sábado, 12 de março de 2011

Faro: Gerações à rasca saíram à Rua...






A partir dum manifesto lançado na internet, o Protesto Geração à Rasca foi inicialmente convocado por quatro jovens apenas para Lisboa e Porto, apelando à participação de “desempregados, ‘quinhentoseuristas’ e outros mal remunerados, escravos disfarçados, subcontratados, contratados a prazo, falsos trabalhadores independentes, trabalhadores intermitentes, estagiários, bolseiros, trabalhadores-estudantes, estudantes, mães, pais e filhos de Portugal.

Contudo, o que se viu e sentiu hoje nas ruas de Faro é que o sentimento de revolta e mudança se alastrou de forma séria a todas as gerações, o que demonstra que a sociedade portuguesa está ciente da necessidade de mudar, romper com as políticas afectas aos grandes grupos económicas, e feitas para entregar muitos "tachos" aos seus "boys" nos múltiplos institutos e organismos públicos espalhados pelo país, mas que muito deles na prática para pouco servem e consequentemente pouco ou nada fazem.

Deverão ter sido perto de 6 mil pessoas que desfilaram pelas ruas da capital algarvia, sempre de forma civilizada, e lançando palavras de ordem contra o sistema implantado, quer em cartazes, tarjas ou mesmo gritando palavras de mudança para o rumo do nosso País.

Sem comentários: