quinta-feira, 17 de março de 2011

Sucesso Europeu e os Estatutos da FPF


A propósito da notícia de hoje do Jornal A Bola, que cita o facto das duas associações (mais) aliadas e influentes nos meandros do futebol português, AF Porto e AF Braga, que com esta nova redestribuição de poderes no seio do futebol português perderão influência no Conselho de Justiça da FPF e Conselho de Arbitragem, terem enviado uma carta à FIFA, expondo alguns dados para sustentar a teimosa decisão de não aprovar os novos estatutos da Federação Portuguesa de Futebol, lembrei-me que as vitórias nas eliminatórias de hoje na Liga Europa, por parte do FC Porto e SC Braga seriam a pior coisa que poderia acontecer...


O dilema deve ser imenso, pois o ódio à capital e o apego aos velhos arranjinhos do nosso futebol, parece ser suficiente para motivar o afastamento das suas equipas nas competições europeias, e da própria Selecção Nacional, por forma a não deixarem o "poleiro"...


Tal como na política, os "boys" do futebol também querem tachos e poderes, e os outros que se lixem, mas espero que no sábado próximo se deixem de mesquinhices, e ao contrário de quem nos gere, assumam a responsabilidade de viabilizar o projecto, mesmo que de contra vontade, mas para bem de todos e neste caso do sucesso dos seus afiliados no exterior, até porque presumo que tanto FC Porto como Braga, só vejam a sua competência reconhecida futuramente na Europa quando, de uma vez por todas deixaram para trás as guerras histéricas do poder com Lisboa, que mais não são que a afirmação da dimensão destes emblemas, na sua abrangência nacional...

Sem comentários: