terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Um, Dois Bigodes Algarvios...

Dois Mitos. Dois Algarvios. Dois Mitos Algarvios. Dois Bigodes. Dois diminutivos no apelido. Coincidência? Não me parece.

Esse velocista das quatro linhas, TGV sulista de bigode à escovinha, de seu nome Pereirinha (sim, o pai do outro...), foi um defensor de méritos firmados na Bola Lusa. Quem não se lembra dos seus piques desenfreados pelas laterais desguarnecidas, sem que o vento fizesse o seu bigodinho mexer um pelinho sequer?

Era ao lado de nomes grandes como Formosinho, Paco Fortes (que dizem ter-lhe ensinado a técnica de bem pentear a bigodaça) e do saudoso Pitíco que o nosso amigo Pereirinha varria os campos adversários com a mesma celeridade com que umas horas depois do jogo beberricava um belo fino e mordiscava uns tremoços nas belas esplanadas da capital algarvia. A sua vontade de ganhar era lendária e o seu espírito indomável, como se verificava quanto batia inapelavelmente os seus companheiros de ócio na bisca lambida.

As suas noitadas de camisa aberta e cabelo pejado de brilhantina na Praia da Rocha confundem-se com as de um certo Zezé. Pela mente de muitos persiste a dúvida:
Serão a mesma pessoa ou será apenas uma lenda urbana bem urdida, qual remate fulgurante de Mané?
In Cromos da Bola

Sem comentários: