quinta-feira, 1 de julho de 2010

WTCC visita o Algarve


A ação começa já amanhã na pista de Portimão, num fim de semana que volta a receber a caravana do WTCC em Portugal, com as habituais corridas animadas, e logo com um piloto português, Tiago Monteiro, a disputar os primeiros lugares. A última vitória do piloto português foi em Portugal, será que vai repetir a façanha?
Já consideramos normal ter o Campeonato do Mundo de Turismo (ou WTCC) em Portugal, mas a quarta edição vai ter como novidade a passagem do evento no Autódromo Internacional do Algarve, uma das mais importantes aquisições do ano para o enxoval internacional da pista de Portimão.

A crise económica mundial diminuiu ligeiramente o plantel que estará no WTCC no Algarve, em relação a eventos anteriores na Boavista e no Estoril. No entanto, não se pode reclamar da qualidade dos 21 inscritos para a prova portuguesa, uma vez que a luta pelo título e pelas vitórias individuais continua ativa e envolve a grande maioria dos melhores pilotos da modalidade. SEAT, Chevrolet e BMW continuam a marcar presença no campeonato (ainda que a primeira destas esteja mais ou menos disfarçada), e alguns pilotos privados têm hipótese de dar nas vistas.

Para o povo português, apenas uma vitória interessa: a de Tiago Monteiro. Depois da sua vitória no Estoril em 2008, o piloto da SEAT nunca mais venceu (em 2009 esteve de serviço todo o campeonato para ajudar os melhores pilotos da lutar pelo título), mas este ano, já com dois terceiros lugares no bolso, está ansioso para fazer um brilharete em Portugal. No entanto, terá que levar em conta não só os seus três companheiros de equipa, como também os dois BMW e três Chevrolet oficiais.



Antecipação de Tiago

Ao contrário da maioria dos seus adversários, Tiago Monteiro já tem experiência em corrida no traçado do Algarve, tendo participado na Le Mans Series em 2009, mas o piloto da SEAT não acredita que este seja o fator importante para ter mais vantagem no WTCC.

Tiago explica que "eu corri aqui mas não foi em carros de turismo. A maior parte dos outros pilotos do WTCC testou no Algarve, mas a SEAT esteve só um dia, enquanto a BMW e a Chevrolet vieram cá várias vezes. É mais importante testar com WTCC que fazer outra corrida qualquer, por isso a minha vantagem aqui vai ser o apoio dos fãs. Monteiro prevê adaptar-se rapidamente, "conhecer uma pista é uma questão de dar algumas voltas. O que é importante é o carro estar bom e o piloto sentir-se à vontade.

Para o Algarve, não vai haver alterações aos pesos dos lastros, com os SEAT e Chevrolet a levarem a quantidade máxima de 40 kg. No entanto, os carros da marca espanhola estiveram competitivos na prova anterior, em Zolder, com o mesmo lastro, e Tiago Monteiro está motivado "depois de um bom resultado em Zolder, um circuito que era mais favorável aos BMW. Foi uma surpresa para todos, a simulação dava 50 por cento de hipóteses para os dois lados, mas a BMW esteve mal na qualificação. No Algarve acreditamos que vão ter uma pequena vantagem. Para nós, o importante é que não faça muito calor".



Batalha tripartida

Até agora, os três primeiros classificados no campeonato açambarcaram todas as vitórias, mas existe algum equilíbrio uma vez que todos vêm de marcas diferentes. Yvan Muller lidera para a Chevrolet, com duas vitórias, seguido de Gabriele Tarquini, em SEAT, e Andy Priaulx, da BMW, com três triunfos cada.

Muller, recém-chegado à Chevrolet, já assumiu o lugar de líder da equipa, suplantando os veteranos Alain Menu e Robert Huff (este ainda está próximo dos três primeiros em pontos, mas até agora só conseguiu três segundos lugares). Quanto à BMW, a marca alemã esteve pouco competitiva nas primeiras provas, mas enquanto Priaulx já voltou aos primeiros lugares, Augusto Farfus tem andado a lutar pelos lugares intermédios. Na SEAT, ou melhor na SR-Sport, já não há exatamente ordens de equipa, mesmo com Tarquini isolado, pelo que os outros pilotos ainda podem lutar pelas vitórias. Apenas Jordi Gené esteve perto de o conseguir, não fosse uma desclassificação, mas Tiago Monteiro e Tom Coronel já foram ao pódio.

A estes acrescentam-se ainda os SEAT Leon TDI de Fredy Barth, Norbert Michelisz e Michel Nykjaer, inscritos por equipas privadas, mas impedidos de tomar parte no Troféu Yokohama de Independentes. Esta categoria representa cerca de metade do plantel, com o ex-piloto da BMW, Sergio Hernández, a liderar a classificação, depois de três vitórias. Para o Algarve, há ainda que contar com a presença de Stefano d'Aste, Mehdi Bennani, Franz Engstler e Kristian Poulsen na luta pelas vitórias. Nesta temporada, o BMW é o carro mais competitivo para os pilotos privados.

CLIQUE EM: HORÁRIO e PROGRAMA e saiba qual é a LISTA DE INSCRITOS

In AutoSport


Mais um grande evento no Algarve... A não perder este fim de semana no Autódromo Internacional do Algarve - Portimão!

Sem comentários: