domingo, 14 de novembro de 2010

Bernardo Sousa como "peixe na água" em Monchique...


Terminou a temporada 2010 do Campeonato de Portugal com o já campeão em título, Bernardo Sousa, desta feita acompanhado por Paulo Babo, a vencer e a convencer no Rali Casinos do Algarve.

Exceptuando a Super-Especial e um furo na parte final da Fóia 1, troços que não venceu, Bernardo Sousa, mesmo sem pressão e podendo arriscar, acabou por ser menos espectacular que o habitual, mas arrecadou possivelmente a vitória mais fácil da temporada.

Miguel Campos ainda o Rali não ia a meio e já tinha perdido todas as hipóteses de lutar pela vitória. Os pneus que escolheu não funcionaram nos primos troços (rasgos pouco largos) e depois, mesmo com o furo de Bernardo Sousa, nunca conseguiu aproximar-se dos tempos do seu adversário. Mesmo assim, dois segundos lugares e uma vitória a fechar a época não foi nada mal para preparar 2011, mas com um Fiesta com mais motor!!!

Nada melhor que um 3º lugar à geral para fechar uma temporada em grande. Adruzilo Lopes estava no lugar certo para beneficiar da desistência de Ricardo Moura e do furo na 7ª especial de Vítor Pascoal para fechar a temporada em beleza, num rali em que lhe valeu muito a sua experiência neste tipo de troços.

Espectacular foi a prova de João Silva, também num Clio R3. O madeirense entrou a "medo" mas assim que os troços foram secando foi ganhando confiança e fez alguns tempos muito bons, demonstrando que tem capacidade de aprendizagem e de evolução em terrenos tão difíceis como os troços deste rali.

Ivo Nogueira e Frederico Gomes terminaram o rali ao sprint separados por 0,1s!!! Foi uma excelente e moralizadora vitória no Citroen Racing Trophy de um jovem promissor, que chegou a ter 14s de desvantagem para o piloto de Cascais (depois de um pião) e conseguiu recuperar até regressar à liderança nesta competição que tinha sido sua na fase incial.

Frederico Gomes consegue mesmo assim vencer o Campeonato de F3, um feito muito importante para o piloto de Cascais depois de tantos anos de carreira nos ralis.

Mesmo com o 7º lugar, quando um terceiro parecia garantido, Vítor Pascoal ficou como vice-campeão, num resultado perfeitamente merecido para o piloto de Amarante.

Destaque também para o 9º lugar de Armando Oliveira que assim garantiu para si a Taça Nacional de Ralis, ficando em segundo Paulo Neto, que também terminou este rali logo a seguir a Armando Oliveira.

Com algumas importantes desistências no Grupo N, acaba por ser Vasco Tintim, num Citroen Saxo Cup a vencer este agrupamento no Rali Casinos do Algarve. Uma vitória pouco provável, tanto mais que o piloto perdeu cinco minutos com uma saída de estrada que quase o fizerem abandonar. Vitro Calisto, em Citroen Xsara acabou assim por ser o segundo classificado do Gr.N.

LÍDERES DO RALI
Vítor Pascoal (1ª Pec), Bernardo Sousa (2ª à 8 pec)
VENCEDORES DE TROÇOS:
Bernardo Sousa (6); Miguel Campos (1); Vítor Pascoal (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL
1º Bernardo Sousa / Paulo Babo – Ford Fiesta S2000 1h09m14,7s
2º Miguel Campos – Aloísio Monteiro – Ford Fiesta S2000 a 1m14,0s
3º Adruzilo Lopes / Vasco Ferreira – Renault Clio R3 a 2m30,2s
4º João Silva / José Janela – Renault Clio R3 a 4m18,9s
5º Ivo Nogueira / Vítor Hugo – Citroen C2 R2 Max a 6m05,6s
6º Frederico Gomes / Luís Cavaleiro – Citroen C2 R2 Max a 6m05,7s
7º Vítor Pascoal / Mário Castro – Peugeot 207 S2000 a 6m11,1s
8º Francisco Barros Leite / Luís Ramalho – Seat Leon a 7m20,0s
...

PILOTO DE RALI
Bernardo Sousa
MOMENTO DO RALI
Tempo perdido por Miguel Campos no 2º e 3º troço
MENOS DO RALI
Poucos participantes


Sem comentários: