quinta-feira, 10 de junho de 2010

O dia em que Faro foi a Capital de Portugal








Mais de 3 mil militares estiveram em Faro, na Comemoração do Dia de Portugal e ainda assim, houve um corte de 30 por cento nos preparativos, face a 2009.


Nas cerimónias do Dia de Portugal, que contaram com a presença de várias altas patentes civis e militares (entre elas o Presidente da República, Primeiros-Ministros de Portugal e de Cabo Verde, Ministros da Defesa e Negócios Estrangeiros, Procurador-Geral da República e múltiplas entidades regionais), houve este ano um corte de aproximadamente 30 por cento em recursos humanos e meios militares, adiantou ao Observatório do Algarve fonte das Forças Armadas Portuguesas.

Ainda assim, no relvado preparado em frente ao Teatro das Figuras, especialmente para o efeito, desfilaram perto de 3 mil militares (no ano passado as cerimónias envolveram mais de 4 mil), entre Força Aérea, Marinha e Exército.

O desfile incluiu em primeiro lugar uma Parada de Honra, com cerca de 1500 militares, entre eles do Colégio Militar, dos Pupilos do Exército, do Instituto de Odivelas, Cadetes da Escola Naval, da Academia da Força Aérea, da Escola de Sargentos, do Batalhão de Fuzileiros, do Corpo de Artilharia da Brigada Mecanizada Independente e ainda da Brigada de Intervenção Rápida.

Desta última, participaram páraquedistas que aterraram frente às tribunas, perante centenas de populares presentes a assistirem às comemorações.

O desfile foi pontuado pela Banda da Armada.


Texto In Observatório do Algarve

Imagens Algarve Farense

Sem comentários: