segunda-feira, 18 de maio de 2009

O Fim de Semana Desportivo em Análise - Época 2008/2009

Com a época desportiva a caminhar a passos largos para o seu termo, nota mais uma vez para as equipas de futebol do SC Farense. Com um futuro, que parece para já incerto em relação à próxima temporada, o Farense acabou por ontem descartar praticamente a subida à Segunda B, após uma igualdade 1-1 no campo do Cova da Piedade. Apesar do resultado se poder considerar positivo, foi insuficiente para aproximar os Leões de Faro do segundo lugar, já que o Atlético de Reguengos venceu na Caparica por expressivos 1-5, tendo também o Louletano cumprido a sua missão, garantindo praticamente a subida com a vitória por 2-1 em casa com o Juventude de Évora. O Farense aparece nesta fase da época desfalcado, acumulando quatro jogos sem vencer, o que acaba por deixá-lo a seis pontos do segundo posto, quando faltam disputar nove pontos. Apesar de ostentar a melhor defesa desta segunda fase com seis golos sofridos em sete jogos, apenas venceu dois dos sete jogos e assim se mantém no quarto lugar da tabela. Fixemo-nos agora nos Juvenis A que jogavam a ultima cartada neste domingo e não conseguiram concretizar o sonho de regressar aos Nacionais. Primeiro porque o Internacional de Almancil não tremeu e venceu 2-1 o São Luís, hipotecando logo aí as esperanças do Farense e depois porque os próprios Leões de Faro não conseguiram melhor que um empate 1-1 no terreno do Portimonense, terminando assim a sua participação no campeonato na segunda posição a três pontos do Inter de Almancil, não concretizando o objectivo de subir de divisão. Os Juvenis também não venceram e neste longo campeonato, foram derrotados por 3-2 na deslocação a Aljezur. Nota final para as equipas de Escolas A e B que, respectivamente venceram 1-5 em Quarteira e 1-6 no terreno do São Luís.

Saltamos directamente para a Liga Vitalis, onde, como se sabe o Olhanense fez a festa da promoção à liga principal do nosso futebol, 34 épocas após a sua ultima presença e após 7 anos da queda do Farense desse mesmo campeonato. A vitória tangencial por 0-1 obtida com nove jogadores em campo no terreno do Gondomar foi o passo que faltava para a redenção dos nossos vizinhos que assim se preparam já para as próximas batalhas, por certo mais duras, na próxima época. A felicidade também sorriu ao Portimonense, que após muito sofrimento conseguiu desde já garantir matematicamente a manutenção nesta prova a uma jornada do final do campeonato. Apesar de Lito Vidigal ter passados por alguns dissabores, conseguiu nesta ponta final amealhar seis pontos preciosos, com o empate 2-2 em Vizela registado ontem a ter um saboroso sabor, ainda para mais devido à recuperação no marcador de 2-0 para 2-2.

Sem comentários: