segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Nova “chicotada psicológica” no Farense

Ivo Soares abandona por mútuo acordo

Mais uma chicotada psicológica no Farense: Ivo Soares abandonou hoje o comando técnico da equipa de Faro, na “ressaca” do empate caseiro (1-1) de domingo com o Quarteirense. “Saiu por mútuo acordo. A intenção foi da minha parte, porque as coisas não estavam a correr como previsto, e o Ivo também sentiu que já não tinha condições para dar a volta à situação”, explicou ao Região Sul o director-desportivo do Farense, António Barão. O responsável pelo futebol dos “leões” de Faro não consegue arranjar uma explicação concreta para o que se passa com uma equipa tida, desde o início da época, como candidata ao título. “Os resultados não têm aparecido. Não sei se são os jogadores que não encaixam no perfil do treinador ou o treinador que não encaixa no perfil dos jogadores, mas fui eu que os escolhi a todos”, disse Barão.

O director-desportivo vai ter esta segunda-feira uma conversa com os jogadores e amanhã, terça-feira, deve apresentar o novo técnico. Mas assegura que a subida ainda é possível: “Ainda falta muito campeonato. Há que dar a volta… Vamos tentar ver o que não pode falhar mais!” Recorde-se, esta é a segunda mudança na liderança do “banco” dos “leões” de Faro esta época: no princípio de Setembro, Ivo Soares tinha substituído no cargo Jorge Portela, em virtude da eliminação na Taça de Portugal. Em oito jogo, Ivo Soares conseguiu três vitórias, um empate e quatro derrotas, sem averbar qualquer triunfo no Estádio Algarve e deixando a turma algarvia no 7.º lugar da Série F da III Divisão Nacional.

O futebol algarvio regista ainda mais duas mudanças após a jornada do fim-de-semana. No Beira-Mar de Monte Gordo, Luís Carlos sai depois de ter prestado declarações, na semana passada, sobre os salários em atraso, as quais não agradaram à direcção, que amanhã apresenta o substituto. Por outro lado, o Messinense também acordou a saída de José Miguel. O treinador tinha substituído José Teixeira à 4.ª jornada e sai com um pecúlio de uma vitória e quatro derrotas. A turma de Messines é "lanterna-vermelha" na III Divisão.

Sem comentários: