quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Olivedepêndencia...

Poucos poderão ter reparado, mas a jornada 9 da Liga Sagres marcará (se a minha memória não me falha) um record de transmissões televisivas directas dos jogos que englobam a jornada. Dos 8 jogos, 7 serão alvo de transmissão(inclui a transmissão da RTP), o que obriga a que todos os jogos da jornada se disputem em dias e horários diferentes... A somar a isto há ainda na manhã de cada domingo a transmissão de um jogo da Liga Vitalis, o que perfaz um "bolo" de 8 partidas... A Olivedesportos, empresa que negoceia com os Clubes e os canais interessados nos direitos televisivos, têm obtido lucros gigantescos nos últimos anos, negoceando em exclusivo esses conteúdos com a SportTV, do qual detém 50% das acções e também com outros operadores estrangeiros... Ou seja, a empresa de Joaquim Oliveira faz o preço que quer com os clubes das ligas profissionais, pois o canal que acaba por lhe comprar o produto é praticamente do mesmo dono... Não admira que os nossos clubes, principalmente alguns dos pequenos estejam em estado de pré-falência pois muitos dos proveitos que deviam ser canalizados para si, situação que acontece nos outros países, se esfumam nesta teia muito bem engendrada pela Controliveste, empresa que gere a Olivedesportos e a SportTV... Mal pagos, os clubes vêm ainda os seus jogos arrastar-se entre a Sexta e Segunda Feira, em horários pouco adequados aos hábitos da população portuguesa, o que acaba por reduzir ainda mais a assistência nas partidas... Que saudades tenho dos jogos ao domingo à tarde, à semelhança do que acontece nos campeonatos sob a égide da FPF, em que todos jogavam ao mesmo tempo, e os espectadores para além de irem apoiar o seu emblema, estavam expectantes pelo que acontecia na casa dos rivais... Tudo se perdeu, a realidade é totalmente diferente, e enquanto nos outros países até se consegue conciliar esta situação com a transmissão em pay-per-view de todos os jogos ao mesmo tempo, em Portugal continua-se a pagar mal, prejudicando ainda os clubes na bilheteira... Até quando, Sr. Hermínio Loureiro?

Sem comentários: