sábado, 3 de janeiro de 2009

Macário Correia admite que candidatura à presidência da Câmara de Faro é "matéria de reflexão"

Macário Correia, presidente da Câmara de Tavira pelo PSD, disse esta sexta-feira estar a reflectir sobre os convites que recebeu para ser o candidato social-democrata à Câmara de Faro nas próximas autárquicas e prometeu uma resposta "dentro de semanas".

"É matéria de reflexão", disse hoje Macário Correia à Agência Lusa, explicando que tem sido "contactado por muitas pessoas de Faro" e que tem sido objecto de "muitas diligências" e "quase pressões" para aceitar ser o candidato do PSD à Câmara de Faro."Tenho sido objecto de muitas diligências e quase pressões, mas disse para terem calma, porque ainda sou autarca de Tavira e acho que ainda é cedo", revelou Macário Correria.Não é a primeira vez que Macário Correia foi contactado para ser o candidato do PSD à Câmara de Faro e, segundo o próprio, nunca aceitou o convite por "não ser oportuno".

Com o "fim de um ciclo" - 12 anos à frente da Câmara de Tavira -, Macário Correia admite agora estar "em reflexão" e que a sua resposta de ser, ou não, candidato à Câmara de Faro vai ser conhecida "dentro de algumas semanas", adiantou à Lusa.

Macário Correia defendeu hoje na crónica "Passeio Público", que assina no Jornal de Notícias quinzenalmente à sexta-feira, que Faro tem de ser "uma cidade-capital de referência", "bem equipada" e com "boa qualidade de vida. Na crónica, o potencial candidato à Câmara farense sugere que Faro seja o mesmo "motor" que Sevilha é para a Andaluzia espanhola ou Montpellier para o Languedoc francês ou Tânger para o Norte de Marrocos. Para o potencial candidato do PSD à Câmara de Faro - a Concelhia de Faro do PSD já oficializou o convite - Faro tem de ser uma "cidade-capital de referência" de todos os algarvios, tal como o Porto é o coração de todo o Norte de Portugal, lê-se na crónica.

Macário Correia propõe "uma rede de transportes repensada, dando lugar ao colectivo e com uma articulação regional fiável" e chega mesmo a concretizar, referindo que não faz sentido que o Aeroporto Internacional de Faro esteja "desligado do caminho de ferro, seja ele de longa distância ou de um metro de superfície".Nos contributos de Macário Correia aparecem ainda propostas como uma "rede hoteleira de qualidade e em quantidade", um "centro de congressos próximo", um "urbanismo lógico e um trânsito e estacionamento modernos e civilizados" e um "centro de negócios para feiras e exposições regulares".Para a área cultural, o autarca de Tavira propõe "uma programação de eventos internacionais e nacionais atractivos e de grande cadência.

É mais que evidente que Macário se candidatará porque a naturalidade com que fala de Faro e das suas convicções sobre a obra fazer, demosntram o interesse que já deposita no projecto... Apesar de "gostar" de Macário como possível novo presidente, todas estas ideias não passam disso mesmo e provavelmente só serão executadas no terreno num possível segundo mandato, dado o debilitado estado dos cofres locais e também a burocracia que envolvem todos esses projectos. Como a política dá muitas voltas, tudo o que se possa dizer sobre isto é na minha opinião muito prematuro, apesar de concordar especialmente com a questão da falta de transportes ferroviários junto do Aeroporto... Quem não gostará da ideia serão os Táxis T e Taxistas que à "pala" disso têm o negócio garantido desde à muito...

2 comentários:

jordan shoes disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
贵州信息港休闲游戏中心 disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.