quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Farense ultrapassa Ferreiras com golos vindos do banco...

O Farense garantiu hoje a passagem à 4ª eliminatória da Taça do Algarve, ao bater no Estádio da Nora, a equipa anfitriã do Ferreiras por 1-3. Apresentando uma equipa com profundas alterações relativamente aos últimos jogos, nota para as estreias a nível oficial com a camisola branca de Dinis e Rodolfo Miranda , que assim se deram a conhecer aos adeptos da capital algarvia, tendo António Barão dado ainda algum ritmo de jogo a outros jogadores menos utilizados como os casos de Justo ou Caras.

A primeira parte inícou-se com um Ferreiras forte e ambicioso, dominando partida e procurando rematar à baliza guardada por Costa. A esse período inicial responderam os Leões de Faro, que equilibraram a partida a partir desse momento, tendo a iniciativa de jogo mas sem ter acutilância no ataque. O Farense procurava muitas vezes a velocidade de Justo, que na ala direita era sempre uma flecha apontada, mas faltava a clarividência e entrosamento com o paraguaio Rodolfo Miranda, que poucas vezes esteve em jogo, nesta sua estreia com a camisola do Farense. Já Dinis, pareceu-nos um jogador habilidoso, mas o tempo que esteve em campo não foi suficiente para tirar grandes ilacções. Nota para uma perdida clamorosa para os da casa, ainda na primeira parte, quando num contra ataque rápido pela direita do ataque do Ferreiras, a bola foi endossada para a cabeça da área, onde um atacante contrário, com Costa batido, enviou o esférico ao lado do poste, para descanso dos adeptos algarvios.

Não contente com a produção atacante da equipa, António Barão trocava então ao intervalo, Rodolfo Miranda por Della Pasqua, e essa decisão não podia ter dado melhores frutos, pois este jogador acabou por decidir a partida. O Farense entrava na segunda parte praticamente a ganhar, quando o jogo na altura ainda não estava "pendido" para nenhum dos lados. António Barão, vendo a sua a equipa a ganhar, logo trocou duas unidades, primeiro no sentido de dar mais poder de choque ao meio campo, adiantando Hernâni com a entrada de Rui Graça e depois com a colocação de Klébson, por forma a dar mais ritmo ao brasileiro. Contudo, o Ferreiras não estava rendido e Marco Alho, também providenciava alterações na sua equipa, que se mostrava combativa e aguerrida no sentido de igualar a contenda. Após um lance muito perigoso para a baliza de Costa, em que podiam ter empatado, seria numa das jogadas seguintes que o Ferreiras marcaria o seu golo, deixando no ar a sensação de que tudo seria possível a partir daí pois o jogo mantinha-se dividido. Seria já na recta final que o Farense acabaria com a indecisão da partida, na sequência de dois cruzamentos para área, numa altura em que a equipa do Ferreiras notava já algumas dificuldades físicas, terminando a partida com um resultado algo pesado para os da casa, pois parece-nos que o mais justo seria um resultado tangencial para o Farense ou mesmo um empate. Arbitragem tranquila.

Taça do Algarve, 3ª Eliminatória
Estádio da Nora (Ferreiras)
Assistência: 200 espectadores
20 horas, 28/01/2009
Árbitro: Ivo Santos
FERREIRAS 1-3 FARENSE

(49mn, por Della Pasqua, que aparece liberto na área, simula o remate e depois disfere um potente remate, indefensável para o guarda redes Mauro)
(66mn, por Ricardo Martins, num remate rasteiro e colocado no interior da área, ao qual Costa ainda tocou com as luvas mas não evitou o golo da equipa da casa)
(79mn, por Della Pasqua, na sequência dum cruzamento da direita do ataque farense, a bola é rematada por um jogador farense e pinga para Della Pasqua que na boca do golo, repõe a vantagem do Farense no marcador)
(88mn, por Rui Graça, na sequência dum canto cobrado por Justo da direita, Rui Graça marca num pontapé acrobático)

Farense: Costa; André Calado, Hernâni, Carlos Neves, Caras; Zé Nascimento, Barão, Dinis( Rui Graça, 53mn); Tony(Klebson, 61mn), Justo, Rodolfo Miranda (Della Pasqua, 46mn). Treinador: António Barão

Sem comentários: