domingo, 23 de março de 2008

O Fim de Semana Desportivo em Análise

Devido à Páscoa os campeonatos que acompanhamos nesta rubrica, estiveram parados, à excepção da Terceira Divisão Nacional que teve no Sábado, a última jornada da 1.ª Fase, com um desfecho surpreendente...

A grande surpresa aconteceu em Almancil, onde se defrontavam duas equipas do concelho de Loulé, separadas por 7 kilómetros geograficamente, e por 3 pontos na tabela. O Almancilence que vinha duma importante vitória fora na Amora, defrontava o Campinense, equipa que liderou durante muitas jornadas o campeonato, mas devido às situações conhecidas, claudicou a partir de Janeiro, estando mesmo a fazer uma péssima segunda volta, que a afastava dos lugares de tranquilidade. Contudo os homens da Campina haviam guardado forças para estas ultimas 3 jornadas, onde tinham averbado 7 pontos, que os deixavam ainda na luta pela tranquilidade. E na verdade, o inesperado aconteceu, pois a equipa de Almancil que sempre se manteve nos lugares de subida, foi mesmo desalojado desse posto na jornada final, ao ser derrotado no seu campo por 0-1.

Muito positiva também a jornada para o Quarteirense, que no seu regresso aos escalões nacionais, e com um plantel porventura idêntico em valia ao do ano da subida, ainda assim ousou garantir já a permanência, confirmada nesta jornada, após bater em Quarteira o Fabril por 3-2.
Outro derby algarvio se jogou em Silves, com a equipa local a bater o Beira Mar de Monte Gordo por 2-0, amealhando assim a equipa do Barlavento mais 3 pontos para a segunda fase, onde, após a recuperação que está a efectuar têm legitimas aspirações à permanência. Quanto ao Beira Mar, notamos que nos últimos jogos tem vindo a facilitar um pouco, mas acreditamos, que agora na nova fase, voltará com outra disposição, e mais ambição, intrometendo-se na luta pela promoção à Segunda B.

Destaque negativo da jornada para as equipas de Albufeira, que se obtiveram duas derrotas, sendo que no caso do Ferreiras é mais grave. Se o Imortal se assume cada vez mais como “o elo mais fraco do campeonato”, e a derrota por 4-1 na Cova da Piedade, pode-se considerar de normal, já o resultado caseiro do Ferreiras é muito negativo. A equipa das Ferreiras foi batida em casa por 2-4 pelo Lusitano de Évora e perdeu logo aí a possibilidade de lutar pela permanência.

Agora seguir-se-á a segunda fase, onde os seis primeiros jogarão entre si a duas voltas, subindo à Segunda B os dois primeiros, enquanto as 4 restantes equipas algarvias, lutarão pela permanência, sendo incorporadas em 2 grupos de 4 equipas cada, sendo os dois últimos de cada grupo descerão automaticamente aos Distritais, e os três piores segundos classificados dessas 24 sub-séries a nível nacional, serão também remetidos para os Distritais.

Sem comentários: