terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Memórias da telefonia...

Final da Taça

Há coisas que não teem valor...Certo dia chega-me o caro amigo e ultra "F", com uma preciosidade capaz de colocar qualquer Farense digno de seu nome em lágrimas. Carrego no Play, a voz do José Mealha, tão caracteristica dos ouvidos de todos os Farenses, nos relatos das tardes de Domingo sempre que o clube de todos nós jogava fora e oiço nomes que me fazem entrar na nostalgia, Pereirinha, Fernando Cruz...e GOLLOOOO! Exactamente, falo da Taça de Portugal, um dos momentos mais marcantes da História do nosso grande Farense e da vida de qualquer Farense que tenha estado presente. Tinha 12 anos por esta altura, mas as memórias estão bem vivas, como se de hoje se tratasse. Estava eu atrás da baliza no topo Sul, já de saida do estádio frustado de tamanho resultado " nesse ano sentiamo-nos invénciveis",depois de tão emocionante dia, agarrado a mão do meu pai para não ser arrastado pela confusão...quando de repente quando já nada fazia prever...GGOOOOLLLLOOOOOO!!!!! Deixo que as palavras e emoções de José Mealha, transmitam aquilo para o qual não encontro palavras.



Ao contrário de muitos que já comentaram este momento no Blog Leões de Faro, eu não posso testemunhar este acontecimento histórico do nosso Clube... Já tinha alguns "anitos" mas a minha família nunca ligou muito ao futebol em geral, e ao Farense em particular, pelo que não fui um dos vinte mil algarvios, qual memórias vivas desse acontecimento histórico para a Cidade e para a Região... Só mais tarde, por volta de 94 é que comecei a "apaixonar-me" pelo emblema da nossa cidade de Faro, e guardo muitas recordações, umas melhores que outras, mas sempre duma forma nostálgica, que se confundem com os tempos da minha juventude, como que associando datas a alguns acontecimentos do Clube... Há jogos que me marcam e que nunca esquecerei... Infelizmente, e aparte da época da UEFA, acompanhei já a fase descendente do Farense, o que não significa que isso fosse sinónimo duma paixão decadente... Queria convosco, e apenas recorrendo à minha memória (que não é infalível....) recordar um jogo em que infelizmente não estive presente mas que não foi por isso menos vivido por não estar presente no Estádio S. Luís... Jogava-se a permanência na Superliga, onde o Farense era obrigado a ganhar para se manter, isto no época 1999/2000, na altura sob o comando de Ismael Diaz... O adversário era o Belenenses que visitava o Algarve tranquilo na tabela, perante um Leão sedento da vitória... Tratava-se do jogo duma época, onde o futuro do Emblema estaria à prova, situação que se veio a verificar anos mais tarde... Com o S. Luís cheio, seria o Belenenses a iniciar a festa azul com um golo, que naquela altura ditava a descida à Segunda Liga... Acreditem que, em casa, junto ao rádio tive suores frios... Era o Farense que estava em risco... Minutos mais tarde o Farense daria a volta ao marcador para gáudeo e alivio duma multidão sedenta por essa alegria de ter uma equipa algarvia entre as maiores do nosso futebol... Ainda hoje, como recordação guardo uma cassete de áudio que regista excertos desse jogo...

1 comentário:

JoaoC disse...

Lembro-me desse jogo com o belenenses, e lembro-me também que quando o belenenses marcou na baliza do lado do ginásio num pontapé de canto o estádio ficou silencioso. Felizmente nao levou muito a empatarmos e depois a darmos a volta. Garanto que quando sofremos o golo e da forma nervosa que estávamos a jogar pouca gente acreditava na reviravolta, , curiosamente esse golo do belenenses despertou a equipa.