quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Novo estádio em Faro - Promessa ou realidade a médio prazo?

In Jornal "O Algarve", 13/08/2009

Em conversas de amigos, e caso o São Luís fosse mesmo demolido, já havia sugerido a utilização deste recinto, para eventuais jogos do SC Farense. Não sendo o ideal, existem por essa Terceira Divisão fora, campos com muito menos condições que este...

Agora, se esta promessa (de muitas que surgem todos os dias) for avante, não tenho dúvidas que será uma óptima alternativa, caso o São Luís seja transaccionado. Trata-se dum estádio que reúne alguma das características do velho Estádio São Luís, dentro da cidade, com bancadas juntinho ao relvado, e depois, totalmente fechado por bancadas, totalizando 5 mil lugares tornará o espaço muito acolhedor e incómodo para as equipas adversárias. Resta saber se a relva sintéctica será trocada por relvado natural...

Contudo, espero que o São Luís não seja vendido, e esta seja apenas uma opção de recurso.

3 comentários:

Ferreira disse...

Este estádio sempre foi propaladamente apresentado como futuro estadio de Faro, desde os meus tempos de júnior na penha(+-1987-88) e quando o Sr. Dr. Botelheiro colocou um grande placar na entrada do estádio S.Luis, dizendo" Finalmente!" e depois tinha a imagem do GRANDE estádio projectado na Penha.

lembram-se? mais promessas vãs..... sempre dos mesmos.

Anónimo disse...

é sem dúvida a grande prioridade do Apolinário!
não há problema de verbas e Faro precisa mesmo de 5 mil lugares para já.
...e claro o Estádio Algarve fica para o olhanense, pois já não vamos precisar.

Haverá maior hipocrisia politica?
O campo da penha, poderia servir para o Farense, em caso de venda do S.Luis, mas agora que se falam noutras altenativas que não a da venda, vem prometer 5 mil lugares na Penha? para quê?

Faro precisa de mais campos e estruturas de deporto, sim, mas não prometam gastar o dinheiro que não há, em coisas QUE AGORA não fazem falta.

SamM disse...

De facto, mais do que gastar dinheiro num novo estádio, dotado de mil e uma valências, que já podemos usfruir no Estádio Algarve, parece premente, para bem da sobrevivência e estímulo pela actividade desportuva, a construção de um novo campo (não estádio) na cidade ou nas zonas limitrofes.

Com a saída de cena da Horta da Areia, se actualmente o cenário já é caótico, como será quando este campo for estinguido?

O campo de Estói ficara sempre fora de caminho para os jovens atletas de mesmo dos séniores dos clubes da cidade...

Que tal uma promessa mais barata e mais necessária?