sexta-feira, 18 de abril de 2008

Afinal o "salvador" axadrezado era um bluff e têm contornos muito perigosos...

A notícia chegou na tarde desta sexta-feira e teve já um resultado imediato. Agora conheça a Castleshore, que era representada por Sérgio Silva neste negócio.

"Segundo A Bola, Sergio Silva, o "investidor" da Castleshore (e que tudo aponta que seja apenas a "cara") foi detido no Estadio do Bessa.
Post Original:
Passamos a reproduzir um e-mail recebido no BdB (Blog do Belenenses), proveniente de fontes seguras:"Gosto muito do seu blog, sei que vocês aí em Portugal estão roidinhos com esta historia da Castle Shore (e têm cometido o erro de lhe acrescentar um espaço a mais) e portanto aqui vai uma tentativa de explicação de toda esta trama axadrezada.


- O banco Bank Turquoise Ltd., sediado na Turquia e que opera principalmente na ilha de Chipre ( parte turca - como uma sociedade offshore) detem o capital da empresa CastleShore (assim mesmo, sem espaço).
- A empresa Castleshore, sediada em Swindon (não Londres), tem 1 (um) empregado em Inglaterra, subcontratando os seus serviços a empresas diversas (duas das empresas muitas vezes presentes estão referenciadas como não confiaveis)
- O empregado, o gerente, chama-se Leo Clements e tem cadastro na ilha de Malta.- A empresa Castleshore dedica-se á construção e principalmente á escavação arqueologica e é classificada como suspeita em tráfico de peças arqueologicas.
- A empresa Castleshore é uma das principais doadoras para instituições particulares de cariz social do condado de Wiltshire.- A empresa Castleshore negoceia tambem em objectos arqueologicos, vendendo-os a colecionadores particulares.
- Investigações feitas por entidades oficiais esbarram sempre no HSBC que detem através de Sahismail Bedirhanoglu (um dos grandes accionistas do HSBC) a maioria do capital do Bank Turquoise e com quem detem tambem o Turquoise Funding.
- A CastleShore esteve envolvida em várias transferencias de juniores do Swindon Town para o campeonato cipriota através de um dos directores, Mike Diamandis.
- A Castleshore foi uma das empresas contratadas para recuperar o estádio do Swindon Town. Bob Holte, um dos directores na altura e responsavel pela obra, é referenciado como ligado ao banco Turquoise.
- Uma companhia portuguesa, Best Holdings SGPS S.A., á qual está ligado José Veiga investiu no Swindon Town. José Veiga foi inclusivamente apresentado como Director Geral do clube apos a saida do SL Benfica.- José Veiga é amigo de Mike Diamandis, a pessoa que realmente controla o Swindon Town, que é filho de um armador grego e que detem uma posição relevante no HSBC.""
In http://belenenses.blogspot.com/

Sem comentários: