sexta-feira, 17 de abril de 2009

Pousada de Estoi inaugurada oficialmente até ao Verão

A Pousada de Estoi, em Faro, já está aberta ao público, mas a sua inauguração oficial só deverá ter lugar em Maio ou em Junho. Por agora, a mais recente Pousada de Portugal a abrir portas está em regime de «soft opening», mas já aceita clientes, revelou ao «barlavento» o Grupo Pestana, que explora a unidade hoteleira.

Segundo a porta-voz do grupo português, a unidade abriu no fim-de-semana de Páscoa, disponibilizando 45 dos 63 quartos de que dispõe. Mas, em pouco tempo, será alargada a oferta de quartos e a unidade deverá estar a funcionar em pleno, no que à vertente de alojamento diz respeito, bem antes do lançamento oficial. Esta inauguração «ainda não tem data marcada», mas acontecerá, «com certeza, antes do Verão». Nesta altura, quase todas as vertentes estarão já a funcionar. A única que poderá demorar mais algum tempo a abrir ao público é a de SPA e piscina interior, estruturas que ainda não estão concluídas.

A Pousada de Estoi já foi construída «segundo a lógica da nova geração de Pousadas», em que, além da vertente ligada ao património histórico edificado, design e hotelaria de charme, é criado outro tipo de serviços e oferecida maior capacidade de alojamento. Em Estoi, a Enatur, responsável pela construção da unidade hoteleira, recuperou o Palácio do Visconde de Estoi, aproveitou as antigas cavalariças da propriedade e construiu de raiz um novo edifício. Também houve uma aposta na recuperação dos jardins do palácio e da sua estatuária, que já foram famosos pela sua beleza. Assim, no palácio propriamente dito, estão instaladas «todas as partes comuns da Pousada». O restaurante, os bares, as salas de convívio e de pequeno-almoço e a recepção são exemplos. Já os 63 quartos vão estar todos situados no novo edifício, construído de raiz para esse efeito. Destes, três são suites. «Todos os quartos são amplos e modernos», garantiu a porta-voz do Grupo Pestana.

O antigo edifício das cavalariças do Palácio de Estoi foi recuperado para servir de salão multiusos, onde se poderão não só realizar eventos, mas também reuniões e conferências. Ao mesmo tempo, haverá uma zona de lazer exterior, com piscina. As Pousadas de Portugal de construção mais recente têm, tendencialmente, mais quartos do que as mais antigas, de modo a poderem «oferecer outro tipo de serviços, como por exemplo o SPA e a piscina interior». Uma maior capacidade de carga também torna a vertente de conferências e de eventos mais apelativa.

O projecto que permitiu transformar o Palácio de Estoi e a sua envolvente numa Pousada moderna é da responsabilidade do arquitecto Gonçalo Byrne. O investimento feito nesta unidade hoteleira ultrapassou os 13,5 milhões de euros.

Sem comentários: