sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Ela é que tinha razão...





e

A antiga líder laranja comparou mesmo Portugal a "um doente em estado terminal" e "é isso que justifica o tratamento de choque".

Os portugueses só se podem queixar de si próprios! Quando estávamos em pleno Verão de 2009 e a febre das eleições alastrava pela nação lusitana, num período em que o Governo de José Sócrates era alvo de muitas criticas e suspeições por parte da oposição e grande parte dos comentadores na nossa praça, o povo, semanas mais tarde, manteve-se fiel ao vendedor de ilusões (e tachos), José Sócrates, talvez por ter uma voz mais doce, uma postura mais positiva, entre outras coisas, ignorando que na maior parte das vezes a boas intenções estão no coração de quem têm menos aparência exterior e expressiva, dizendo-nos o que não gostamos, mas que no fundo é para nosso bem...

Obviamente que Manuela Ferreira Leite, não se pode colocar de fora da classe política, como no texto transparece pois anda "nela" à muitos anos, mas neste contexto, as suas palavras não são mais que uma viagem ao quente Verão de 2009, e ao que ela avisou e que muitos não quiseram ouvir...

Sem comentários: