terça-feira, 15 de junho de 2010

O Mochileiro...

Cristiano Ronaldo, hoje na conferência de imprensa final do jogo Costa do Marfim 0-0 Portugal
De mochilas nas costas, é esta a analogia que a Globo Esporte faz desde ontem à situação de Cristiano Ronaldo em relação à Selecção Lusa(-Brasileira), pois só os dotes de génio e goleador de CR7, ausentes da Nossa Selecção desde Fevereiro de 2009 no Estádio Algarve, poderão inverter a tendência melancólica das nossas exibições, levando toda uma equipa, e neste caso Nação às costas, até à final da competição...


Percebe-se que o clima na Selecção Portuguesa não é o melhor... Desde o caso Nani e de todas as controvérsias criadas e não explicadas por quem de direito (equipa médica), passando pelo clima pesado entre Simão e Cristiano Ronaldo, bem como da situação iminente de hoje, em que Deco criticou abertamente Carlos Queiróz e suas opções, fica na retina a ideia que a postura de Carlos Queiróz é igual no plano desportivo e humano, ou seja, pouco liderante. A exibição portuguesa foi frouxa, desconexada, revelando enormes cautelas perante uma adversário que era para ganhar, fazendo alusão ao discurso do próprio Queiróz no dia anterior. Mas esta postura receosa e pouco vincada reflecte-se também no grupo, onde os jogadores percebem fragilidades e ganham margem para alimentar polémicas desnecessárias...


Segue-se a Coreia do Norte, que pelo que vi hoje, vai jogar à defesa, ou não vá jogar na póxima segunda-feira com uma equipa que está 102 lugares a frente no ranking da FIFA... Perante uma situação destas, em que Portugal tem que quebrar a barreira, imagino Queiróz com muitos pesadelos, como foi a linha das desculpas de hoje, dando a entender que Portugal não está devidamente preparado para enfrentar estas incidências...

Será que em um mês de estágio não houve tempo para preparar isso?

1 comentário:

Quim disse...

100% de acordo. Uma selecção que deixa uma pálida imagem, completamente descaracterizada e que já tem muitos focos de insatisfação - Nani, Simão, Deco, etc. Sem tirar valor ao Ruben Amorim(que tem e muito), estranho o facto de nem convocado a jogador de campo, fazendo 3 ou 4 treinos e nunca tendo jogado na selecção... desespero do Queiroz.
O tal mês de preparação foi aproveitado pelo Queiroz para arranjar um caderninho de desculpas.