quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Minibus de Faro com novos circuitos- Circuitos Patacão- Mar e Guerra e Conceição de Faro

Os Novos circuitos do Minibus de Faro, entre o Patacão/Mar e Guerra e Novo Cemitério de Faro - Conceição de Faro tiveram início ontem, dia 15 de Setembro. De forma a assinalar a entrada em funcionamento do alargamento do serviço prestado pelos minibus, de 15 de Setembro a 15 de Outubro, os passageiros que optem por este meio de transporte nos trajectos já referidos não precisam de comprar bilhete.

Esta medida serve também para promover os novos circuitos.O alargamento da linha do Minibus à periferia da cidade implica um investimento de cerca de 200 mil Euros, ano, reforçando de forma considerável a rede de transportes públicos urbanos e valoriza a mobilidade.
Acredita-se que este serviço constitui um meio de transporte alternativo para a zona central da cidade, o que vai contribuir para a melhoria da qualidade de vida das populações que residem fora do núcleo central da cidade. É de referir que o circuito entre o Patacão - Mar e Guerra passa também pela Escola Dr. Neves Júnior e Centro de Saúde, sendo também um contributo para as deslocações dos estudantes.

Gabinete de Relações Públicas CMF

A propósito deste novo serviço que a CMF pôs ao serviço da população nestas zonas do suburbio de Faro, fomos alertados no dia de ontem, que nem tudo são rosas neste novo serviço. Ao que parece, na zona do Patacão, as carreiras Urbanas que cobriam esta localidade foram suprimidas, em substituição destas novas carreiras Minibus. A questão é que estes pequenos autocarros, com capacidade para não mais que 20 pessoas, em hora de ponta, nomeadamente, nas primeiras horas da manhã, com o elevado tráfego de crianças e adolescentes para as escolas em Faro e de pessoas para os seus trabalhos, foram insuficientes, deixando crianças em terra, e prestando um mau serviço às populações, ao contrário do que esta missiva da CMF alega. Porventura esta situação será já do conhecimento do executivo municipal, mas estranha-se como não se previu esta questão, que seria mais que provável.

Sem comentários: