sábado, 16 de maio de 2009

Buraka Som Sistema incandesceram o País da Maravilhas

Segundo o blog da Rua FM, estiveram na noite de sexta feira pouco menos de 13.000 pessoas para receber Buraka Som Sistema, Mesa e La Resinance... Reconheço que os luso-angolanos são a banda do momento em Portugal, mesmo que num registo electrónico, um pouco transviado das linhas rock e punk que coloriam os gostos musicais dos estudantes universitários à uns anos, e por isso fiquei impressionado com esta numerosa afluência de público, que, pela minhas contas bate de longe a melhor noite do ano passado, com Xutos e Pontapés e Pete Tha Zouk a fechar a XXIII Semana Académica do Algarve, no qual estiveram 10 mil pessoas no recinto... Em tempos de crise financeira aguda, a assistência ontem atingida faz me reflectir de como as sociedades cada vez mais se renovam, com as tendências se vão actualizando cada vez com maior rapidez.

Por curiosidade, se alguém souber o número de pessoas que assistiu aos concertos de Guano Apes, de cada uma das vezes que estiveram cá, seria interessante para perceber a dimensão dos eventos.

2 comentários:

Anónimo disse...

Da 1ª vez que Guanoapes cá estiveram á saída de Faro ao pé do Teatro das Figuras estiveram 20 mil pessoas. Também ouvi dizer que ontem esteve Quarteira, Albufeira, Amadora, Olivais e Estabelecimento prisional de Pinheiro da Cruz em peso no recinto. Pelas notícias também fiquei a saber pelo nº de identificados por posse de droga que não se trata de uma festa estudantil, mas um local previligiado para o tráfico de estupefacientes. Para finalizar saliento o pagamento da associação académica do Allgarve do passivo do clube da cidade, o Sporting Clube Farense pela utilização do seu espaço, o estádio de São Luís para a benção das pastas.

SamM disse...

Actualmente pode-se dizer que a Semana Académica do Algarve é mais que uma festa estudantil e neste caso universitária... Basta verificar que nesta sexta-feira estiveram 13 mil pessoas no recinto e fazer a diferença, sabendo que a UALG têm cerca de 10 mil estudantes, mas que mesmo assim alguns milhares não frequentam o recinto, percebe-se que muitos estão lá para assistir a um festival de música, com todas as particularidades que um evento dessa natureza normalmente trás à evidência. O consumo e tráfico de substancias alucinogéneas é frequente e só quem não está habituado a estas "festas" as pode considerar estranhas ao evento, não querendo dizer com isto que defenda acerrimamente os infractores. Quanto aos Guano Apes, lembro me de em 1999/2000 o seu album ter "estoirado" no nosso País. Foi na altura uma pedrada no charco, para mim uma banda com muitos traços de Nirvana, e que muitos dos jovens da minha idade adoptaram como um dos projectos mais queridos nesses tempos, o que por si só explica esse impressionante número de que não tinha a referência. A título de curiosdade, tive o privilégio de falar pessoalmente com os Guano Apes, na sua segunda passagem pela Semana Académica em 2004/2005, e posso vos dizer que a Sandra Nasic, sem aquelas pinturas e habitos de vestir em palco, é uma mulher linda, quase angelical... Nunca esquecerei esse momento.