sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Homem com gripe A internado há 1 ano em Faro teve alta



Teve finalmente alta do Hospital de Faro, um ano e oito dias depois de ter sido internado com gripe A. O homem de 30 anos que passou vários meses em coma e sofreu falência multi-organica devido às complicações causadas pelo vírus. Apesar de já estar fora de perigo, Renato Lopes vai passar os próximos meses num centro de reabilitação para tentar voltar a falar, andar e até a comer.


Há um ano, a família e os médicos do Hospital de Faro preparavam-se para o pior. Renato, um dos primeiros doentes internados em Portugal com gripe A, estava por um fio. Em coma prolongado e durante meses à beira da morte.

O quadro manteve-se negro para Renato até perto do Natal.

A partir de Fevereiro, numa recuperação que espantou os proprios médicos, Renato começou a recuperar. Orgãos que se pensava pudessem estar comprometidos voltaram a funcionar.

O pai, que há um ano se desloca entre Portugal e Macau de dois em dois meses para visitar o filho, diz não ter palavras para descrever o empenho da equipa clinica.

Já fora de perigo, Renato tem agora pela frente novas batalhas. É preciso reaprender coisas tão simples quanto falar, andar ou comer.

Numa escala de cinco, a sua força muscular está ainda entre o dois e o três. Daí ter tido alta do hospital há dois dias, mas precisar passar os próximos meses num centro de reabilitação.

Renato faz 31 anos no inicio de Setembro. Dos quase 1500 doentes portugueses que estiveram internados com gripe A é o que passou por um internamento mais proplongado e dos mais complicados.

In sic.sapo.pt


Porventura um dos casos mais mediáticos de Gripe A em Portugal... Confesso que, não conhecendo a pessoa em causa, foi uma enorme alegria para mim, quando esta tarde tive conhecimento desta situação! Ainda hoje me lembro das palavras de vários amigos, entre eles do Domingos Caetano dos Íris, em concerto, a dedicar músicas para este rapaz, que à precisamente um ano estava à beira da morte...


Acredito na recuperação deste nosso conterrâneo e desde já envio-lhe votos de muita força nesta nova fase da sua vida!

Sem comentários: