sábado, 23 de maio de 2009

Votação do licenciamento dos clubes adiada

TRABALHOS PROSSEGUEM A 30 DE MAIO

A apreciação e votação do Manual de Licenciamento de Clubes, último ponto da ordem de trabalhos da Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) realizada hoje, foi adiada para 30 de Maio, a partir das 14:30.

A decisão foi tomada após o plenário da FPF ter estado reunido durante mais de seis horas, sem intervalo para almoço, aprovando, entre outros assuntos, as alterações regulamentares aos quadros competitivos da II divisão, com aplicação na próxima temporada, e da III, em 2011/12.

Antes da suspensão, numa altura em que algumas associações tinham abandonado a assembleia, Lourenço Pinto, presidente da Associação de Futebol do Porto, criticou o Manual de Licenciamento elaborado pela Direcção federativa, defendendo que é "uma amálgama daquilo que é um mau trabalho na FPF".

"É uma transposição nítida do que está nos regulamentos da UEFA e da FIFA, mas não se pode comparar clubes portugueses da II e III divisões com outras realidades", sustentou.
Joaquim Evangelista, presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, contrapôs, considerando o documento um instrumento "profilático" e classificou-o de "equlibrado".
"A irresponsabilidade está a matar o futebol português. Esta pode ser uma decisão histórica entre o passado e o futuro, pois este documento ajuda os dirigentes, muitos deles presos a camisas de sete varas", afirmou.

A proposta de licenciamento da Direcção da FPF preconiza que apenas possam competir nos campeonatos da época 2009/2010 os clubes que provem a inexistência de dívidas a jogadores e técnicos e as decorrentes das transferências de futebolistas.

O manual define critérios imperativos (quem não cumprir, não recebe licença), obrigatórios (os clubes podem ser sancionados, mas não excluídos) e aconselháveis (recomendações sem obrigatoriedade de cumprimento).

O documento vai ser votado a 30 de Maio, depois da reunião entre a Direcção da FPF, presidida por Gilberto Madail, e os órgãos sociais, prevista para as 10:00, na sede da estrutura federativa.

Sem comentários: