sábado, 16 de janeiro de 2010

FARO: Colectividades discutiram apoios com autarquia

Macário juntou ao final da tarde colectividades e clubes numa sala para discutir os protocolos financeiros. No início da tarde foram as IPSS e sábado de manhã serão as associações. Dinheiro fica à espera dos projectos a apresentar.


O presidente da Câmara de Faro está a rever todos os protocolos com as diversas instituições, colectividades e associações do concelho e entre hoje e amanhã está a desdobrar-se em reuniões.

No final da tarde de hoje, dezenas de responsáveis de colectividades deixaram uma reunião que durou cerca de duas horas onde foi apresentado um projecto de como os subsídios serão atribuídos a partir de 2010.

Foi uma reunião positiva. Há protocolos diferentes, mas penso que não deixará de haver apoio ao associativismo”, avança António Barão, presidente do Farense e director do Instituto D. Francisco Gomes - Casa dos Rapazes.

Barão lembra que há verbas a pagar de 2009 [no Farense chega aos 100 mil euros], mas garante que Macário Correia, presidente da autarquia, irá assumir esse pagamento, “com maior ou menor dificuldade porque, foi-nos dito, que a situação financeira da Câmara está caótica”.

Segundo o Observatório do Algarve apurou, os clubes terão de apresentar projectos à Câmara e só após uma revisão será dado o aval, tendo em conta que os subsídios serão distribuídos consoante alguns critérios, como o tamanho da instituição ou o número de atletas. Os pagamentos deverão começar a ser feitos ainda neste semestre.

É positivo porque todos os clubes partem de forma igual, mas vamos ver é se muitos deles têm capacidades para aguentar os próximos meses sem os apoios...”.

No que diz respeito à primeira reunião, com as IPSS (Instituições de Solidariedade Social), Barão recorda que chegaram à conclusão que, de facto, havia irregularidades na forma com a autarquia apoiava (como foi sinalizado pelo Tribunal de Contas) mas garante que Macário está “sensível a ajudar”.

“Preocupava-me o apoio à contratação dos técnicos, mas foi mostrado que querem ajudar e que não deixarão de apoiar. No entanto, ainda não está nada definido”.

Macário Correia remete todas as declarações para sábado, dia da última reunião.

In Observatório do Algarve

Sem comentários: