quinta-feira, 29 de abril de 2010

Organização da Final da Taça do Algarve discriminou adeptos do Sporting Clube Farense

A Direcção do Sporting Clube Farense sente-se na necessidade , de publicamente, protestar com a forma como foi organizada a Final da Taça do Algarve realizada no passado dia 28 de Abril, no Campo da Bela Vista – Parchal, concelho de Lagoa.

Não obstante o Sporting Clube Farense ter anuido e compreendido as razões invocadas pela Associação de Futebol do Algarve para que a Final se realizasse nesse campo – praticamente “em casa do adversário” – sempre esperou que a organização da mesma se revestisse de neutralidade, como deve ser a realização de uma final.

O que aconteceu, foi totalmente o contrário, com os adeptos do Sporting Clube Farense a serem descriminados e literalmente encostados a um canto do estádio, ficando toda a bancada central para os adeptos do clube adversário.

Por outro lado, no campo desportivo, também se notou uma tendenciosa acção no intuito de prejudicar o Sporting clube Farense.

Num relvado cercado por uma pista de atletismo, seria necessário a presença contínua e permanente de vários “apanha-bolas”, o que de facto aconteceu no início do jogo, mas que misteriosamente, desapareceram assim que o Grupo Desportivo de Lagoa se encontrou a ganhar. Na segunda parte do encontro, pura e simplesmente não se notou a presença desses auxiliares do jogo.

Ainda no plano desportivo, a Direcção do Sporting Clube Farense promete que ficará cada vez mais atenta às atitudes das equipas de arbitragem, em jogos organizados pela AFA, uma vez que não irá tolerar as atitudes de hostilização dos árbitros para com jogadores e equipa técnica do Sporting Clube Farense que foram prática nesta final e já tinham sido evidenciadas na meia final com o Odeáxere.

Essencialmente pela descriminação feita aos adeptos, naquilo que pretendia ser a festa do futebol algarvio, a direcção do Sporting Clube Farense informa que não irá inscrever o clube na próxima edição da prova.

SCF – Gab. de Imprensa



Assino por baixo este comunicado da Direcção do SCF. Já neste espaço me bati por estas razões, pois o Farense e os farenses não podem ser vexados duma forma tão evidente. Se a AFA não se retratar e não der garantias de corrigir situações idênticas no futuro o Farense só tem mais que abandonar a prova definitivamente, com as consequências evidentes para o prestigio desta competição.

Sem comentários: