domingo, 3 de outubro de 2010

Vitória farense é "real", basta um golo...


As Notas do Farense 1-0 Real Massamá

Notas Positivas:
  • No jogo de hoje, o terceiro da Segunda B, era imperioso ao Farense vencer. Os Leões de Faro eram uma equipa que nas duas jornadas iniciais tinha apenas um ponto e zero golos marcados, entrando no relvado do São Luís sobre pressão, no sentido de fugir dos últimos lugares da tabela. A equipa comandada por Joaquim Mendes entrou em campo determinada, incluindo no onze dois avançados, Kéu e Bruno, este último a estrear-se como titular na presente temporada, e logo em evidência nos primeiros minutos onde falhou um golo, mas demonstrou bons pormenores e envolvimento no ataque.
  • Apesar de não ter efectuado uma exibição de encher o olho, o Farense foi uma equipa segura na defesa, onde emergiu a figura de Serrão, jogador experiente de 35 anos que efectuou defesas importantes, acompanhado por um quarteto defensivo coeso e um bom trinco Gualter Bilro, mais sóbrio nas "entradas", o que assegura desde já uma maior tranquilidade à equipa.
  • Confesso-vos que este foi apenas o segundo jogo de Bruno Carvalho com a camisola do Farense que tive o prazer de ver e fiquei surpreendido pelo positiva, pela entrada deste número 10 (nas costas) mas com capacidade para jogar nas alas. Mostra ser um jogador disponível, habilidoso e com criatividade, pelo que, mais cedo ou mais tarde assegurará lugar cativo no onze de Joaquim Mendes.

Notas Negativas:

  • Exceptuando o último quarto da partida, assistimos a um jogo mastigado a meio campo, muitas vezes mal jogado e onde rarearam as oportunidades reais de golo. Durante a primeira parte o guardião lisboeta por apenas uma vez foi chamado a intervir, defendendo um primeiro remate de Kéu, sendo marcado de seguida o único golo da partida, por Mamadou, aos 25 minutos.
  • Apesar da solidez defensiva o Farense demonstrou carências na construção de jogo, exagerando do jogo directo em busca de Justo ou Kéu, mas desta forma sentido dificuldades em impor um fio de jogo constante. Houve unidades do meio campo para frente em sub rendimento e desta forma, foi notória que a entrada de Bruno Carvalho, aliado ao facto do Real estar nessa altura reduzido a dez unidades, trouxe uma melhoria no jogo do Farense, numa fase em que a vantagem de Farense podia ser alargada.

Momento do jogo:

  • O golo de Mamadou de cabeça, foi o ponto alto da partida, concluindo com êxito uma recarga a um remate de Kéu, na sequência de um livre. Muito festejado com o banco do Farense, Mamadou demonstra ser um jogador com apetência para marcar golos em lances de bola parada, facto que nesta divisão tão equilibrada, pode ditar resultados positivos ao Farense.

Farense: Serrão; Caniggia, Mamadou, Tiago Sousa, Joshua; Bilro, Barão, Justo, Zambujo, Bruno e Kéu. Jogaram ainda: Bruno Carvalho, Luis Afonso e Carlinhos.

Sem comentários: