sábado, 12 de junho de 2010

As imagens que ficam do Rally de Portugal...


Entre as longas caminhadas de vários quilómetros para se chegar às zonas espectáculo do Rally de Portugal ou mesmo na espera pela passagem dos concorrentes, nas bancadas improvisadas da serra algarvia e alentejana, foram várias as imagens e situações que me ficaram na retina e que por certo, umas mais que outras me marcarão na vertente pós-desportiva esta prova...


O negócio em torno deste acontecimento é enorme, mas o que se têm verificado é que no "campo", a oferta excede muitas vezes a procura e só os mais expeditos e bem situados conseguem singrar... Mas como vi este ano, um parque de estacionamento privado criado numa das zonas de acesso, de facto até poderia dar algum jeito, mas como estava ainda um pouco longe do local e o troço era de sexta feira, revelou-sUm casaco branco pode muito bem ser o assento indicado no meio da terra... A escolha certa sem dúvida!e uma aposta furada pois só pararam lá três carros... Contudo é uma área de negócio que não está explorada e pode render algumas coroas....



Ao invés, parece que há adeptos dos rallys com taras para tudo, como é o facto dum fervoroso português, que supostamente comprou uma ovelha na serra e decidiu-se por levar o animal atrás, no meio daquela balbúrdia, mas, atenção, equipada a rigor para apoiar os pilotos nacionais...


Por fim, e aqui não documentado, o mais incrível foi perceber como um grupo de 4/5 amigos, numa zona espectáculo em que no mínimo fariam a pé 1,5 km para chegar lá, se deram ao "luxo" de carregar duas baterias AUTO (média de 15kgs cada) para poder alimentar umas colunas potentes e assim fazer uma rave no meio da serra... Até as perdizes ficaram fãs de Pete Tha Zouk...






2 comentários:

Quim disse...

O verdadeiro adepto dos ralis faz enormes sacrifícios. Pode não pagar bilhete ou andar a soprar uma vuvuzela, mas apanha com pó, come lama, e é um tremendo folião.

SamM disse...

Se fosse só pó... E as pedradas dos nossos "amigos"??

Pena que o público algarvio tenha gradualmente se afastado desta prova de elite, pois lá ouvimos maioritariamente o sotaque nortenho e espanhol. Esses são mesmo os grandes adeptos.

Agora um parte:

Quim, parabéns pelo cabeçalho do teu blog. Agora em vez de ir uma vez por dia, passo a ir duas... Eheheh..