domingo, 24 de outubro de 2010

Incapacidade para dominar...


As notas do Farense 1-1 Oriental
Notas Positivas:
  • Num jogo mal jogado, e perante o seu público, acaba por ser um contra senso considerar positivo o ponto conquistado pelo Farense, mas atendendo às limitações do plantel no momento, e ao dominio do adversário em algumas partes do jogo, parece ser um mal menor o empate registado.
  • A jogada do golo do Farense foi das mais belas da partida, num lance em que a inteligência e técnica de Bruno funcionaram para servir na perfeição Adérito, que assim inaugurou o marcador logo aos quinze minutos
  • Num plantel com poucas opções e limitado devido ao facto das lesões e castigos, foi positiva adaptação de Tiago Sousa a trinco, bem como de Ricardo Calado no eixo da defesa algarvia, constituindo uma alternativa a considerar, quando Mamadou ou Tiago Sousa estiverem indisponíveis.

Notas Negativas:

  • A exibição do Farense em si foi pautada pela luta, mas em termos qualitativos foi fraca. Esperava-se mais do entrosamento da equipa, bem como de audácia quando se viu em superioridade numérica na segunda parte. Joaquim Mendes devia ter mexido na equipa, no sentido de lhe dar mais acutilância na frente, procurando a vitória e estimulando a equipa para jogar duma forma mais pensada entre o meio campo e o ataque.
  • A arbitragem de Fábio Verissímo e sua equipa foi má, pautando o jogo com uma enorme carga disciplinar sobre os jogadores de ambas as equipas. Apesar da dureza da partida, houve muitos lances mal ajuizados e com isso o espectáculo acabou por sair prejudicado.

Momento do jogo:

  • O golo do Oriental justificou o resultado e acontece na sequência de um remate fenomenal do jogador Pedro Andrade. Sem dúvida um dos melhores golos marcados no relvado do S. Luís nos últimos anos.

Sem comentários: