quinta-feira, 29 de maio de 2008

Pista de atletismo de Faro nasce com quatro décadas de atraso

Apolinário sonha com mais atletas em Londres’2012

Projectada há muitos anos, a pista de atletismo de Faro era uma pretensão adiada dos atletas da cidade e do atletismo algarvio. Quatro décadas depois, no próximo domingo, 1 de Junho, será finalmente inaugurada uma “ferramenta” indispensável para os clubes do concelho. Lara Ramos era atleta do FC Porto, em 1966, quando ouviu falar, pela primeira vez, da famigerada pista de atletismo da capital algarvia. Seguiram-se muitas intenções e projectos, mas só 42 anos depois, já como presidente da Associação de Atletismo do Algarve (AAA), poderá assistir à sua inauguração. “É a obra mais antiga de Portugal, mais velha que a ideia do novo aeroporto de Lisboa”, considera o líder da AAA. “Mas mais vale tarde que nunca”, acrescenta, entre risos. Para Lara Ramos, o dia de domingo marca “um momento bom para o atletismo regional”. “Uma pista no centro da região ajuda-nos e aos clubes: são menos deslocações e, consequentemente, menos despesas”, sustenta. O presidente da Casa do Benfica de Faro (CBF), António Fernandes, explica que a pista é uma “ferramenta necessária” para dar “mais responsabilidade” ao emblema mais representativo da modalidade em termos regionais, na actualidade. “Há anos que nos treinávamos em Quarteira, sempre com um grande desgaste para clube – em termos económicos –, técnicos e atletas. Nunca mandámos a toalha ao chão, conseguimos resultados meritórios – agora, as responsabilidades crescem mas estamos aqui para as encarar de frente”, refere o líder dos benfiquistas farenses. A pista pode fomentar a prática da modalidade na capital algarvia mas, à partida, é garante de “mais condições e qualidade para quem actualmente pratica”, segundo Vivaldo Pereira, técnico da CBF. “Vai ser extremamente importante para quem faz atletismo em Faro”, refere o treinador, secundado por Lara Ramos: “Não é essencial que traga mais atletas, mas que represente mais qualidade para quem está; mais vale pouco e bom do que muito e mau.” A Casa do Benfica de Faro “vai continuar a apostar no atletismo, principalmente no sector de formação e com um trabalho de maior qualidade”, diz Vivaldo Pereira. O sonho do presidente da Câmara Municipal de Faro José Apolinário é que a pista de atletismo “permita o aparecimento de mais promessas e novos atletas olímpicos”. “Espero ver representação farense em Londres, em 2012”, profetiza. Nas instalações da nova pista – que, para Lara Ramos, “merecia uma bancada maior” –, vão existir espaços para a AAA e para os clubes de Faro dedicados à modalidade (Casa do Benfica de Faro, Núcleo Sportinguista de Faro e Clube Desportivo Faro XXI), que representam cerca de dois milhares de atletas. Inauguração A pista de atletismo de Faro vai ser inaugurada no domingo, 1 de Junho, assinalando o Dia Mundial da Criança com diversas actividades, nomeadamente o Torneio Regional de Iniciados. A presença do bispo D. Ximenes Belo será aproveitada para o lançamento de uma campanha de solidariedade, com o objectivo de oferecer livros em português, novos ou usados, para as crianças de Timor-Leste. A autarquia vai convidar toda a população – crianças e adultos – a trazer livros. Uma semana depois, decorrem os campeonatos nacionais de clubes (I e II Divisão), que vão contar com a presença das equipas masculina e feminina da Casa do Benfica de Faro. Até ao final do mês, a nova pista recebe ainda o Campeonato Regional Absoluto de pista (dias 21 e 22) e o Campeonato Nacional de Desporto Adaptado (28 e 29).
O que me faz confusão (ou talvez não), é verificar que o Pavilhão Gimnodesportivo ainda iniciado e mesmo parcialmente erguido durante o mandato de José Vitorino, ainda se encontre por concluir, quando o mesmo José Vitorino já abandonou o cargo à 23/25 meses...

Sem comentários: