domingo, 6 de março de 2011

Sonhar com a goleada e terminar empatado com o último


As Notas do Farense 1-1 Praiense (Justo, 37; Andrézinho, 75)




Notas Positivas:
  • A exibição global do Farense foi positiva. Desde cedo começou a criar lances de perigo, mas acaba por perder dois pontos numa fase da partida em que pouco tempo havia para organizar a sua "cabeça", dada a saturação mental da equipa, depois de falhar tantos golos e ver a equipa adversária empatar a partida no ultimo quarto de hora.
  • Com a ausência de Tiago Sousa, João de Deus teve que chamar à titularidade o jovem Ricardo Calado. Globalmente o defesa algarvio esteve tranquilo e mais uma vez mostrou que pode ser uma opção válida para substituir um dos dois titulares.
  • Para quem gosta de futebol, este foi de facto um jogo com muitos dos condimentos que os adeptos de futebol desejam. Não havendo Messi's e Ronaldo's em campo, assistimos a um jogo muito emotivo, com várias oportunidades de golo, e indefinição no marcador nos últimos minutos. Nessa fase, e a jogar contra dez unidades o Farense carregou intensamente a área açoreana, e podia mesmo ter ganho a partida mas mesmo assim uma das mais claras chances de golo foi dos forasteiros...


Notas Negativas:

  • Depois duma exemplar recuperação que o colou ao 11º classificado, o Farense deitou tudo a perder, naquele que era teoricamente o jogo mais acessível da época. Nesta jornada perdeu dois pontos para o Oriental, imediatamente acima na tabela, estando agora a cinco dos lisboetas e três do Louletano. Contudo também o Casa Pia se aproximou do Farense e está a apenas três pontos.
  • Uma equipa como o Farense a necessitar de pontos não pode desperdiçar tantas chances de golo evidentes... Assim por alto, conto cerca de dez ocasiões. Só Zambujo, falhou por 3 vezes, oportunidades que mereciam melhor êxito. Não aproveitando as fragilidades defensivas do adversário, quer a nível de marcações, quer no jogo aéreo, o Farense pôs se a jeito de uma equipa que muitas vezes parecia ingénua, mas que nunca abdicou de tentar o golo.
  • Na minha opinião, João de Deus mexeu tarde na equipa, quando já se vislumbrava cansaço nalguns jogadores para além dalguns estarem a jogar em posições que exigiam nessa fase de jogo mais velocidade para romper a adinatada linha defensiva contrária.
  • Nota final para o desacerto do árbitro assistente do lado da bancada, cortando dois ou três foras de jogo que deixariam isolados jogadores do Farense. Contudo, quem falha tantas golos, pode queixar-se de erros da arbitragem para não ter ganho?

Momento do Jogo:

  • No período de compensação, Bruno teve nos pés a ocasião de garantir os três pontos. Recebendo uma bola da direita à entrada da pequena área, estava de costas para a baliza mas com o guarda redes batido, preferiu atrasar a bola para um colega, que a atirou ao lado da baliza, embora me pareça ter sido interceptada... Foi o canto do cisne!
Farense: Serrão; Caniggia, Mamadou, Ricardo Calado, Joshua; Bilro, Barão, Luis Afonso, Justo, Bruno Carvalho, Zambujo. Treinador: João de Deus
Jogaram ainda: Adérito e Bruno.

1 comentário:

Anónimo disse...

Como está a ser preparado o 101 ano do nosso Clube???