domingo, 5 de setembro de 2010

Farense vence tranquilamente Santana e já está na segunda eliminatória da Taça de Portugal

As Notas do Farense 3-0 Santana


Notas Positivas:
  • Sem dúvida que, diante dum opositor fraco, e jogando diante do seu público, seria quase obrigatório o triunfo dos algarvios. Este aconteceu com naturalidade e premiou a mais valia técnica, táctica e física dos algarvios sobre um adversário muito macio, e na minha opinião sem nível para jogar numa Terceira Divisão Nacional.
  • O Farense apontou três golos no jogo de hoje (Barão, 29 mn, Mamadou, 71 mn, Zambujo, 79 mn) mas muitos mais ficaram por marcar... Embora com Zambujo a jogar abaixo das expectativas o Farense demonstrou em campo boas jogadas, especialmente pelo flanco direito, através da dupla Cannigia-Justo, essencialmente na primeira parte e depois com Adérito, que entrou bem na partida e Kéu que destabilizou ainda mais a defesa contrária, chegando o Farense à vantagem final fruto da facilidade com que chegava à área contrária.
  • Também Barão e Bilro estiveram em evidência, com nota especial para o jogador capitão dos alvi-negros, Barão, na jogada do primeiro golo. Este teve o discernimento para vir numa corrida desenfreada desde o meio campo e posicionar-se na pequena área enquanto Kéu contemporizava e depois lhe cruzaria a bola para inaugurar o marcador. Além disso somou mais duas assistência para os golos de cabeça de Mamadou e Zambujo, sendo eleito por este espaço como o melhor em campo.


Notas Negativas:

  • O jogo começou 32 minutos depois do horário oficial agendado pela FPF, em virtude da ausência de forças policiais no recinto de jogo. Este facto manchou a organização da partida...
  • Por certo este foi um dos jogos mais fáceis da temporada para o Farense... A equipa do Santana só por duas vezes rematou à baliza e nunca demonstrou capacidade para assumir o jogo e lutar pelo resultado. Saiu do Estádio de São Luís sem o sentimento do dever cumprido, apesar de ser uma equipa exemplar a nível disciplinar.

Momento do Jogo: O golo de Mamadou aos 71 minutos para o 2-0 sossegou de vez os adeptos farenses, numa fase em que apesar do Farense dominar, sentia que com um laivo de sorte madeirense poderia ser ainda traído. A livre de Barão, Mamadou correspondeu com cabeceamento colocado de cima para baixo na direcção do poste mais distante.

Farense: Serrão; Caniggia, Mamadou, Tiago Sousa, Arlindo; Bilro, Barão, Luis Afonso; Justo, Zambujo e Kéu. Jogaram ainda: Adérito, Joshua e China.

Sem comentários: