segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Projectos para o Algarve em 2011


Para além do centro comercial com «carimbo» Auchan, há outros projectos deste tipo em cima da mesa para o Algarve, ainda que dependentes dos calendários de construção idealizados pelos respectivos promotores, face à situação de crise.

Um dos principais empreendimentos é o Summerville Shopping Parque, que ocupará um espaço de 60.000 metros quadrados perto do Algarve Shopping, situado na Guia, no concelho de Albufeira, com um investimento superior a 100 milhões de euros.

Um centro comercial, uma clínica, escritórios e uma zona de diversões populares, com mais de 2.000 lugares de estacionamento, são as traves-mestras deste projecto, cujo início de construção estava previsto para 2011, podendo contudo ser adiado.

Também para 2011, estava previsto o primeiro Lifestyle Center do país, a ser construído em Almancil, num formato “inovador”: “Um centro urbano, um espaço integrado único, que se adequa às necessidades e satisfações do consumidor moderno, com serviços de retalho, cultura e lazer”, referiram os promotores, aquando do anúncio.

O projecto do ALMA Lifestyle Center incluía mais de 100 espaços comerciais e de serviços numa área de 20.000 metros quadrados e um parque de estacionamento com mais de 1000 lugares, num investimento superior a 100 milhões de euros.

Isto sem contar com os projectos já em construção, como o centro comercial Aqua Portimão. Ou, abordando uma vertente mais turística, o hotel Conrad Palácio da Quinta Resort & Spa, um projecto previsto para a Quinta do Lago, com a «bênção» de José Mourinho.

Com eventual participação do Estado, o investimento assume dois planos de destaque: o Hospital Central do Algarve, em parceria público-privada, e a requalificação da EN 125.

A obra do hospital, cujo investimento total rondará os 250 milhões de euros, aguarda pela aprovação do contrato final de construção, equipamento e manutenção da estrutura, adiantou a ministra da Saúde, Ana Jorge, em recente visita à região.

A unidade, que ocupará 125.000 metros quadrados, vai ter uma lotação de 574 camas, nove salas para bloco operatório e dez salas de parto. Terá ainda 86 gabinetes de consulta externa e 91 postos de hospital de dia.

A avançar a «conta-gotas» segue a requalificação da Estrada Nacional 125, depois de a obra ter estado parada durante alguns meses devido a um chumbo provisório do Tribunal de Contas.

Por enquanto, os trabalhos estão a ser efectuados com maior incidência na variante de Faro mas o projecto de requalificação engloba um total de 273 quilómetros em 14 concelhos do Algarve, num total de investimento a rondar os 400 milhões de euros: 181 milhões de euros de investimento inicial e 218 milhões de euros para a operação e manutenção.


Por José Mateus Moreno In Diário Online Algarve

Sem comentários: