cidade capital de distrito, não serão executados ao mesmo tempo e se diluirão no tempo... Enfim projectos, nada a que os farenses já não estejam habituados.

sábado, 12 de julho de 2008

O "meu" primeiro jogo da época

Com o Algarve, já num fluxo crescente de turísticas e visitantes para a nossa costa para desfrutar dumas merecidas férias, já muitas equipas de futebol, iniciaram a época e no caso particular do Algarve, as nossas duas equipas representantes nos escalões profissionais disputaram hoje o seu primeiro jogo de carácter particular no mítico S. Luís. Como adepto de futebol, posso dizer que foi com surpresa que assisti a uma boa partida, tendo em conta a fase embrionária da temporada, e relativamente às duas equipas foi claro que mesmo o Portimonense, com uma equipa praticamente nova, já mostra alguma consistência sendo na primeira parte a equipa mais organizada, terminando esse período a vencer por 2-1. Na segunda parte o Olhanense, rodando totalmente a sua equipa e colocando em campo pedras teoricamente mais fortes, teve um domínio claro nos primeiros vinte minutos que lhe valeu chegar ao 3-2, permitindo contudo a igualdade a 3 golos já perto do fim. Por isso, com o aperitivo que nos foi dado a provar hoje, é com alguma ansiedade que aguardamos a entrada em cena dos Leões de Faro, já na próxima segunda feira, na preparação do torneio da AFA que promete alguma emoção e competitividade nesta fase da época, trazendo de volta ao convívio das mais fortes formações algarvias, o SC Farense, num torneio em que terá a primazia do jogar em sua casa, factor que não podemos ignorar.

Bota vence

Com a vitória obtida na noite passada, Mendes Bota, ex. autarca louletano, actual deputado na Assembleia da República e agora reeleito líder do PSD Algarve, têm a porta a aberta para a candidatura à Câmara de Faro. Na minha opinião, Faro fica a perder na hipótese de escolha dos candidatos às autárquicas de 2009. Macário Correia, o derrotado de ontem, e isto sem significar que uma vitória sua se traduzzisse numa candidatura à autarquia farense, seria na minha opinião o candidato certo para "levantar" Faro do parcial marasmo existente no respirar da cidade e concelho, aproveitando para isso as capacidades do tavirense, nomeadamente a determinação e empreendedorismo, que fazem de Tavira, neste momento, uma das cidades que mais se têm desenvolvido nos últimos anos na Região.

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Duelo pelo PSD Algarve pode abrir a porta para a candiidatura a Faro

PSD: o que eles querem para o Algarve
Macário Correia acena com estabilidade e serenidade, Mendes Bota põe a tónica no trabalho feito e na regionalização.

Em dia de eleições para o PSD-Algarve, o Observatório do Algarve quis saber quais são os planos para o futuro e o que defendem os potenciais líderes da Distrital do Partido Social-Democrata para os algarvios.
Embora se trate de uma eleição interna do partido, o que é certo é que, em vésperas de eleições autárquicas e legislativas, quem sair vitorioso terá a árdua tarefa de comandar a oposição às políticas do Governo para a região.
Daí que tivéssemos colocado aos candidatos questões sobre emprego, saúde, desenvolvimento, ordenamento do território ou educação, bem como os objectivos de cada um face às eleições de 2009.
Macário Correia respondeu ponto a ponto, enquanto Bota preferiu relegar as questões estratégicas para depois: " Esta é uma eleição interna do PSD, não é uma eleição dirigida ao eleitorado em geral, tem a ver com objectivos do Partido, estruturação e organização do Partido, principais bandeiras políticas do PSD/Algarve. A seu tempo, teremos oportunidade de apresentar detalhadamente o nosso programa eleitoral ao eleitorado algarvio, sector por sector", refere.
Já Macário aproveita para criticar as políticas do PS em termos de saúde: "O encerramento das urgências, do atendimento nalguns centros de saúde é complicado, até os turistas têm problemas no atendimento por não estarem inscritos e o modo como o hospital de Faro funciona e em particular as suas urgências são uma vergonha para a região", critica. Se vencer Macário apostará na conquista dos grandes centros urbanos, como Faro, Olhão e Portimão.
Neste ponto, Mendes Bota é mais vago, diz que há condições para ganhar autarquias ao PS, mas põe a tónica na paridade com as mulheres e no reforço da JSD.
por Mário Lino, In Observatório do Algarve
Estou convicto, que da eleição desta noite sairá o provável candidato do PSD à Camâra da Capital Algarvia, com a intenção esgrimir com José Apolinário e José Vitorino a posse da cadeira do poder.

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Rotunda da Conceição finalmente no bom caminho...

Depois de vários meses, em que as obras naquela zona estiveram paradas, ou avançando a passo de caracol, isto depois de numa fase posterior se ter alargado as bermas e se ter "aberto" a estrada para melhoramento da rede de esgotos, é com um suspiro de alívio que olhamos para a obra executada naquele que foi um cruzamento perigoso e entupidor do trâsito no sentido Conceição de Faro-Faro, agora alterado para uma rotunda, que embora ainda na fase de finalização, já permite um melhor fluxo de trânsito no local.

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Notícia desmentida... Nuno Gomes no Benfica

Pois é... O rumor ecoou pelo país futebolístico, mas o Benfica não perdeu tempo e já desmentiu tudo.. O tempo nos trará a resposta.

Dispensado do Benfica e mesmo a jeito para fazer dupla com Postiga...

De acordo com esta notícia, não me admirava nada que o avançado titular da Selecção Nacional, fosse para o outro lado da Segunda Circular, fazer companhia na frente de ataque, a Hélder Postiga neste ínicio de época... E Diamantino Miranda também não fica melhor, pois abandona o projecto "Olhanense", para ser o olheiro do Benfica... Será que era isto que lhe havia sido prometido?

terça-feira, 8 de julho de 2008

Taça AF Algarve reúne seis das melhores equipas da região

A quarta edição da Taça AF Algarve vai disputar-se a 19 e 20 de Julho, em Faro e Loulé,
contando com a participação de seis das melhores formações algarvias, na primeira aferição de
forças da temporada.
A Olhanense e Portimonense (Liga de Honra) e Lagoa e Beira Mar de Monte Gordo (2ª Divisão)
juntam-se Louletano e Farense (3ª Divisão), na qualidade de clubes mais representativos dos
concelhos onde a prova vai desenrolar-se.
O formato da competição mantêm-se inalterável, com todos os jogos a terem a duração de 45
minutos, à excepção da final, com o tempo normal de 90 minutos.
O programa de jogos ficou assim elaborado:
  • Dia 19 de Julho – grupo A, no Estádio de S.Luís, em Faro: Lagoa-Farense (18h00), Portimonense-Lagoa (19h00) e Farense-Portimonense (20h00); grupo B, no Estádio Municipal de Loulé: Beira Mar de Monte Gordo-Louletano (18h00), Olhanense-Beira Mar de Monte Gordo (19h00) e Louletano-Olhanense (20h00).
  • Dia 20 de Julho – jornada final, no Estádio de S.Luís, em Faro: apuramento do 5º e 6º
    classificados (19h00), apuramento do 3º e 4º (20h00) e final (21h00).

Nas três edições já realizadas a prova conheceu outros tantos vencedores: Portimonense (em
2005), Olhanense (em 2006) e Louletano (em 2007).

Nota de Imprensa da AFA, 08/07/2008

Ditados ibero-argentinos

Aimar y Mar, hay ir e voltar....

Reparem nas datas das noticias "linkadas" e no conteúdo do texto... É o jornalismo desportivo no seu melhor (ou pior)...

Schumacher também vence no Ciclismo

Depois do campioníssimo Michael Schumacher ter abandonado a F1, com "apenas" 7 títulos mundias no bolso, surge agora "outro" Schumacher, em duas rodas, a"devorar" os 29,5 km do contra relógio individual do Tour 2008 à média de 49,30 km/h... Parece que até no ciclismo, o nome "Schumacher" é sinómino de sucesso e rapidez, senão vejam...

Queiróz já "mexe" no Algarve

O mais que provável novo Seleccionador Nacional, acaba de celebrar um protocolo com o Munícipio de Loulé, na área da ocupação desportiva em tempo de férias... Ou seja, Carlos Queróz não perde tempo, e marca posição numa inicitiva que promete ser um sucesso, numa altura em que o Algarve é inundado por turistas e novos visitantes, proporcionando aos seus filhos, novas formas de ocupação nesta altura do ano, desviando-os do sol e praia, mas levando-os para actividades bem mais salutares.

sábado, 5 de julho de 2008

Arbitros a partir dos 12 anos podem ser realidade no Algarve

Quando expressámos a ideia da criação duma escola de arbitragem, por forma a combater a precariedade do sector na nossa região, desconhecíamos que António Matos já tinha em mente um plano para inserção do adolescentes no seio do "mundo" da arbitragem, começando com os jovens a arbitrar nos escalões mais jovens, e que pretendia implementar este projecto num futuro próximo. Por isso, é com orgulho que vemos a nossa ideia, manifestada à meses atrás, estar em vias de ser posta em prática, o que constitui um passo importante na consolidação do futebol algarvio, e que poderá ser aproveitada por outras associações do País…

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Estádio Algarve recebe Supertaça

O Algarve, concretamente a zona limítrofe de Faro-Loulé, receberá mais uma vez a final duma competição oficial do Futebol Português, para gáudeo de todos os adeptos algarvios. Assim, o Estádio Algarve será palco da Supertaça Cândido Oliveira, a disputar no dia 16 de Agosto, entre Porto e Sporting, vencedores, respectivamente da BwinLiga e da Taça de Portugal, repetindo desta forma o acolhimento da final deste trofréu, à semelhança do que aconteceu em 2005, no jogo que opôs o Benfica ao Vitória de Setúbal.
Na verdade, é sempre com apreço que recebemos estas noticias, e é mais uma prova de confiança das mais altas esferas do nosso Futebol de que o Algarve saberá dar a cor, emoção e brilho a este evento, como já tem habituado, sempre que o palco é utilizada para jogos desta dimensão, ainda que neste, muitos dos algarvios vejam condicionada a sua presença, devida ao facto da presença de muitos turistas na Região nessa data.

Baja TT Serra de Monchique 2008 - As imagens da prova



Baja TT Serra de Monchique

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Farense no Torneio da AFA

A Associação de Futebol do Algarve volta a realizar o torneio de pré-época de Verão. Este ano são os clubes algarvios do escalão nacional.
A 4ª edição do Torneio AFAlgarve está a chegar e esta é a oportunidade ideal para ver os melhores clubes algarvios em plena competição após a férias de Verão.
Ao todo serão seis as equipas que vão disputar o torneio de 2008: a Liga Vitalis está representada pelo Portimonense e Olhanense; a 2ª Divisão pelo Lagoa e Beira-Mar de Monte Gordo e a 3ª Divisão pelo Louletano e Farense.
Na próxima terça-feira será realizada uma reunião com os clubes participantes de forma a definir o modelo de jogo praticado, bem como a localização dos jogos (estava planeado ser no Estádio Algarve, mas vão ter lugar outros torneios).
Em princípio serão dois dias de competição, 19 e 20 de Julho, mas também a data será discutida pelos clubes na reunião de terça-feira, que terá lugar na sede da associação, em Faro.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Portuguese Genocide Tour em Faro... Inacreditável!

Não sei como a Associação dos Músicos em Faro pode ficar de pé, após esta investida demolidora da banda de Jel... Vejam, é impressionante! Foi tudo Abaixo!

terça-feira, 1 de julho de 2008

Vamos a contas....

Terminou na passada noite, a votação que levámos a cabo relativa à eleição de melhor jogador do ano do SC Farense. Tivémos um numero record de votos, o que apesar de tudo, nos leva a crer que o blog "Algarve Farense", têm cada vez mais interesse, em especial junto dos adeptos do clube maior da capital algarvia. Assim, passamos a discriminar os resultados finais da votação:
  • 1.º Lugar - Brasa - 46%
  • 2.º Lugar - Costa - 38%
  • 3.º Lugar - Edinho - 9%
  • Foram também citados Né, Caras, Barão, Bruno e Arlindo com um valor residual de votos, que corresponde a sensivelmente 1% a cada um.

Quanto ao resultado, e dada a legitimidade que me assiste, pois assisti a todos os jogos oficiais do SC Farense na passada época, penso que o vencedor é justo, pois Brasa foi sem dúvida alguma, o jogador mais valioso, demonstrando em campo o potencial que lhe era atribuído no inicio da época, e que o levou os responsáveis a contratá-lo com o intuito de fortalecer a equipa de Faro. Lamento contudo a ausência dos lugares cimeiros de Né que foi de facto, outra pedra basilar do Farense, e que merecia sem dúvida, a presença no pódio, em função da regularidade exibicional muito aceitável patenteada durante o campeonato. Mas, mais importante do que isto, é que os nove nomeados para votação, ou seja, os jogadores mais influentes da época passada, a espinha dorsal como dirão alguns, vai acabar por manter-se na próxima época, o que é uma mais valia para Jorge Portela, e permite ao Farense enfrentar o campeonato da Terceira Divisão com mais confiança, mas também com mais responsabilidade, na sequencia do esforço feito para dar aos técnicos, um lote de jogadores mais capacitado para conseguir os objectivos delineados para a prova.

Oportunidades...

Não é o Farense que anda à procura de um ponta de lança para reforçar a equipa? Não é que eu entenda que seja prioritário mas se calhar este "moço" até seria uma boa hipótese... É que mesmo a recuperar de lesão, ainda dava muito jeito aos Leões de Faro...