sábado, 22 de março de 2008

O prometido será cobrado...

LIGA E FEDERAÇÃO PROMETEM MAIS JOGOS GRANDES NO ESTÁDIO ALGARVE
na tomada de posse dos novos corpos sociais da AFA, agora liderada por Alves Caetano

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol (LPF), Hermínio loureiro, e o vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Amândio Carvalho, estiveram presentes na tomada de posse dos novos corpos sociais da Associação de Futebol do Algarve (AFA), hoje às 16h00, na Sede da AFA, cuja direcção será liderada por Alves Caetano no próximo triénio, e prometeram “mais jogos grandes para o Estádio Algarve”, como o que se realiza amanhã, no final da Taça da Liga entre Vitória de Setúbal e Sporting.
O vice da FPF foi mais longe admitindo o “regresso da Selecção Nacional” ao principal campo de futebol da região mais turística do País. Já o líder da LPF sublinhou as suas palavras com um apelo à “união entre todos os agentes do futebol”, numa altura que “é moda falar-se mal do desporto-rei”, destacando, por esse motivo, a presença de autarcas como José Apolinário (Faro) e José Inácio (Lagoa).Sem deixar cair em saco roto as palavras dos responsáveis pelo futebol nacional, o edil farense fez questão de “aceitar os desafios lançados pelos responsáveis da FPF e LPF”, no sentido do “Estádio Algarve vir a ser palco de mais jogos entre clubes grandes ou selecções nacionais”, aproveitando o autarca para deixar um reparo que apelidou de “politicamente incorrecto” – “Não compreendo o porquê da preferência da Selecção por jogos em estádios dentro das cidades, quando nós temos, como se prova mais uma vez amanhã com o Estádio Algarve cheio, todas as capacidades de transporte para os espectadores”.Outro dos responsáveis da região presente na cerimónia, o presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), António Pina, também não deixou os seus créditos por mãos alheias ao “disponibilizar os meios possíveis por parte da RTA para que o estádio Algarve seja palco de jogos entre clubes e selecções nacionais, mas também com equipas de nomeada do norte da Europa”, que nesta altura interrompem os respectivos campeonatos por causa dos Invernos rigorosos dos seus países, sendo, em contrapartida, o Algarve, uma região aprazível.A concluir, aproveitando a embalagem do discurso de “união entre todos os agentes do futebol algarvio”, feito pelo presidente da Assembleia Geral, Reinaldo Teixeira, o novo presidente da AFA, Alves Caetano, advogado de 34 anos, colocou o assento tónico para o próximo triénio na “aposta na captação de mais público, sobretudo os jovens, para os estádios, e na formação em toda a linha – escalões jovens, dirigentes e árbitros- como alavanca para um futebol algarvio cada vez mais forte”, sublinhando a presença três árbitros internacionais - Lucílio Baptista Paulo Costa e Bruno Paixão - na cerimónia de tomada de posse, onde também não faltaram muitos representantes de clubes da região e do Pais, que encheram por completo o salão nobre, com destaque para o presidente do Boavista, Álvaro Braga Júnior, antigo responsável do departamento de futebol do Farense, então na I Divisão, por isso com muitos amigos na capital algarvia e no resto do Algarve.


Só acredito quando ver... Acho que já ouvi promessas deste género à tempo atrás... E no fim apenas se resume a 2 particulares da Selecção, uma Supertaça e uma final da Taça da Liga... Para 4 anos é pouco... Muito pouco. Jogos grandes para além destes, só os do Farense!

Sem comentários: