sexta-feira, 1 de outubro de 2010

1ª Distrital começa este sábado


Começa este sábado o campeonato Distrital da 1ª Divisão e, na 1ª jornada, os destaques vão para os jogos dos principais candidatos ao título algarvio, sendo que, as maiores atenções estarão viradas para Quarteira, onde o Quarteirense, despromovido da 3ª Divisão e assumido candidato ao primeiro lugar do Regional, defronta o Imortal.



Piscando o olho a temporada transacta, verificamos que Lusitano VRSA e Campinense, equipas que se classificaram logo atrás do Campeão Messinense, voltam a apostar no título algarvio e consequente regresso à 3ª Divisão Nacional. Na jornada de sábado, a primeira da época 2010/2011, o Lusitano recebe o Odeáxere e o Campinense recebe o Aljezurense.


Mais modesta promete ser a campanha do Ferreiras que inicia o campeonato a jogar no recinto do recem promovido Moncarapachense. Já o Silves surge mais fortalecido em termos de plantel e promete iniciar a temporada da mesma forma como terminou a anterior: a vencer. Mas para o efeito terá de ultrapassar o Almancilense no terreno deste.


O Quarteirense, não só porque veio da 3ª Divisão Nacional mas sobretudo porque assumiu, muito antes de começar a preparação desta época, lutar pela primeiro lugar, justifica as principais atenções, nomeadamente nesta jornada de abertura em que joga, em casa, com o Imortal.


1ª Divisão Distrital

1ª Jornada

2 de Outubro

Jogos e árbitros:

Quarteirense-Imortal (Ricardo Martins)
Faro e Benfica-Armacenense (Fernando Macedo)
Campinense-Aljezurense (Carlos Nascimento)
Moncarapachense-Ferreiras (Flávio Lima)
Almancilense-Silves (Sílvia Domingos)
Guia-Culatrense (Carlos Cabral)
Lusitano VRSA-Odeáxere (Fernando Santos)
Castromarinense-Quarteira (Pedro Sancho)


Regressa já amanhã a grande competição de futebol da Região Algarvia, onde por 30 fins de semana, as 16 equipas da primeira divisão maior do futebol algarvio, esgrimirão argumentos para obter a almejada promoção à Terceira Divisão Nacional.

Aprestam-se como principais candidatos na minha opinião, Quarteirense e Lusitano de Vila Real, seguidos de perto por um lote de três ou quatro outsiders, como é o caso do Silves, Ferreiras, Campinense, que por certo quererão regressar com alguma rapidez aos Nacionais.

Depois da promoção do Messinense, um ousider, na época transacta, esta temporada promete ser tão renhida como no passado, dada a competitividade da maior parte das equipas envolvidas e onde jogam muitos jogadores com tarimba dos Nacionais, como é o caso dos ex-Farense Hernâni, Edgar, Idalécio, Filhó, Rodrigo, Toni, Né, Alemão, Edgar Rosa, Quadros ou Wilson, e que por certo farão com que muitos farenses sigam com atenção esta prova.


Nota final para as três equipas promovidas, Moncarapachense, Aljezurense e Faro e Benfica, constituindo o regresso do mítico clube da capital algarvia, uma lufada de ar fresco no futebol da cidade, que assim volta a estar representada no Distritalão, e onde alinham muitas caras conhecidas das gentes de Faro, sem esquecer também a equipa de Moncarapacho que regressa a esta prova após uma ausência de mais de uma dúzia de anos, treinada pelo antigo jogador e treinador do Farense, Miguel Serôdio... Todas elas deverão concentrar os seus esforços na manutenção, dada a composição dos planteis.

Sem comentários: