terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Estes são os nossos Homens da Luta! - Músicos do Algarve escrevem carta aberta a candidatos

A Associação Recreativa e Cultural de Músicos (ARCM), de Faro, que recebeu ordem de despejo do tribunal em fevereiro de 2010, enviou hoje uma carta aberta a todos os candidatos à Presidência da República.

O objetivo da iniciativa é que o candidato eleito Presidente da República saiba que o assunto vai estar em cima da mesa.

Em declarações à Lusa, Armindo Silva, dirigente da ARCM, explicou que a ação de despejo que a associação recebeu “é um atentado à Cultura em Faro” e não vão sair do local enquanto não existir uma alternativa.

Com o objetivo de elevar o problema cultural regional ao nível nacional, a ARCM já recolheu 3.200 assinaturas, mas quer chegar às 4.000 assinaturas para conseguir levar o assunto à discussão em plenário na Assembleia da República.

Queremos que o próximo Presidente da República saiba que vai ter este assunto em cima da mesa”, acrescentou Armindo Silva.

A Associação Recreativa e Cultural de Músicos foi criada em 1990, tem mais de 400 sócios e acolhe, em 18 salas de ensaio, 31 bandas que juntam mais de 150 músicos de todos os estilos musicais da região algarvia.

O presidente da Câmara de Faro, Macário Correia, já afirmou a sua intenção de ajudar os artistas e acredita que a proposta feita pela Associação de Músicos – de ter um local na zona ribeirinha da cidade -, é possível de conciliar com o programa "Polis Ria Formosa" que está em curso.

A ARCM está instalada em três armazéns na Baixa de Faro, junto à estação de comboios, mas recebeu uma ação de despejo do Tribunal Judicial de Faro que a obriga à desocupação do espaço que dará lugar a um empreendimento imobiliário de luxo.

A ação de despejo foi desencadeada pela empresa Cleber - Sociedade Imobiliária, a atual dona dos armazéns onde os músicos ensaiam e que custou cerca de dois milhões de euros aos antigos proprietários.


Via Lusa In Região-Sul


A abnegada determinação da ARCM de Faro na defesa dos seus interesses em particular e da comunidade cultural farense em geral, trouxe-me à memória a expressão tão usada nos nossos dias de verdadeiros "Homens da Luta", que cada vez mais levantam a sua voz contra os ideias capitalistas e desonestas de alguns senhores da nossa praça. E porque a "luta" é uma arma, aqui fica um excerto do que a banda do Sr. Neto deixou em Faro, ele que por várias vezes já pisou o palco da Associação de Músicos de Faro... Por isso não me admirava nada que um dia visitasse a nossa cidade, para de uma forma descontraída, mas mordaz, dar a conhecer ao país, a "jogada" que alguns querem dar a esta digna associação cultural da nossa cidade.


Sem comentários: