domingo, 21 de fevereiro de 2010

As Notas do Farense 0-1 Esperança de Lagos

Notas Positivas:
  • Numa tarde negra para o Farense, de positivo apenas podemos registar os maus resultados de dois dos concorrentes directos do clube da capital algarvia, os Pescadores derrotados 2-0 pelo Fabril e o Beira Mar que empatou 1-1 com o Moura.

Notas Negativas:

  • A exibição global do Farense foi má, com a equipa farense a não mostrar em nenhuma fase da partida, fio de jogo e desperdiçando desastrosamente as poucas oportunidades reais de golo criadas durante a partida.

  • O golo sofrido logo aos 2 minutos da partida, fruto duma descoordenação entre Gonçalo e um defesa farense acabou por condicionar a exibição da equipa, que se mostrou intranquila e complicativa num relvado em medíocres condições (apesar de já o termos visto pior), enfrentando um adversário organizado com duas linhas de 4 jogadores quando defendia e sabendo cortar o ritmo de jogo durante a segunda parte, permitindo o descanso dos seus jogadores num terreno pesado e mais desgastante.

  • Rui Esteves, apesar de interventivo no jogo, poucos efeitos retirou desse facto, parecendo-nos infeliz na tardia entrada de Bruno e Luís Afonso, pois o Farense não tinha nada a perder naquela fase de jogo. Dando indicações para jogar pelos flancos, o Farense necessitava de jogadores com poderio físico na frente, perante uma adversário que tinha jogadores bem constituídos na zona defensiva. Luís Afonso pouco mais teve que 15 minutos para jogar, numa fase em que o sector intermédio já denotava cansaço nalgumas unidades.

  • Mais do que nos queixarmos do resultado de hoje e da hostilidade da equipa de arbitragem do jogo é perceber que a equipa do Farense se encontra numa curva descendente de resultados, vencendo apenas um dos últimos 6 jogos. Para uma equipa que assumiu a candidatura à subida parece um pecúlio preocupante até porque já vimos este Farense mais pujante, e com uma maior qualidade exibicional. Aliás, com esta primeira derrota caseira da época, Rui Esteves está agora com uma média de pontos por jogo para o campeonato de 1,62 que é inferior à do anterior treinador do Farense, Edinho (1,72), que saiu após uma sequência de 4 vitórias e 1 empate e a derrota em Monte Gordo...

  • Por último, nota negativa também para o público farense, fruto dos desacatos que decerto poderão a FPF obrigar o Clube a pagar alguma multa, numa altura em que os jogadores têm os subsídios em atraso. Por certo não é desta forma que os adeptos ajudarão o Clube a ultrapassar os problemas cada vez mais agudos da tesouraria do Farense.

Sem comentários: