quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Venda de Bilhetes e Controlo de Entradas


A Direcção do Sporting clube Farense apela à compreensão de todos os sócios e adeptos do clube para as novas normas no que diz respeito à venda de bilhetes e ao controlo de entradas, já postas em prática, no jogo de Domingo passado.


Vimos, a exemplo do ano anterior, novamente lembrar, que a organização dos jogos que o Sporting Clube Farense participa na condição de visitado – no Estádio de S. Luís - atinge valores na ordem dos 1.500 euros por jogo, repartidos pela FPF, 860 euros, PSP, 400 euros, Bombeiros, Maqueiros, Porteiros e Bilheteiros, 350 euros.


Tais valores obrigam a que o Clube seja cada vez mais exigente no controlo das entradas, de forma a eliminar de um vez por todas algum facilitismo no que diz respeito a quotas em atraso e ao não pagamento do bilhete de sócio para o jogo.


Por outro lado, a Direcção do Clube decidiu que os sócios do Sporting Clube Farense têm o direito a ter uma entrada própria e exclusiva no nosso estádio, bem como um lugar onde todos, os sócios, juntos, podemos apoiar a nossa equipa.


Por isso mesmo e reconhecendo alguns transtornos que se possa causar a adeptos de Faro que assistem aos jogos do nosso Clube e que não sendo sócios, têm como lugar disponível a bancada nova do S. Luís, não irá mudar essa decisão, mantendo-se assim até ao final do Campeonato.


Aproveitamos para apelar a todos esses adeptos para se fazerem sócios, que é no fundo a melhor forma de ajudar o nosso clube.


Em suma, e para completo esclarecimento:


Porta 1 – Entrada exclusiva para sócios, convidados e/ou patrocinadores do Clube, com acesso à bancada central e lateral norte.


Porta 2 – Entrada para não sócios com acesso à bancada nova


Entradas: Sócios com quotas em dia e pagamento de bilhete de sócio. Os sócios Cartão Prata e Ouro estão isentos do pagamento de bilhete.


O nosso cobrador está à disposição no dia do jogo para a eventual necessidade de actualizar o pagamento de quotas em atraso.


SCF – Gabinete de Imprensa


As medidas e os procedimentos organizativos implementados pelo Sporting Clube Farense são de facto essenciais para continuar o processo de defesa de interesses do Clube e consequente recuperação institucional e económica do Clube. Uma Instituição que permite que os seus agentes cedam sistematicamente ao facilitismo e quebra de procedimentos, mais tarde ou mais cedo terá amargos de boca...


Por isso, torna-se indispensável que os sócios do Farense sejam responsáveis, zelosos e leais para com o clube de que tanto amam, e que não exijam só de quem manda, mas cumpram também as suas obrigações, se querem de facto ser tratados de acordo com todos os direitos e usufrutos especiais que um "sócio" têm.


À Direcção do SC Farense sugeria também, que aproveita-se esta oportunidade para lançar uma campanha de angariação de sócios, sendo este o momento certo para tal, visto o Farense estar num patamar competitivo com algum destaque a nível nacional, e com a recuperação e credibilização do Clube, seria decerto uma oportunidade para mais adeptos e amigos se juntarem a esta família.

Sem comentários: